Employer Branding: o que é e qual sua importância

Employer Branding: o que é e qual sua importância

Assim como o marketing digital ajuda a atrair novos clientes, as melhores empresas também fazem esse esforço internamente. Quer dizer: por meio do encantamento, conseguimos engajar os colaboradores a traduzirem com mais eficácia tudo aquilo que as estratégias de marketing buscam consolidar no mercado. A isso chamamos de employer branding.

A questão é: como construir essa mentalidade no DNA de sua empresa e qual é a relevância disso — interna e externamente? Para responder a essas perguntas, convidamos você a seguir com esta leitura e, assim, aprender como aplicar o emplyer branding!

O que é employer branding?

Um resumo simples, mas preciso do conceito: o nascimento e a manutenção da imagem de sua empresa para quem a desenvolve diariamente: os seus colaboradores. E sabe qual é a importância disso?

Em primeiro lugar, o retorno que o seu negócio tem dessa percepção positiva é enorme. Profissionais motivados produzem mais — e melhor —, ajudando a traduzir todo o DNA de sua empresa para a maneira que os consumidores a enxergam.

Além disso, vale destacar que você gera mais vantagem competitiva em seu setor de atuação. Por exemplo: se as pessoas são mais motivadas e engajadas em sua empresa, a concorrência pode perder os melhores profissionais para as oportunidades que você gerar.

Como aplicar o employer branding?

O branding é um conjunto de ações desenvolvidas a partir dos próprios valores da empresa. Assim, é importante levar esses pilares, de maneira estratégica, para o dia a dia de sua empresa. Por exemplo: sua missão, visão e valores devem estar intrínsecos às ações planejadas, que podem ser:

Planejamento

O employer branding atua de maneira similar à construção de um funil de vendas: você deve conhecer o seu público interno e fazer com que eles conheçam as qualidades de sua marca. Esse conhecimento vai se traduzir em uma noção rica do que você pode fazer pelos seus colaboradores, e deseja deles — e vice-versa.  Por isso, comece estabelecendo objetivos e um cronograma a ser seguido.

Experiências

A experiência do consumidor é um diferencial e tanto no marketing industrial, hoje em dia, e pode fazer igual sucesso quando aplicado internamente. Ou seja: privilegie as experiências também nos corredores de sua empresa. Estimule um ambiente competitivo, harmonioso e que desenvolva o crescimento individual e coletivo. Quanto mais isso for percebido, melhor.

Marketing de conteúdo

Outra estratégia eficaz para aplicar — e reforçar —o employer branding é o marketing de conteúdo. E sabe como? Incentivando-os a compartilhar os seus conhecimentos por meio da produção de um conteúdo relevante para o seu público-alvo.

Assim, você consegue equilibrar a produção focada em conversão, idealizada por sua agência de marketing, complementada por outros artigos que são criados internamente. Isso enriquece a sua imagem como autoridade e referência, e ainda estimula os profissionais a ampliarem a presença digital de sua marca — e as deles próprios.

Com um plano de marketing eficiente, essas estratégias vão contribuir de maneira significativa para a construção e o desenvolvimento do employer branding.

Agora, para complementar o que vimos por aqui, que tal compreender, enfim, o que significa identidade visual, criação de logo e branding? Assim, você consegue compor cada um deles de maneira mais eficaz e significativa para o seu público-alvo!

Estratégias de conteúdo: aprenda técnicas importantes

Estratégias de conteúdo: aprenda técnicas importantes

Existem estratégias de conteúdo específicas para cada objetivo que você tenha mapeado em sua empresa. Por isso é tão importante que você saiba quais delas podem ser alinhadas para a sua demanda e, assim, agregar muito mais valor em sua relação com sua audiência digital.

E, no meio de tantas tendências do marketing industrial, muitas delas foram feitas especialmente para impactar o público. A questão está em identificá-las e, neste post, vamos apontar como você deve elaborar as suas estratégias de conteúdo. Boa leitura!

Conheça sua persona

A persona é o perfil do seu cliente ideal. Nela estão concentradas as características, os hábitos e comportamentos de consumo, os desafios e objetivos e também a maneira pela qual o seu negócio pode ajudar a suprir essas dores.

No que diz respeito às estratégias de conteúdo, quanto mais você conhecer o seu público-alvo, melhor. Pois assim, você consegue elaborar melhorias que respondam às principais questões que eles fazem nos buscadores on-line, como o Google.

Desenhe a jornada de compra do seu público-alvo

Com base no tópico anterior, este ponto é determinante para você atrair um público qualificado para a sua empresa, aumentar o tráfego e se relacionar qualitativamente com ele.

Isso significa que, além de saber com quem a sua marca está dialogando você deve entender todo o processo que leva o cliente em potencial até o estágio final, que é a conclusão do negócio. A isso chamamos de jornada de compra.

