Desde que um dos pais do marketing — Philip Kotler — citou o termo marketing 4.0, o mercado parou para ouvi-lo. Tratava-se do momento de transição das impactantes mudanças que o mercado empreendeu para atrair e se relacionar melhor com o seu consumidor. E tudo isso no contexto digital que já se formava quando Kotler mencionou o marketing 4.0.

A questão que fica, no entanto, é: qual é a aplicação real do marketing 4.0 para melhorar a sua prospecção e aumentar o volume de vendas? Para responder a essa pergunta, nós convidamos você a seguir com a leitura deste post!

Por que marketing 4.0?

Assim como vivemos no momento da indústria 4.0, na qual somos testemunhas da quarta revolução industrial em nossa sociedade, o marketing também passou por uma interessante cronologia evolutiva.

A primeira delas ocorreu em meados da década de 1970, quando a divulgação de produtos e serviços ocorria de maneira linear — das marcas para os clientes. Seu tom de voz, abordagem e informações disponibilizadas dependiam, exclusivamente, dos interesses das empresas.

Marketing 4.0 e Indústria 4.0 | Agência Labra

Já em meados da Era da Informação, a segunda onda do marketing chegou com uma preocupação maior com o consumidor. Mais que oferecer, as empresas passaram a persuadir o público-alvo. Uma justificável mudança, considerando que foi paralela ao aumento da concorrência e de mudanças no perfil do público.

Em seguida, junto com o século 21 veio a Transformação Digital — uma era em que ainda estamos embrionários nas descobertas e possibilidades de uso das tecnologias virtuais. O tratamento próximo e humano com o consumidor se fez necessário.

Mas, mais que isso: também escancarou uma nova definição nas relações. Com a internet, os consumidores passaram a deter a informação também. Eles passaram a ter mais autonomia para a tomada de decisão, o que impulsionou o marketing digital no meio.

Foi também quando o conceito de marketing 4.0 — definido recentemente — se aproximou do mercado. O termo foi cunhado por Hermawan Kartajaya e Iwan Setiawan, com a colaboração de Phillip Kotler, para, justamente, exprimir a transição definitiva do analógico para o digital.

Qual é a aplicação do marketing 4.0?

Muitos já são inseridos no mercado com a noção de que as redes sociais fazem parte das estratégias de atração e relacionamento com o público. Acontece que esse uso estratégico é até recente.

O marketing 4.0 chegou com o peso tecnológico sobre os ombros, modificando a maneira que enxergávamos o mercado. E, se hoje pipocam diversas tendências de marketing digital, muito desse sucesso pode ser associado ao termo eternizado por Kotler.

E é com base nas reflexões do próprio estudioso que vamos apontar como você pode usar a horizontalidade da internet para atrair mais clientes e promover mais vendas em sua empresa. Isso porque o marketing 4.0 pode ser usado em um processo que compreende 5 etapas:

Assimilar 

É o momento de concentrar ações que impactem o seu público-alvo, que sejam relevantes. Para isso, é fundamental conhecer o perfil do seu público, ter a sua jornada de compras mapeada e compreender as dores, desafios, objetivos e necessidades dele.

Com isso, você pode montar uma estratégia que tenha tudo a ver com as pesquisas online que o seu consumidor ideal faz. É o caso das já citadas redes sociais, dos blogs posts e de outros materiais educativos e relevantes, que ajudem a construir no ideário do público a sua marca.

Atrair

Com mais conectividade e presença digital, você tem os meios e as ferramentas para atrair novos consumidores. É o momento de despertar a curiosidade do público, apresentar a eles os diferenciais dos seus serviços e produtos e, ainda assim, manter a estratégia anterior para que eles encontrem primeiro o seu negócio na internet — em detrimento da concorrência.

Arguir 

Materiais ricos, como e-books e infográficos, e estratégias relevantes de alto impacto, como o e-mail marketing, são cruciais nesta etapa. Afinal de contas, aqui o seu consumidor já sabe qual problema ele enfrenta e quais são os principais meios para solucioná-los. Falta, portanto, ele entender quem oferecer as melhores condições.

E é aí que você deve usar o marketing 4.0 para compor uma aura consolidada de sua reputação. Use a internet para mostrar os seus diferenciais, como um atendimento personalizado e diferenciado — não esquecendo os canais digitais, como as redes sociais.

É nesse ponto que acontece a transição: um usuário anônimo já tem nome e necessidades específicas. Assim, o marketing e o setor de vendas integram esforços para guiar esse consumidor em potencial em um efetivo cliente.

Agir 

Todos os argumentos de venda já estão firmados e é hora de colocá-los em prática. Isso porque os vendedores já sabem tudo o que precisam saber a respeito do cliente em potencial, bastando o cuidado para fazê-lo perceber, por conta própria, que é hora de adquirir os seus produtos ou serviços.

Apologia 

Por fim, a venda foi efetuada, mas o trabalho promovido com o marketing 4.0 não se encerra aí. O pós-venda é um elemento de fidelização crucial para as suas estratégias e, agora, o que sua equipe deve fazer é manter o consumidor atento às suas novidades e dicas.

Com isso, nutre-se um relacionamento duradouro e de qualidade. Diante de uma nova necessidade, o seu cliente já saberá a quem recorrer.

Quando investir em marketing 4.0?

O momento é agora. E, sem dúvidas, mesmo sem esforçar-se a sua empresa já deve estar inserida em algum nível de profundidade, no conceito de marketing 4.0.

[E-BOOK] MARKETING INDUSTRIAL COMO GERAR NOVAS VENDAS | Agência Labra

Pode ser um catálogo virtual disponível no seu site, na presença — por mais tímida que seja — nas redes sociais ou até mesmo mediante o envio de uma proposta comercial por e-mail a partir de clientes que encontraram a sua empresa na internet.

Portanto, o que deve faltar para o seu negócio é uma base sólida de planejamento e profundo alinhamento com as grandes tendências do marketing 4.0, a fim de gerar diferenciais competitivos no seu ramo de atuação.

Quer entender um pouco mais a respeito dos diferenciais do marketing 4.0 e como ele ajuda no desenvolvimento de sua marca? Então, aproveite para associar os seus benefícios com base no momento — e nos desafios — que vive a indústria 4.0 no contexto tecnológico e financeiro do Brasil!

Pin It on Pinterest

Share This