Plano de Marketing: primeiros passos para realizar um para sua empresa

Plano de Marketing: primeiros passos para realizar um para sua empresa

Seja para investir em marketing digital ou nas técnicas tradicionais de divulgação, sua empresa deve ter um plano adequado. Afinal de contas, ter um plano de marketing é determinante para que você encontre o foco e direcionamento adequados para as suas estratégias.

Por isso, este post vai se dedicar em apresentar para você a importância desse modelo de negócios. Além disso, vamos ensinar como fazer um plano de marketing. Assim, você aprende como criar valor para o seu cliente e divulgar corretamente a sua marca.

Confira, e descubra conosco a relevância de um plano de marketing para desenvolver a sua empresa!

O que é o plano de marketing?

De maneira resumida, o plano de marketing é o detalhamento de sua estratégia, compondo os objetivos, desafios, riscos e ações destacadas para o cumprimento de suas metas traçadas.

Ele é, portanto, uma espécie de cartilha que vai nortear a sua empresa a alcançar os objetivos. Uma ferramenta de gestão que vai evitar o surgimento e proliferação de imprevistos que tornam as estratégias mais custosas e menos produtivas.

Como fazer um plano de marketing?

Para que as suas estratégias de marketing digital sigam pelo caminho desejado, o plano de marketing deve passar por etapas comuns em qualquer tipo de planejamento, como:

Estabeleça objetivos e metas

Primeiramente, sem um objetivo a sua estratégia não sai sequer do campo imaginário. É preciso saber o que você deseja ao investir em inbound marketing ou qualquer outra estratégia.

Para tanto, reúna-se com a sua equipe e estabeleçam os objetivos e metas necessárias para alcançá-lo. Lembre-se, apenas, de criar parâmetros atingíveis para não frustrar-se caso os resultados esperados não sejam atingidos.

Faça uma análise de mercado

Como a concorrência anda se mobilizando para atingir os objetivos que você deseja? E o mercado, quais são os riscos e oportunidades? Quem é o seu público-alvo e quais são os objetivos e carências do seu consumidor?

Isso tudo deve estar devidamente respondido em seu plano de marketing. Quanto mais detalhado, menos imprevistos surgirão — e aqueles que aparecerem já serão esperados, tendo as devidas alternativas para resolvê-los em tempo.

Defina os planos de ação

É hora de avaliar o percurso a ser desenvolvido até os seus objetivos. No marketing digital existem diversas estratégias que contribuem para o sucesso de sua empreitada, como o marketing de conteúdo. No entanto, cada objetivo deve seguir uma ação estratégica.

Para isso, inove, combine estratégias e monitore constantemente o desenvolvimento de suas ações. Dessa maneira, você tem a possibilidade de ajustar, reforçar ou mesmo replanejar as ações definidas. Afinal de contas, o marketing digital conta com ferramentas que permitem o acompanhamento de suas estratégias em tempo real.

Tenha um cronograma definido

Uma boa maneira de acompanhar os resultados de suas estratégias é por meio de um cronograma. Assim, você consegue estabelecer comparativos e avaliar o sucesso de cada campanha. Além disso, o cronograma ajuda a avaliar o ROI de suas ações de marketing digital.

Isso é importante, pois ajuda a entender o quanto investir em marketing, nas próximas ações, e o quanto elas rendem de frutos para o seu negócio.

Conte com auxílio profissional para fazer seu plano de marketing

Como deve ter dado para perceber, você até pode saber e aprender como fazer um plano de marketing. No entanto, são muitas etapas e detalhes que compõem a estratégia, como um todo. Por isso, obter auxílio profissional é um caminho interessante para que você otimize o seu tempo e investimento em marketing digital.

Para entender melhor como o seu plano de marketing pode ser ainda mais frutífero, confira o nosso artigo em que comentamos o retorno que sua agência de marketing pode trazer para o seu negócio!

SEO & Adwords: diferenças e semelhanças

SEO & Adwords: diferenças e semelhanças

Em busca de criar ações estratégicas que criem mais valor para os clientes, empreendedores saem em busca de tendências consolidadas no mercado. E duas delas têm gerado boa dose de entusiastas nas ações de marketing digital: o SEO (Search Engine Optimization) e o AdWords.

Acontece que, além dos benefícios que esses conceitos têm para agregar ao seu negócio existem particularidades entre eles. E é justamente sobre essas diferenças que vamos tratar, neste post, para que você saiba quando — e como — utilizar cada uma delas.

Confira, e entenda como o SEO e o Google AdWords podem contribuir com o desenvolvimento digital de sua marca!

