Na busca por resultados, não podemos nos deixar distrair com questões irrelevantes para o sucesso de suas ações de marketing digital. Neste caso, estamos falando especificamente das métricas de vaidade das mídias sociais, que são erroneamente perseguidas pelas empresas.

Por exemplo: mais de mil curtidas em uma postagem no Facebook fica muito legal — no case da empresa. Para mensurar o impacto daquela postagem existem métricas mais relevantes.

E é isso que veremos, ao longo deste post, aprendendo a diferenciar dados de impacto e as métricas de vaidade — e a saber quais informações usar para obter melhores resultados nas suas campanhas em mídias sociais. Confira!

O que são as métricas de vaidade?

Cada uma das mídias sociais mais usadas possui uma ou mais métricas de vaidade no seu DNA. São aqueles dados que são lindos de observar, mas que não geram insights nenhum para a sua estratégia.

Um exemplo disso: digamos que um post do Facebook tenha viralizado e que, em dois dias, rendeu 5 mil curtidas e 500 comentários, mas nenhum  novo cliente  em decorrência disso.

Os números podem enganar, portanto, porque você não consegue usá-los para orientar a sua audiência através da sua jornada de compra apenas com esse engajamento inicial.

Quer saber quais são as métricas de vaidade mais populares das mídias sociais? Aí vão algumas delas:

  • Twitter: número de seguidores;
  • Facebook: as curtidas em uma postagem e o número de fãs da sua página;
  • Instagram: atenção ao número de seguidores e o engajamento deles nas suas postagens;
  • YouTube: número de inscritos no canal da empresa;
  • aplicativo: o número de downloads, sem considerar o número de pessoas que permanecem usando-o após baixá-lo.

Não é só com as mídias sociais que você deve tomar cuidado com as métricas de vaidade. Afinal de contas, o site está recheado delas. O número de visitas é um dos principais.

Esse dado traz a falsa sensação de que o seu site é popular e recebe um intenso tráfego. Só que essas visitas evoluem para algo? O mesmo usuário volta a visitar as suas páginas, ele passa um tempo dentro do site institucional, ele consome os seus conteúdos?

As métricas de vaidade desempenham algum papel?

É nesse ponto que gostaríamos de chegar: sim, elas são importantes, mas não são funcionais para a verificação de resultados nas suas estratégias de marketing digital.

Pois, como vimos, elas são informações planas, superficiais. Por meio delas você pode entender que está no caminho certo da sua estratégia — digamos, o número de curtidas em uma postagem do Facebook — para gerar conteúdos relevantes. Só que sua empresa precisa de mais dados que isso.

Por isso, a seguir vamos apontar quais são as outras métricas que devem ser monitoradas para compreender, efetivamente se as métricas de vaidade são apenas cosméticas em sua estratégia, ou o início de uma campanha realmente eficaz!

Quais métricas observar no marketing digital?

Sem a vaidade corporativa contaminar a análise estratégica de resultados das suas campanhas, permita-se a avaliação de outros dados de suma importância para o seu negócio. Abaixo, reunimos os principais deles:

Taxa de conversão de campanhas

Não adianta analisar todos os dados gerados se você não sabe, ainda, qual é o objetivo da sua campanha. Caso a meta seja aumentar o número de vendas, então é importante considerar a taxa de conversão das suas mídias sociais.

No marketing, não estamos falando, efetivamente, de vendas, mas da criação de oportunidades. Ou seja: orientar a sua persona ao longo das etapas do seu funil de vendas para que a sua equipe colete mais informações para abordar os consumidores em potencial.

Conversões através do funil de vendas

Aí está o que falávamos no tópico anterior. Por meio das landing pages, você entende quais conteúdos estão contribuindo para o afunilamento dos usuários, que compartilham seus dados e passam a converter-se em oportunidades — e não apenas nas métricas de vaidade.

Sem falar que essa métrica permite que você avalie, exatamente, em qual etapa do funil de marketing cada lead gerado se encontra. Algo que facilita a elaboração de novos conteúdos para ajudar na transição e conversão desse lead em um cliente.

CAC

Abreviatura para o Custo de Aquisição por Cliente, essa está longe de ser uma das métricas de vaidade porque ela aponta o quanto custa um cliente para a sua marca.

Para tanto, é fundamental compreender o retorno de suas estratégias para avaliar se o custo geral está elevado demais. Vale lembrar que o marketing digital é uma estratégia acessível, e se o retorno está sendo considerado baixo demais, é hora de reavaliar algumas ações.

Número de visitantes

Aqui, estamos falando a respeito de novas visitas, enquanto os usuários habituais deixam de ser computados. Por exemplo: uma mesma pessoa pode visitar o seu blog 20 vezes — ai, é uma métrica de vaidade.

O interessante, aqui, é a checagem de quantas novas visitas foram geradas. Isso permite avaliar a relevância dos conteúdos e a renovação de pessoas que podem se converter em clientes ao longo do tempo.

Como evitar as métricas de vaidade?

Agora que vimos quais são as métricas de vaidade nas mídias sociais e quais dados fazem a diferença nas suas estratégias, vamos entender como evitá-las em suas campanhas?

As dicas a seguir vão ajudar você a não cair nas armadilhas de olhá-las com mais carinho do que as métricas que pouco aparecem, sob os holofotes, mas são mais importantes:

  • tenha uma estratégia bem definida, para saber quais metas analisar com afinco;
  • integre as equipes de marketing e de vendas, para que todos compreendam os dados a serem analisados;
  • oriente suas equipes a executarem ações que culminem no cumprimento das metas — ou seja: menos foco em obter mais curtidas em uma postagem, por exemplo;
  • sempre avalie as métricas, como um todo, para o cruzamento de informações que podem gerar insights.

Com o uso estratégico das mídias sociais, sua empresa pode gerar mais presença digital, atrair novos clientes e consolidar-se como referência no seu ramo de atuação.

No entanto, isso só é efetivamente conquistado quando sabemos para qual direção mantivermos a nossa atenção. E é por isso que, para complementarmos tudo o que vimos aqui, gostaríamos de convidar você a ler também o nosso post completíssimo sobre as métricas de vaidade!

Pin It on Pinterest

Share This