Apesar de passar despercebido, o setor industrial é responsável pela maioria dos produtos que usamos e consumimos no dia a dia.

 

Especialmente para as grandes empresas, que sempre fabricaram quantidades imensuráveis de matérias-primas e produtos de muitos segmentos.

No entanto, para que possa ser possível manter os processos produtivos das indústrias em funcionamento constante, é necessário a utilização das máquinas e equipamentos. 

Podemos dizer que, fora o gasto expressivo com matéria-prima e mão-de-obra, diversas indústrias investem em seus equipamentos e nos serviços necessários para suas manutenções.

E uma das máquinas mais utilizadas pelas indústrias do mundo todo é o compressor de ar. Por essa razão, vamos falar nesse post sobre como o equipamento é utilizado, quais são seus tipos e como realizar sua manutenção.

Vamos a leitura?

Para que serve o compressor de ar

Quem trabalha em algum ramo industrial, certamente já ouviu falar ou viu pessoalmente um compressor de ar em funcionamento.

Por sua vez, o compressor é uma máquina com a função de captar movimentos pneumáticos ou alguma outra forma de energia e armazenar o ar do ambiente em um reservatório próprio sob pressão.

A partir disso, o compressor do ar transforma o ar reservado sob pressão em ar comprimido. Já o ar comprimido é utilizado em diversas finalidades, como auxiliar no funcionamento de furadeiras, grampeadores, cortadores, entre outras ferramentas.

Além disso, existem diversos tipos de compressores de ar, como os compressores de êmbolo, compressores rotativos e os turbocompressores, por exemplo. 

Cada um deles servem para uma finalidade diferente, como comprimir o ar com mais intensidade ou funcionar com rapidez.

Manutenção do equipamento e cuidados pessoais

Como qualquer outro equipamento, os compressores de ar devem passar por uma rigorosa manutenção, pois uma máquina sem utilidade pode gerar altos custos e promover instabilidade na saúde financeira da empresa.

Uma empresa que fabrica resina epóxi, ou que constrói em grande demanda de equipamento de proteção individual, ou até mesmo produz filme stretch, por exemplo:

Ambas as empresas possuem diversas máquinas sempre em manutenção, para que as mesmas possam entregar seus produtos finais com qualidade e dentro de um prazo adequado.

Por essa razão, veja agora quais os tipos de manutenções e o que sua empresa deve fazer em cada uma delas:

  • Manutenção preventiva: Tem como objetivo prevenir que futuras falhas aconteçam no equipamento.
  • Manutenção corretiva: Serve para corrigir e consertar os defeitos e problemas das máquinas.
  • Manutenção preditiva: Se trata do monitoramento dos equipamentos, para que as mesmas tenham um melhor resultado em seu funcionamento;
  • Manutenção produtiva total: Aqui, a manutenção não está somente nas máquinas, mas também procura conduzir os funcionários a ter cuidado e valorizar os equipamentos.

Gere lucro para sua empresa!

Como em qualquer empresa do ramo industrial, as máquinas e equipamentos fazem parte do dia a dia. Apesar deles possuírem um certo gasto, são o que fazem o processo produtivo ser mais prático e gerar mais qualidade e rapidez.

Ao longo desse post, vimos que o compressor de ar faz parte do cotidiano de muitas indústrias. Ele possui como função armazenar ar comprimido para o utilizar para auxiliar outras ferramentas.

Há diversos tipos de compressores, como os compressores de êmbolo, compressores rotativos e os turbocompressores, entre outras modalidades.

Por fim, para manter esses equipamentos sempre em funcionamento, faça periodicamente uma manutenção. Desse modo, sua empresa previne futuras contingências e se destaca diante o mercado!

O que achou dessas dicas?

Esse artigo foi escrito por Rafaela Ricardo, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.

Pin It on Pinterest

Share This