Quem é SEO e Google AdWords

Como dissemos, ambos os termos possuem suas peculiaridades, mas compartilham similaridades. Por exemplo: são ferramentas do SEM (Search Engine Marketing), cujo objetivo principal é a geração de tráfego em suas páginas, possibilitando as conversões em vendas.

Assim, convém explicar como cada um deles tem ajudado os empreendedores industriais a impulsionarem suas empresas:

Google Adwords

Ferramenta de publicidade criada pela gigante tecnológica. É uma ferramenta paga, mas ajuda a ampliar o alcance de seus anúncios on-line. Eles podem aparecer tanto na rede de pesquisas do buscador — aparecendo como resultados de uma pesquisa — quanto na rede de displays, que são os banners e outros formatos de anúncio que aparem em sites parceiros do Google.

SEO

A sigla para Search Engine Optimization, por sua vez, é um conjunto de técnicas que visam melhorar o ranqueamento de suas páginas quando um usuário faz pesquisas on-line — em qualquer mecanismo de busca — relacionadas aos seus produtos ou serviços.

Para isso, ambas as ações fazem uso de palavras-chave específicas que estão associadas aos termos mais pesquisados pelo seu público-alvo. Assim, você se aproxima mais das “dores” e necessidades do seu consumidor, apresentando-se como uma autoridade para solucionar todas as dúvidas deles.

Semelhanças e diferenças entre Google Adwords e SEO

Acima já destacamos um ponto em comum: ambas as estratégias se apoiam na escolha e no uso de palavras-chave. Vamos, agora, explorar em detalhes essas populares ferramentas usadas no marketing digital e nos seus “braços”, com o marketing de conteúdo!

Abrangência

Como vimos, o Google Adwords possui duas maneiras de exibição: nos resultados orgânicos de busca ou em anúncios dispostos em sites parceiros do Google. Enquanto isso, o SEO abrange todos os mecanismos de busca, embora não funcione em sites parceiros diretamente.

Uma maneira indireta para isso, seria fazendo uso de um guest post — estratégia em que sua empresa hospeda uma postagem sua em blogs de sucesso de parceiros comerciais.

Durabilidade das estratégias

No Adwords, as estratégias possuem curto prazo, finalizando assim que você decidir interromper o pagamento. O SEO, por sua vez, deve ser continuamente trabalhado para usar novas palavras-chave, mas aquelas já utilizadas permanecem o tempo que você quiser, já que elas ficam nas páginas do seu site e blog.

Orçamento

O SEO é, em tese, mais acessível, já que você não teria custos para desenvolver uma estratégia e hospedar suas postagens nas páginas digitais de sua empresa. Acontece que, indiretamente, você arca com as despesas para manter o site no ar, contratar uma equipe interna ou agência especializada e a manutenção de suas ações de marketing.

No Google Adwords, o custo ocorre a cada leilão que você empreende para colocar uma campanha de anúncios na ferramenta.

Resultados

O SEO leva mais tempo para resultar em frutos palpáveis, enquanto o Google Adwords possui um efeito mais imediato — embora não seja tão duradouro quanto o SEO, como já mencionado.

Com isso, percebemos que ambas são conceitos fundamentais na construção de uma ação de marketing digital. O ideal é criar uma harmonia estratégica e usar ambos, de acordo com os seus objetivos e necessidades.

Quer saber como usar o SEO e o Google AdWords em suas estratégias de marketing digital? Entre em contato conosco!

Saiba como otimizar seu site com SEO

Saiba como otimizar seu site com SEO

Hoje em dia, o termo SEO (sigla em inglês para Search Engine Optimization), já é mais popular. Não apenas isso: essas técnicas de otimização para mecanismos de busca está em alta no conceito do empreendedor.

Não por menos, já que a sua eficácia foi comprovada, permitindo a empresas de todos os portes e segmentos mais presença digital. E, como se sabe, esse é um fator determinante para desenvolver uma marca hoje em dia.

E, para que você não fique atrás nessa disputa competitiva pela melhor otimização para mecanismos de busca, elaboramos este artigo. Confira, e descubra conosco como otimizar seu site com SEO!

Dicas de otimização para mecanismos de busca

O primeiro passo para desenvolver sua estratégia de SEO consiste em ter URLs amigáveis. O que seria isso? Endereços de rede — ou links, se preferir — que sejam facilmente reconhecidos, lidos e compreendidos. Além do uso de domínios conhecidos, como:

  • .com;
  • .com.br;
  • .net.

Entre outros. Isso ajuda a gerar mais credibilidade ao seu site, mas também confere uma importante etapa na otimização para mecanismos de busca. URLs amigáveis têm tudo a ver com as técnicas de SEO aplicadas em outras partes de suas páginas, o que permite um ranqueamento melhor quando usadas estrategicamente.