Entendê-la permite que você personalize cada vez mais as suas estratégias de conteúdo. Algo que contribui para que você gere mais presença digital e que fixe cada vez mais a sua empresa no ideário do consumidor como uma autoridade no assunto.

Defina as melhores estratégias de conteúdo

Existem diferentes tipos de conteúdos que impactam o seu público-alvo e, como destacamos, cada um pode ser melhor aproveitado em cada etapa da jornada de compra dele.

Por isso, avalie as melhores estratégias de conteúdo com base no alinhamento a essas etapas. Por exemplo:

  • Para atrair usuários até as suas páginas: blog posts, redes sociais e estudos de caso;
  • Para guiar o usuário à conversão: e-books, webinars, landing pages e outros materiais gratuitos;
  • Para nutrir até o processo de venda: e-mail marketing, depoimentos e avaliações de clientes e vídeos.

Monte um calendário editorial de publicação

Além das estratégias de conteúdo acima mencionadas — lembrando que elas também podem ser aplicadas em qualquer etapa da jornada de compra, mas com vieses diferentes —, é importante considerar um calendário editorial.

Ou seja: conheça os hábitos on-line de sua audiência e produza conteúdos com uma frequência que eles consigam assimilar e absorver.

Lembre-se, apenas, de pensar também como um consumidor: o envio diário de e-mails mais pode incomodar do que mostrar-se útil, ao passo que um post por mês nas redes sociais gera pouco impacto. Aprenda o equilíbrio ideal, monte um calendário e siga-o de acordo com a resposta de sua audiência.

Promova e monitore os conteúdos

Por fim, é importante promover as suas estratégias de conteúdo. Use o e-mail para isso, além do site e as redes sociais. Estimule o engajamento do seu público-alvo e, assim, eles mesmos vão ajudar na divulgação.

Além disso, o monitoramento é parte elementar de qualquer estratégia de conteúdo. Verifique quais ações rendem os melhores resultados e quais não são estimulantes para a sua audiência. Isso permite a elaboração de novas campanhas — ainda mais assertivas e impactantes!

Para complementar o que vimos aqui, que tal entender como o marketing de conteúdo é relevante para todos os tipos de empresas?

 

Copywriting: a importância na produção de conteúdos no blog

Copywriting: a importância na produção de conteúdos no blog

Você já se pegou refletindo a respeito do impacto da produção de conteúdo em seu blog?Não há como negar que é uma das etapas mais significativas das ações de marketing digital. Acontece que, dentro desse conceito, temos um mais amplo e pouco difundido: o copywriting.

Já adiantamos: não se engane pensando que é tudo farinha do mesmo saco digital que compõe um blog de sucesso. O copywriting é, na verdade, um conceito mais aprofundado e estratégico da produção de conteúdo, e entenderemos o seu impacto ao longo deste post.

Confira, e entenda como enriquecer a produção de conteúdo em seu blog com todo o poderio do copywriting!

O que é copywriting?

O copywriting, no marketing digital, nada mais é do que o ato de produzir textos. Só que não se trata apenas de um blog post, mas de toda ação estratégica que envolva a produção de conteúdo. Em uma rápida análise, podemos considerar copywriting:

  • Blog posts;
  • Posts em suas redes sociais;
  • Whitepapers;
  • O conteúdo de seu site institucional;
  • Whitepapers;
  • Email marketing;
  • E-books.

Entre outros tipos e formatos de conteúdos. Tecnicamente, por sua vez, o copywriting é a maneira estratégica de impactar o seu público-alvo. Portanto, é o planejamento para “vender” uma ideia capaz de cativar e reter os usuários para conhecer a sua produção de conteúdo.

Qual é a relevância do copywriting?

Aí é que está: embora o termo seja pouco usado, o copywriting é a estrutura de boa parte das ações do marketing digital. E tenha em mente que, ao planejar sua estratégia de produção de conteúdo, ela deve se propor a realizar 3 tipos de reações em seus leitores:

  • Inspiração;
  • Influência para construir um relacionamento com a sua marca;
  • Motivação para guiar os usuários a tomarem uma decisão com relação ao seu produto ou serviço.

Por isso dissemos que o copywriting é o elemento estratégico por trás da produção de conteúdo. E, a seguir, vamos entender como suas ações podem atingir as reações acima.

Como impactar meu público com a produção de conteúdo?

