Todas as possibilidades da Realidade Aumentada aplicada na manutenção industrial

Todas as possibilidades da Realidade Aumentada aplicada na manutenção industrial

É importante salientar que as novas tecnologias têm um diferencial impactante: boa parte delas, como a inteligência artificial ou a realidade aumentada, é flexível e integradora.

Isso significa que sua empresa pode fazer uso delas visando objetivos diferentes, como o aumento de vendas, a minimização de erros e a atração de clientes. Neste caso, vamos falar da importância da realidade aumentada, especificamente, para a manutenção industrial.

Caso você ainda não saiba, ao certo, o quanto esse tipo de solução tecnológica tem a agregar ao seu negócio, não tem problema: siga com esta leitura, e identifique as melhores práticas que podem colocar a realidade aumentada na indústria sob a sua responsabilidade e, com isso dar um passo significativo rumo ao conceito de indústria 4.0. Confira!

[e-book] Indústria 4.0 e os desafios do setor | Baixar Gratuitamente | Agência Labra

O que é a realidade aumentada?

Vamos a uma explicação rápida do seu conceito: a realidade aumentada é uma tecnologia que faz uso de acessórios (como óculos específicos para a sua aplicação) para sobrepor imagens virtuais sobre imagens reais.

Dois exemplos disso: o aplicativo Pokemón GO e os filtros do Instagram que colocam imagens divertidas ao redor e sobre os usuários para que eles interajam com os seus seguidores nas redes sociais.

Na indústria 4.0, onde a conectividade é fundamental para o aumento de produtividade, a geração de resultados e a economia de recursos, esse tipo de tecnologia tem tudo para agregar novos diferenciais à sua organização.

Que tal, por exemplo, saber o que cada componente da sua fábrica faz, se relaciona e quais são os períodos de manutenção industrial necessários para cada um deles — e que, para isso, basta utilizar um óculos e passear pelo seu parque industrial?

Sim, isso é possível, e as possibilidades se estendem amplamente no que diz respeito ao uso da realidade aumentada dentro do contexto de manutenção industrial — como veremos adiante!

Como fazer uso da realidade aumentada na indústria?

Além de servir na integração e no auxílio à produtividade dos profissionais, a realidade aumentada também tem sido amplamente considerada para uso específico na manutenção industrial, e não apenas para os setores de marketing digital, vendas ou atendimento, entre outros.

Em especial, porque o uso de acessórios munidos com esse tipo de tecnologia permitem a visualização de dados digitais sem que o colaborador perca tempo limpando as mãos e interrompendo a tarefa para checar os dados em um sistema da empresa. Basta focalizar no objeto desejado e ter a informação pretendida.

Como fazer uso da realidade aumentada na indústria?

Ou seja: mais agilidade para fazer o simples e, assim, gerar mais produtividade. Além disso, a realidade aumentada tem utilizações bastante específicas, no âmbito da manutenção industrial, para que a sua empresa se beneficie amplamente do ingresso à indústria 4.0!

Manutenção de equipamentos

Vamos imaginar a seguinte situação: um dos seus equipamentos apresentou problema e interrompeu o fluxo de trabalho. Assim, os seus profissionais que lidam com o reparo de máquinas vão entrar em ação.

Mas, para que o tempo de parada imprevisto seja o menor possível, um aplicativo que concentre todas as informações desse maquinário, de maneira sobreposta a cada um dos componentes, permite que o colaborador acesse a todas as informações rapidamente.

E, o melhor: podendo importar os manuais, relatórios e planilhas diretamente pelo aplicativo, a consulta por informações é imediata, evitando todo tipo de erro ou demora em buscar os manuais físicos.

​​​​​​​Treinamentos para cuidar da manutenção industrial

Outro ponto importante no uso da realidade virtual consiste no treinamento da sua equipe de manutenção industrial.

Pense, por exemplo, que eles podem testar em áreas seguras, sem os riscos oferecidos por muitos maquinários, para que assimilem as melhores práticas sem que as suas integridades sejam postas em risco.