Faça excelente uso de suas palavras-chave

Aí está a protagonista de qualquer estratégia de SEO: a palavra-chave. Por meio dela, você conhece melhor o perfil de sua persona, compreende a demanda mercadológica e sabe como alinhar os seus produtos ou serviços a essa necessidade dos seus clientes em potencial.

Como consequência, você vai preencher as páginas do seu site institucional e blog com as principais palavras-chave. Isso é determinante na otimização para mecanismos de busca, pois ranqueia melhor as suas páginas e aproxima o seu negócio do seu público-alvo.

Alie suas estratégias de SEO a uma produção de conteúdo relevante

Junto com a palavra-chave podemos destacar a importância de um conteúdo de qualidade em suas ações de SEO. Isso porque, sem uma boa estrutura ou relevância nos conteúdos, os mecanismos de busca não vão avaliar positivamente suas páginas.

E se você acha isso ruim, vale pensar também que um consumidor que é direcionado para o seu blog ou site, e não gosta do que lê, dificilmente vai procurar saber mais a respeito dos seus produtos ou serviços.

É importante que, em suas estratégias de SEO, você mostre aos usuários que é a grande referência do seu ramo de atuação. Isso torna a experiência do usuário mais enriquecedora e se traduz em mais credibilidade para a sua empresa.

Expanda sua atuação nas redes sociais

Embora as postagens em redes sociais não se traduzam diretamente em benefícios para o SEO, indiretamente elas agregam muito mais valor à sua marca. Afinal, os sinais sociais em suas páginas — como botões de compartilhamentos e curtidas nas principais redes sociais — trazem mais presença on-line para o seu negócio.

Além disso, essa otimização para mecanismos de busca faz com que você gere mais autoridade. Sem falar que expandem o alcance dos seus conteúdos, fazendo com que mais pessoas se interessem pela sua marca.

Para tanto, uma dica: identifique quais redes sociais o seu público-alvo mais utiliza, e direcione suas estratégias para elas. Assim, o retorno pode ser ainda mais frutífero.

Por falar em alcance de marca, é fundamental fazer com que o público reconheça imediatamente a sua empresa — seja em um e-mail, post nas redes sociais ou ao visualizar a sua logomarca. Dessa maneira, convidamos você a conhecer um pouco mais a respeito de branding e identidade visual, e o que eles podem fazer pelo desenvolvimento de sua empresa!

Saiba porque investir em Marketing de Conteúdo em pequenas empresas

Saiba porque investir em Marketing de Conteúdo em pequenas empresas

O marketing de conteúdo para pequenas empresas sempre foi um assunto delicado: com orçamentos enxutos era impossível competir com o investimento de grandes marcas no setor. Com a chegada do marketing de conteúdo, entretanto, a democratização chegou ao mercado.

Afinal de contas, a produção de conteúdo é uma estratégia acessível e que rende resultados. Sem falar no direcionamento cada vez mais preciso nas ações planejadas. Em uma época em que a experiência do usuário na internet é valiosa, o marketing de conteúdo se apresenta como um diferencial para o desenvolvimento de sua marca.

Quer saber, exatamente, como o marketing para pequenas empresas é potencializado com a produção de conteúdo? Basta seguir com a leitura deste post!

A produção de conteúdo ajuda no fluxo de vendas

Indiretamente, o marketing de conteúdo é mais uma ferramenta de vendas para o seu negócio. Isso porque a produção consistente e alinhada às principais dúvidas, desafios e objetivos do seu público-alvo permite que eles encontrem você em suas pesquisas on-line.

Assim, sem a necessidade de prospectar o mesmo, você constrói um site, blog de sucesso e marca presença nas redes sociais. E isso, somado ao conhecimento do perfil e das necessidades do seu consumidor, atrai ele até a porta — virtual — do seu negócio.

Ou seja: ao analisar cuidadosamente, não é exagero dizer que o marketing de conteúdo ajuda no aumento de vendas em sua empresa.

O marketing de conteúdo tem excelente custo/benefício

Já reparou como os anúncios na TV, rádio ou na mídia impressa alcançam milhões de pessoas? Já percebeu também que muitas dessas pessoas não têm interesse algum no produto ou serviço anunciado?

Dessa maneira, é possível avaliar que a produção de conteúdo é uma fundamental estratégia de marketing para pequenas empresas. Afinal, são ações pensadas para atrair pessoas interessadas no seu negócio. Clientes em potencial que sequer conheciam sua empresa e que chegam até o seu site a partir desse conteúdo relevante que eles encontraram em suas buscas.

