O marketing digital tem o diferencial de ter todos os seus dados mensuráveis. Não à toa, é esse o trunfo que permite às empresas ajustarem suas estratégias para que rendam o esperado, otimizando o investimento realizado. Tome cuidado, apenas, para não dar atenção demais à métrica de vaidade, no lugar dos dados que realmente importam.

E, se você não sabe diferenciar uma métrica de vaidade daquelas que contribuem para atrair novos clientes, converter leads e aumentar as vendas, veio ao lugar certo!

Neste post, vamos explicar para você o que são as métricas de vaidade e quais fatores você deve monitorar, no lugar, em suas campanhas. Boa leitura!

O que é uma métrica de vaidade?

Sabe a embalagem maravilhosa, mas cujo conteúdo não condiz com a expectativa gerada inicialmente? Isso pode definir, de certa forma, o conceito de métrica de vaidade.

Afinal de contas, ela não é uma informação inútil: só não ajuda na tomada de decisão estratégica para a sua empresa impulsionar resultados melhores.

Quais são as métricas de vaidade?

Agora que já definimos o conceito de uma métrica de vaidade, vamos entender quais são as informações que, embora deem uma perspectiva interessante às suas estratégias, não são consideradas KPI’s de uma campanha de marketing:

Downloads

Você tem um material rico, um app ou um período de teste gratuito do seu software, e percebeu que foram realizados centenas de downloads do seu produto.

E é aí que perguntamos: isso, por si só, é relevante?

Pense que, após efetuado o download, o usuário pode não ter se relacionado com esse produto, pode tê-lo desinstalado tão logo experimentou-o ou, de fato, cadastrou-se para obter mais informações ou o produto completo.

Percebe como essas 3 possibilidades são mais funcionais para que você direcione os esforços seguintes?

Curtidas nas postagens

Uma postagem nas redes sociais da sua empresa rendeu diversas curtidas, mas qual é a tomada de decisão que pode surgir disso?

Por um lado, mostra o interesse do público-alvo, mas como isso se relaciona com o planejamento das próximas ações que deverão render resultados? Aí está o grande perigo em acompanhar uma métrica de vaidade.

Cliques

A taxa de clique ajuda a saber — de maneira similar às curtidas — o interesse do público em determinado assunto, mas não ajuda a identificar a consideração deles após a leitura.

Afinal de contas, se a taxa de clique é elevada, mas não há uma ação posterior à leitura, essa taxa é um simples número, com pouco significado para a sua empresa.

Compartilhamentos

Tal qual as curtidas, os compartilhamentos devem ser monitorados com cuidado, pois eles facilmente se convertem em uma métrica de vaidade.

Quer um exemplo? Digamos que uma postagem sua obteve recorde de compartilhamentos. Ao avaliar qual foi o post em questão, descobre que se trata de alguma coisa bem humorada, que não reflita diretamente ao trabalho que a sua empresa tem a oferecer.

Assim, novamente, a métrica de vaidade dá as caras e esse sucesso absoluto pouco se converte em resultados para ajustar as suas campanhas de marketing.

Visualizações da página

Por fim, uma métrica de vaidade que muitos acompanham de maneira equivocada é a quantidade de visualizações em suas páginas.

E sabe por quê? Porque o seu site pode ter 10 mil visualizações em, digamos, 40 visitas e, 10 mil visualizações em 10 mil visitas. Não dá para mensurar, simplesmente com essa informação, a eficácia dessas visualizações.

Seguidores

Pense no que significa para o setor de Inside Sales da empresa se você disser que a empresa tem 50 mil seguidores nas redes sociais, mas nenhum engajamento com a marca?

A quantidade de fãs ou seguidores importa, é claro, mas deve ser complementada com estratégias que apresentem resultados palpáveis — como o cadastro para que os vendedores possam ter leads qualificados para abordar.

Quais métricas acompanhar?

Diferentemente da métrica de vaidade — todas elas, na verdade — que vimos aqui, é importante avaliar quais são os dados que se convertem em insights para as suas campanhas.

Abaixo, reunimos algumas das principais, para que as suas ações de marketing de conteúdo — entre outras estratégias de marketing digital — permaneçam em constante evolução. São elas:

  • taxa de conversão, porque por meio dela você identifica o resultado de um objetivo proposto. Nem sempre, trata-se de aumentar as vendas — às vezes, o objetivo é simplesmente alcançar um determinado número de assinantes para a sua newsletter;
  • conversões por todo o funil de vendas, aprendendo a identificar em quais etapas desse funil de marketing você tem atraído e fisgado o consumidor;
  • LTV, que significa o quanto um cliente vale para você. Tome como exemplo um serviço de assinatura que, mensalmente, custa R$100 e, que a média de retenção dos seus clientes é de 12 meses. Logo, o LTV é de R$1.200, aproximadamente;
  • CAC, ou Custo de Aquisição por Cliente, é fundamental porque ajuda a avaliar o quanto custa adquirir um ciente novo para a sua empresa;
  • número de visitas, por fim, não é uma métrica de vaidade porque, diferentemente do número de visualizações, importa para você saber a origem dessa visita e a média de sua audiência.

Existem outros dados que não devem ser configurados como uma métrica de vaidade, e que têm muito a agregar às suas campanhas. Lembrando, apenas, que as métricas de vaidade não são inúteis — apenas não geram os insights poderosos que você necessita.

Por isso, não há nada errado em monitorá-las também, desde que o foco principal em resultados não seja desviado por conta disso. É fundamental gerar esse equilíbrio e saber como se relacionar com esses dados para que, progressivamente, a sua empresa se desenvolva — física e digitalmente — cada vez mais!

Agora, como muito do que falamos ao longo deste post esbarra nas postagens que você faz nas redes sociais, que tal descobrir como valorizar ainda mais o seu calendário editorial?

Para isso, convidamos você a ler, agora, quais são os melhores horários de postagens nas principais mídias sociais! Confira, e entenda como gerar mais engajamento com base no perfil e no comportamento do seu público-alvo nas redes sociais!

Pin It on Pinterest

Share This