O preto utilizado no logotipo da Adidas, o azul da Wolkswagen e o vermelho da Coca-Cola não foram escolhidos por acaso. Essas também não foram escolhas influenciadas pelo gosto pessoal dos donos das empresas ou pelas cores da moda.

Para criar um logo tão impactante quanto o das marcas citadas é preciso, antes de tudo, conhecer a psicologia das cores.

Ou seja: compreender a fundo quais são os sentimentos que cada tom desperta. O preto da Adidas, por exemplo, passa uma sensação de elegância. Já o azul faz com que a Wolkswagen transmita mais confiança ao consumidor e o vermelho, da Coca-Cola, tem entre as suas intenções despertar o apetite do seu público-alvo.

Quer saber como aplicar isso no seu negócio? Então, saiba mais sobre as sensações despertadas pelas cores e descubra como escolher a combinação de tons ideal para o logotipo da sua empresa!

O uso estratégico das cores no marketing

As cores têm uma relevância indiscutível em nossas decisões. E não estamos falando apenas de um logotipo, mas, basicamente, em muitas de nossas questões particulares também.

Pense, rapidamente conosco: um veículo, uma roupa, um brinquedo ou a parede da sala. Questões mundanas, mas amplamente influenciadas por uma mensagem que queremos transmitir e que as pessoas as captem.

Logotipo | Agência Labra

No mercado, a psicologia das cores tem também um impacto imenso. De acordo com Neil Patel, do Quiclk Sprout, a sua decisão por uma cor, em detrimento de outra, pode representar até 85% da tomada de decisão do seu público-alvo.

Relevante, não é mesmo? Vamos conferir quais são as etapas estratégicas que a sua empresa deve considerar antes de apontar a primeira tonalidade que surgir na aquarela.

O que considerar antes de escolher as cores do logotipo

Antes de definir quais serão as cores do logotipo, é preciso responder a duas perguntas: que imagem a sua empresa espera passar para o consumidor e qual é o público-alvo que se espera atingir. A partir daí, é possível fazer uma escolha precisa sobre as cores que serão utilizadas no logotipo.

O logotipo é um elemento muito importante para a empresa. Ele a representa visualmente e, é utilizado nas embalagens de produtos, em placas de sinalização, no site e em diversos materiais distribuídos para clientes e parceiros.

Um bom logotipo é eficiente em transmitir a imagem que a empresa espera ter no mercado e, em fazer com que os consumidores-alvo se identifiquem com a marca. As cores escolhidas têm um papel essencial para isso.

O significado das cores

Cores mais fáceis de serem identificadas têm um melhor impacto em audiências das classes C, D e E. Por isso, se a sua empresa é voltada para este público, prefira escolher tons como o verde, o azul e, o laranja. Evite o uso de cores elaboradas, como o turquesa ou o caramelo.

Outro cuidado importante, é não se deixar influenciar pelas cores da moda. A cor do ano 2017 escolhida pela Pantone, por exemplo, é o verde Greenery. O tom deve influenciar o trabalho de designers, fashionistas e decoradores, mas nunca a escolha de um logotipo.

Afinal, a cor vai estar em alta por um curto período de tempo e, a ideia é que o seu logo perdure por muitos anos.

Em vez disso, use como base as reações que, segundo a psicologia, cada cor é capaz de provocar. Veja alguns exemplos:

  • verde: remete à ecologia, desperta sensações de frescor e de tranquilidade;
  • preto: pode remeter ao clássico e conservador. Também dá elegância à marca e pode transmitir um pouco de mistério;
  • amarelo: desperta a curiosidade e o otimismo, mas é preciso ter cuidado para não exagerar no uso desta cor. Em excesso, o amarelo estimula a ansiedade;
  • roxo: a cor está ligada à realeza, por isso, pode dar mais sofisticação à marca. O roxo também pode remeter à espiritualidade, à fantasia e à imaginação;
  • rosa: cor que proporciona calma, ligada ao romantismo e a feminilidade;
  • dourado: remete à alta qualidade e ao luxo.

Essas são apenas algumas das cores mais usadas por empreendedores. Convém avaliar, dentro do vasto repertório de cores, aquelas tonalidades que mais traduzem os valores da sua empresa em alinhamento ao perfil do seu público.

Dessa maneira, para acertar na escolha das cores do seu logotipo é preciso estudar as sensações provocadas por cada uma. Também é importante conhecer os logos dos seus concorrentes, para evitar criar um logo muito parecido com os que já existem.

Escolher a combinação de cores certas é um importante passo no caminho para garantir que a sua empresa tenha a imagem esperada no mercado.

Como escolher as cores para o seu logotipo

Acima, destacamos os seus pilares institucionais e o perfil do seu público. No entanto, vale se aprofundar na questão para que o seu logotipo se destaque dos demais — da concorrência, preferencialmente —, agregando mais valor e destaque à sua marca.

O primeiro deles é o cuidado em não destoar dos seus valores buscando, para isso, uma associação imediata com um modismo. Por exemplo: existem tonalidades que são tendências para o próximo verão.

Ao seguir essa tendência, o que vai acontecer com o seu logotipo nos anos seguintes? Vai carregar uma tonalidade passageira, da qual pouca gente se lembra ou associa uma sensação.

Outra dica é que você teste exaustivamente as combinações de tons e, por fim, que sempre imprima-as em preto e branco. O motivo para isso se explica facilmente: diante do uso do logotipo em materiais publicitários, pode ser que você tenha que usá-lo sem cores.

E é importante que o logotipo funcione colorido ou não. Que seja legível, inclusive, das duas maneiras.

Por fim, uma dica importante: fuja das preferências pessoais. Como destacamos, o uso estratégico das cores ajuda a gerar associações do seu logotipo com a marca que ele representa, e com o perfil do seu público-alvo.

Se você escapa disso para colocar a sua preferência por verde, por exemplo, fica mais difícil criar essa associação rica com a sua audiência.

Existem cores certas para o logotipo, site e blog?

A nossa resposta, objetiva e simples, é: não. Afinal de contas, estamos falando da construção de sua identidade visual. Ela tem que estar associada, em primeiro lugar, à sua persona e aos motes institucionais de sua marca.

Só que você deve tomar cuidado com base nas considerações acima e, principalmente, nas sensações que você deseja despertar. Muitos tons “cansam” rapidamente a vista, e você não quer que o usuário visite o seu site ou blog e saia rapidamente de lá por conta disso, certo?

Basta ter em mente que o seu logotipo e qualquer outro detalhe da sua identidade visual têm uma mensagem, um objetivo e um valor implícitos — e explícitos — neles. E, se possível, usá-los em combinação com outros fatores, como:

  • cores que dialoguem — ou contrastem, desde que por meio de sensações positivas — em todos os seus materiais. Os digitais, inclusive, como as cores do site, das redes sociais e do blog;
  • cores que gerem um design atrativo e que não canse;
  • cores que gerem identificação mútua;
  • cores que não desapareçam — ou sejam mascaradas — por outros tons presentes em materiais diversos, como o seu catálogo de produtos.

Não é uma tarefa fácil, isso é verdade. Só que a escolha certeira do seu logotipo — após testes e mais testes — é um diferencial e tanto para se aproximar do seu consumidor e criar um relacionamento rico, sólido e duradouro.

Você levou em consideração a psicologia das cores na hora de criar o seu logotipo? Comente a sua opinião sobre o assunto. Ou entre em contato com a equipe LABRA para ajudar nessa questão. Somos especialistas no assunto e você pode conseguir rapidamente o seu orçamento para dar início à elaboração e desenvolvimento do seu logotipo!

Pin It on Pinterest

Share This