Basta considerar os aplicativos que permitam o desenvolvimento de simulações capazes de colocar os profissionais, verdadeiramente, em situações corriqueiras. Além de interessante e alinhar a sua empresa à indústria 4.0, esse tipo de treinamento possibilita uma absorção mais rica do conteúdo abordado.

E sabe por quê? Assim como a gamificação (a construção de uma situação lúdica para engajar e motivar os colaboradores a cumprirem um objetivo ou meta específicos) promove a absorção da sua urgência para os participantes, a realidade aumentada carrega o mesmo princípio.

Portanto, esse tipo de tecnologia está cada vez mais inserido nos setores produtivos. A realidade aumentada na indústria já é uma realidade, e o tempo só tem possibilitado novas oportunidades e, é claro, mais acessibilidade em resposta à sua popularização.

Quer saber agora como o Brasil tem se acomodado a essa tecnologia, inserindo-se qualitativamente na indústria 4.0? É só dar uma conferida em outro artigo nosso, agora apontando como o Senai tem sido participativo nesse cenário integrador!

[e-book] As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar grátis | Agência Labra

Realidade aumentada aplicada na indústria, conheça mais sobre esse novo conceito

Realidade aumentada aplicada na indústria, conheça mais sobre esse novo conceito

A tecnologia galopa em ritmo acelerado rumo às transformações que agregam mais produtividade com menos uso de recursos. A bola da vez tem sido a realidade aumentada para colocar as empresas em um novo patamar para divulgar os seus diferenciais e relacionar-se com o seu público-alvo.

E se você vinha procurando novas tendências consolidadas para impactar o seu consumidor e clientes em potencial, convidamos você a seguir com a leitura deste post. Nos próximos tópicos vamos destacar o conceito de realidade aumentada, as suas distinções com outro termo comum (realidade virtual) e as suas aplicações na indústria. Confira!

O que é a realidade aumentada?

O Big Data chegou para ficar e, por meio dele, as empresas têm à disposição valiosos insights para compor estratégias de marketing, vendas ou de relacionamento. Afinal, os hábitos de navegação de sua audiência ajudam a orientar a elaboração das próximas campanhas.

O ponto-chave, aqui, está no uso de tecnologias e técnicas que fortaleçam essa aproximação com o público. Gerar experiências está em evidência, lembra-se?

E é aí que o conceito de realidade aumentada ganha um apelo maior. O próprio consumidor já se relaciona com esse tipo de tecnologia — como os filtros de redes sociais visuais, como o Snapchat ou o Instagram — ou mesmo em games no celular, caso do Pokemon GO.

E como isso funciona: por meio da visualização de dados digitais mesclados ao mundo real. Levando isso ao mundo corporativo — e à indústria, especificamente, a realidade aumentada pode ajudar no contato com o público, na tomada de decisão cotidiana e até mesmo no treinamento e na capacitação de colaboradores.

Quais são as possibilidades de uso com a realidade aumentada?

Ao criar uma sobreposição de imagens digitais sobre uma superfície tridimensional, da maneira como enxergamos o mundo, conseguimos interagir melhor com a informação.

Realidade aumentada aplicada na indústria | Agência Labra

Por exemplo: no exemplo anteriormente citado a respeito do treinamento de colaboradores, fica mais fácil trabalhar o desenvolvimento de um processo produtivo a partir de simulações.

O mesmo vale para a apresentação de gráficos e relatórios. Expostos tridimensionalmente através de dispositivos, esses dados permitem um dinamismo maior e integrado, fazendo com que a sua apresentação fique também mais flexível e móvel.

Levando, agora, para a linha de produção industrial, a realidade aumentada pode ser aplicada em um dispositivo — como um óculos — que auxilie os profissionais com instruções, acesso aos manuais que ele pode necessitar e até mesmo insights sobre o processo do seu trabalho.

Nesse ritmo, é seguro dizer que estamos diante de uma nova era de interação com a tecnologia. Cada vez mais palpável, presente e integrada ao nosso mundo.