Sem falar que o investimento é incomparavelmente menor do que a produção de um comercial para a TV, por exemplo. O marketing de conteúdo é, portanto, economicamente viável e com muito mais chances de impactar pessoas interessadas no seu negócio — o que aumenta também o ROI em marketing.

A fidelização de clientes é promovida pelo marketing de conteúdo

A produção de conteúdo ajuda a gerar valor para o seu cliente, sabia? Mostra que você entende do assunto, é uma autoridade e referência, em seu setor de atuação, e entende as “dores” do seu público-alvo — e sabe como saná-las.

Daí a relevância do marketing de conteúdo na fidelização: ele se aproxima dos seus clientes e estabelece uma conexão. Quando você entrega aquilo que promete, a sua marca é fortalecida na mente do consumidor, fortalecendo gradativamente esse relacionamento qualitativo.

Vale apontar, então, que o marketing de conteúdo, por si só, não faz milagres. Trata-se de um esforço estratégico e que combina diferentes ações com o objetivo principal de atrair, encantar e fidelizar os clientes.

Tratando-se de marketing para pequenas empresas, é uma solução prática, viável e de alto retorno para o desenvolvimento de sua marca. Quer saber, então, mais a respeito do marketing de conteúdo e como ele pode fazer a diferença para o seu negócio? Entre em contato conosco!

4 dicas de como vender mais no Natal

4 dicas de como vender mais no Natal

Como vender mais no Natal é um dos principais objetivos de empreendedores — seja no varejo ou na indústria. Afinal de contas, trata-se de um período em que é fácil atrair novos clientes, uma vez que o consumidor está atento às principais ofertas de final de ano.

E, para que você se mantenha à frente da concorrência e consiga atingir os seus objetivos com um bom e-mail marketing e outras estratégias planejadas em conjunto com a sua agência de marketing digital, elaboramos este conteúdo.

Confira, e descubra conosco algumas dicas e orientações para aumentar as vendas no Natal e atrair novos clientes para o seu negócio!

1. Planeje e reveja o seu planejamento

Com o fim do ano se aproximando, você tem uma série de dados acumulados, nos meses anteriores, para traçar metas reais e atingíveis. Além disso, é possível analisar o que não funcionou, anteriormente, e o que pode ser replanejado.

Dessa maneira, você pode aumentar as vendas no Natal por meio de uma análise estratégica das ações estabelecidas ao longo do ano — e misturá-las a algumas ideias pontuais e capazes de surpreender o seu público-alvo.

Entre elas, o uso do e-mail marketing de maneira segmentada para impactar diretamente nas necessidades e objetivos do seu público-alvo. Além disso, as redes sociais e o conteúdo que gere engajamento são também boas alternativas para colocar o seu negócio em destaque.

2. Crie ações específicas para o Natal

É Natal e todos — ou a maioria — está ciente e com alta expectativa para o período. Por isso, destaque esse furor consumista e construa estratégias que remetam à data tão especial.

Pode ser uma landing page para produtos em destaque, ou uma série de postagens, em seu blog e nas redes sociais, que divulguem promoções exclusivas aos seus seguidores. Isso tudo ajuda a promover a sua marca e, quando atinge em cheio o consumidor, é determinante para aumentar as vendas no Natal.

3. Facilite a compra e cumpra os prazos

É fim de ano e muito cliente busca se antecipar para começar o mês seguinte a todo pique. Por isso, é hora de você e a sua equipe se reunirem para traçar um plano logístico que supra essa demanda sazonal.

Ao fazê-lo com sucesso, o consumidor terá você na mais alta consideração para os meses que ainda virão, diante de uma nova necessidade. Prometer — e cumprir — algo ao público-alvo é uma das maneiras mais ricas de construir um relacionamento de qualidade com ele.

4. Não pare no Natal

Ou seja: estenda o volume de vendas e tráfego gerados no Natal para estimular novas estratégias para o consumidor. Para tanto, mantenha o foco nas estratégias planejadas com sua agência de marketing digital e reforce o uso do e-mail marketing e outras ferramentas.

Lembre-o que o período de festas de final de ano é importante também para pensar no planejamento do ano seguinte. Com isso, estabeleça novas promoções exclusivas para reforçar esse compromisso com os seus clientes.

Tudo sempre pensado para suprir a demanda do seu público-alvo e gerar uma experiência virtual memorável, sem equívocos e com vantagens em relação às ações da concorrência. Com isso, aumentar as vendas no Natal será uma rápida consequência dos seus esforços.

E, caso tenha ficado com alguma dúvida com relação a este conteúdo, entre em contato conosco!

Pin It on Pinterest