A seguir, separamos algumas dicas práticas para alcançar os resultados esperados e, quem sabe, superá-los gradativamente. São elas:

  • O impacto positivo é um reforço criado a partir da repetição. Por isso, não tema se os conteúdos forem similares, mas tenha em mente que todos eles devem agregar algo ao longo da leitura;
  • Lembre-se manter a produção de conteúdo em profundo alinhamento com as técnicas de SEO, bem como as palavras-chave mais utilizadas pela sua audiência;
  • Analogias são determinantes para comprovar uma afirmação. Use-as, e procure mantê-las bem próximas da realidade do seu público para que absorvam melhor o conteúdo;
  • Provocações — desde que bem dosadas — também são bem-vindas. O ideal é mostrar ao cliente como ele está fazendo algo que todos também fazem, mas que não é o ideal. É importante apontar, ao longo do texto, o caminho ideal para convencê-lo;
  • Ao conhecer o perfil do seu público, você consegue compor uma produção de conteúdo sólida contra todo tipo de objeção que ele, de acordo com os seus objetivos e necessidades, possui;
  • Use o storytelling para diferenciar os conteúdos. Eles tendem a tornar a leitura mais cativante
  • Lembre-se de manter a estrutura dos seus conteúdos alinhada a uma pirâmide de boas práticas: clareza, objetividade e persuasão.

Lembre-se, por fim, que o copywriting deve ser constantemente monitorado para você avaliar o impacto em seu público. Com o tempo, você terá uma estratégica sólida e imbatível para se manter relevante para a sua audiência.

E, agora que você já entendeu os conceitos práticos do copywriting, que tal conhecer também como criar um blog bem estruturado?

Saiba porque investir em Marketing de Conteúdo em pequenas empresas

Saiba porque investir em Marketing de Conteúdo em pequenas empresas

O marketing de conteúdo para pequenas empresas sempre foi um assunto delicado: com orçamentos enxutos era impossível competir com o investimento de grandes marcas no setor. Com a chegada do marketing de conteúdo, entretanto, a democratização chegou ao mercado.

Afinal de contas, a produção de conteúdo é uma estratégia acessível e que rende resultados. Sem falar no direcionamento cada vez mais preciso nas ações planejadas. Em uma época em que a experiência do usuário na internet é valiosa, o marketing de conteúdo se apresenta como um diferencial para o desenvolvimento de sua marca.

Quer saber, exatamente, como o marketing para pequenas empresas é potencializado com a produção de conteúdo? Basta seguir com a leitura deste post!

A produção de conteúdo ajuda no fluxo de vendas

Indiretamente, o marketing de conteúdo é mais uma ferramenta de vendas para o seu negócio. Isso porque a produção consistente e alinhada às principais dúvidas, desafios e objetivos do seu público-alvo permite que eles encontrem você em suas pesquisas on-line.

Assim, sem a necessidade de prospectar o mesmo, você constrói um site, blog de sucesso e marca presença nas redes sociais. E isso, somado ao conhecimento do perfil e das necessidades do seu consumidor, atrai ele até a porta — virtual — do seu negócio.

Ou seja: ao analisar cuidadosamente, não é exagero dizer que o marketing de conteúdo ajuda no aumento de vendas em sua empresa.

O marketing de conteúdo tem excelente custo/benefício

Já reparou como os anúncios na TV, rádio ou na mídia impressa alcançam milhões de pessoas? Já percebeu também que muitas dessas pessoas não têm interesse algum no produto ou serviço anunciado?

Dessa maneira, é possível avaliar que a produção de conteúdo é uma fundamental estratégia de marketing para pequenas empresas. Afinal, são ações pensadas para atrair pessoas interessadas no seu negócio. Clientes em potencial que sequer conheciam sua empresa e que chegam até o seu site a partir desse conteúdo relevante que eles encontraram em suas buscas.

Sem falar que o investimento é incomparavelmente menor do que a produção de um comercial para a TV, por exemplo. O marketing de conteúdo é, portanto, economicamente viável e com muito mais chances de impactar pessoas interessadas no seu negócio — o que aumenta também o ROI em marketing.

A fidelização de clientes é promovida pelo marketing de conteúdo

A produção de conteúdo ajuda a gerar valor para o seu cliente, sabia? Mostra que você entende do assunto, é uma autoridade e referência, em seu setor de atuação, e entende as “dores” do seu público-alvo — e sabe como saná-las.

Daí a relevância do marketing de conteúdo na fidelização: ele se aproxima dos seus clientes e estabelece uma conexão. Quando você entrega aquilo que promete, a sua marca é fortalecida na mente do consumidor, fortalecendo gradativamente esse relacionamento qualitativo.

Vale apontar, então, que o marketing de conteúdo, por si só, não faz milagres. Trata-se de um esforço estratégico e que combina diferentes ações com o objetivo principal de atrair, encantar e fidelizar os clientes.

Tratando-se de marketing para pequenas empresas, é uma solução prática, viável e de alto retorno para o desenvolvimento de sua marca. Quer saber, então, mais a respeito do marketing de conteúdo e como ele pode fazer a diferença para o seu negócio? Entre em contato conosco!

Pin It on Pinterest