Existem diferenças entre realidade virtual e realidade aumentada?

Muitos empreendedores já antenados às tendências tecnológicas podem questionar isso. Afinal de contas, um substitui, complementa ou é idêntico ao outro?

A realidade é que ambas são similares, mas possuem características e objetivos distintos. Por exemplo: a realidade virtual é capaz de nos levar a outro lugar — pense naqueles simuladores onde colocamos um óculos e parece que estamos passeando em uma montanha-russa psicodélica.

Enquanto isso, a realidade aumentada permite que o mundo digital e o real entrem em conversão integradora. A sobreposição de imagens citada acima é um exemplo claro de que estamos em contato, no mundo real, com informações digitais.

Em feiras e outros eventos industriais isso já se percebe a partir do uso de dispositivos — como apps em aparelhos móveis — que integram com equipamentos físicos nesses locais. Um holograma, uma apresentação, uma interação virtual… Isso tudo pode acontecer.

O resultado disso é que as empresas se destacam, mais pessoas vão analisar esse diferencial que pouco se vê, ao redor do evento, e pode facilitar a divulgação de informações sobre a sua empresa.

Portanto, são diferenciais que podem ser aplicados tanto de maneira interna, para o aumento da produtividade e redução de erros, entre outras aplicações, como externa. Nesse caso, promove o relacionamento, o fortalecimento de sua marca e até mesmo o aumento de vendas.

Existem outros benefícios em fazer uso desse tipo de tecnologia?

Os benefícios do uso da realidade aumentada se misturam com as suas aplicações. Pense, por exemplo, em um catálogo de produtos: você pode ter uma versão digital e integrada, facilmente acessada via smartphones.

Como resultado, as pessoas baixam os seus aplicativos, interagem com as suas soluções e podem até mesmo levar para casa algo leve, flexível e que vai estar sempre à mão quando ele necessitar de uma pesquisa.

Não à toa, a realidade aumentada está se mostrando uma possibilidade multifacetada e de uma versatilidade vasta. Negligenciar essa tecnologia é estagnar os avanços da empresa.

E, se você ainda acha a afirmativa acima um pouco extrema demais, confira alguns benefícios em fazer uso da realidade aumentada no dia a dia corporativo de sua indústria:

  • a realidade aumentada pode aproximar o usuário do que você quiser — o oposto, portanto, da realidade virtual. Isso permite uma interação maior, trazendo objetividade à sua mensagem;
  • o uso dessa tecnologia gera produtividade, menos gastos, redução de riscos e erros e, ainda, contribui com a qualificação dos seus colaboradores;
  • em eventos, é um diferencial. Um atrativo e uma poderosa ferramenta de divulgação;
  • você pode usá-la tanto via dispositivos próprios (os já citados óculos) ou por meio de smartphones e tablets;
  • não há limite para a profundidade da imersão. O que amplia as possibilidades de uso.

Em resumo, a realidade aumentada está construindo novos rumos de desenvolvimento industrial à medida que desconstrói os mesmos valores e processos.

Não à toa, termos recentes estão cada vez mais comuns no vocabulário dos empreendedores alinhados ao conceito de indústria 4.0, como a computação imersiva, ou mesmo a realidade mista — o real e o digital integrados.

Temos, ainda, um longo caminho a ser percorrido para que a realidade aumentada se consolide e apresente possibilidades ainda conceituais, apenas — como a nossa relação com os dados digitais que podemos perceber integrados ao mundo real.

Só que, a partir das premissas básicas da tecnologia, podemos imaginar uma comunicação padronizada e cada vez mais trabalhável em um âmbito misto.

Enquanto o futuro não chega, em definitivo, que tal avaliar outras possibilidades de crescimento para o seu negócio? Para isso, baixe gratuitamente o nosso e-books sobre como vender utilizando o marketing industrial!

[e-book] Indústria 4.0 e os desafios do setor | Baixar Gratuitamente | Agência Labra

Pin It on Pinterest