Se você já pesquisou um pouco a respeito do marketing digital, deve ter descoberto que um dos grandes trunfos de sua aplicação está na segmentação de estratégias. E que, como resultado, você se aproxima mais das necessidades e objetivos do seu público-alvo, certo? Pois essa jornada tem um nome: funil de marketing. 

A ideia é simples: o seu consumidor passa — simbolicamente — por um afunilamento desde o momento em que ele descobre ter um problema a ser resolvido até decidir-se pelos seus produtos ou serviços. No marketing digital o funil de marketing possui uma jornada de compra que seu público-alvo percorre, dividida em 3 etapas.

Neste post, vamos falar sobre a primeira etapa dele, expondo tudo o que você precisa saber para alinhar com mais qualidade suas estratégias com o perfil do seu consumidor ideal e atraí-lo até você. Boa leitura!

As etapas do funil de marketing

Como destacamos, acima, a jornada de compra do funil de marketing é tradicionalmente dividida em 3 etapas. São elas:

  • Topo de funil — onde estão os momentos de aprendizado e descoberta do consumidor;

Nesta fase os visitantes estão interessados em satisfazer uma necessidade ou resolver um problema que na maioria das vezes nem sabem que possuem, muito menos que tipo de empresa contratar ou produto a ser adquirido.

  • Meio de funil — onde estão os momentos de reconhecimento do problema e consideração da melhor solução;

No meio do funil os visitantes já estão avançados no processo de compra, pois eles já sabem o problema que possuem e estão em busca de uma solução para resolve-los, mesmo que ainda não saibam como fazer. Esta é a hora da sua empresa converter estes visitantes em leads, e ajuda-los a identificar a solução para o seu problema.

  • Fundo de funil — onde está o momento de decisão da compra.

Esta é a fase onde você precisa convencer os leads qualificados que a sua empresa possui a solução ideal para resolver o problema dele, tornando-os oportunidades de negócio para o time comercial realizar a venda.

Em baixo, uma imagem para explicar de maneira mais simples esse processo:

Funil do marketing | Agência LABRA

Cada uma delas possui, portanto, uma maneira de abordar, relacionar-se e instigar continuamente a curiosidade e o interesse do cliente em potencial.

Como o marketing digital está profundamente ligado ao mantra de enviar a mensagem certa, para a pessoa certa, no momento certo, o funil assume o protagonismo de suas ações estratégicas.

O topo do funil

Vamos considerar que, no topo do funil, você sabe quem é o seu público-alvo, mas ele desconhece a sua empresa e, tampouco, os seus resultados. Ele ainda pesquisa termos genéricos nos mecanismos de busca (como o Google) sobre o problema que ele enfrenta.

E é aí que o funil de marketing deve ser trabalhado: de modo que o usuário (ainda anônimo, nessa etapa) tenha as suas dúvidas plenamente esclarecidas. É aqui também que você precisa agregar valor ao conteúdo que foi gerado para isso.

Afinal de contas, a concorrência também está de olho no seu funil e em criar as mesmas respostas para o usuário. Nessa competitividade exclusivamente digital, ganha quem conhece melhor o seu público e se posiciona melhor entre os resultados da busca on-line.

Ou seja: para cada etapa do funil, uma abordagem diferenciada deve ser adotada e fazer parte do seu planejamento. Quer saber a importância disso?

É o primeiro contato com a sua marca

A primeira impressão ainda é a que fica. Especialmente, em um mundo tão dinâmico quanto este digital em que vivemos. O tempo que um usuário leva para decidir se vai continuar a leitura ou não é muito rápido. E, por isso, seus conteúdos devem ser únicos!

Por unicidade, vamos entender que o conteúdo criado deve ser:

  • exclusivo;
  • impactante;
  • relevante;
  • encantador.

Do contrário, o que diferencia a sua empresa de tantas outras no mercado? Por isso, no topo do funil de marketing você já deve se apresentar como a principal referência naquele assunto.

É a hora de se apresentar

Complementando o que falamos acima: quanto mais relevante o seu conteúdo, mais o consumidor vai acompanhar as novidades — seja no blog, nas redes sociais ou em seu site institucional.

Com o tempo, ele vai buscar automaticamente as suas páginas para encontrar uma resposta similar à dúvida esclarecida anteriormente. Isso, sem dúvidas, é o diferencial que vai construir a sua autoridade no mercado. Para aquele usuário, a princípio, mas que se estende facilmente para os outros clientes em potencial com as mesmas dúvidas.

O conteúdo de marketing digital para o topo do funil

Pois se o tempo todo falamos de direcionamento e segmentação, é de se imaginar que cada etapa do funil possui um ou, mais tipos específicos de conteúdo para engajar o consumidor.

Funil de vendas: etapa de atração | Agência Labra

E, no topo do funil, a intenção principal é:

  • criar estratégias de fácil entendimento para resolver um problema do público-alvo;
  • gerar conteúdos acessíveis e presentes onde a sua audiência mais passa o tempo (nos mecanismos de busca e nas redes sociais, por exemplo);
  • atrair potenciais clientes.

Para atingir esses objetivos, uma série de estratégias de conteúdo pode ser desenhada para colocar o consumidor em contato com a sua empresa. Algumas delas:

A importância do blog e das redes sociais

Por meio de um blog corporativo você pode concentrar todos os conteúdos relevantes criados. Isso facilita a busca do consumidor, quando pesquisa por termos relacionados nos mecanismos de busca, e permite que o blog se torne o epicentro desse primeiro contato.

O interessante é que o blog pode ser usado para:

  • atrair clientes em potencial;
  • mensurar dados importantes, como a quantidade de acessos, os posts mais lidos, quais conteúdos mais despertam o interesse do leitor etc.;
  • gerar mais presença digital para a sua marca;
  • coletar dados qualitativos sobre o seu público-alvo.

Só que o blog não é a única ferramenta proveitosa nessa etapa do funil de marketing. As redes sociais também são excelentes meios de comunicação para você atrair, relacionar-se e até mesmo, divulgar tudo a respeito da sua empresa.

É um método complementar que funciona até mesmo como ferramenta de vendas, quando usada estrategicamente. Tudo isso, é claro, produzido em alinhamento com as etapas do funil e, a demanda gerada pela sua audiência.

Além disso, existem outros tipos de conteúdos, no marketing digital, que podem reforçar o sucesso de suas estratégias por meio do funil de marketing, como:

  • newsletters;
  • e-mail marketing;
  • conteúdos do site otimizados com técnicas de SEO.

Com a ajuda de uma agência de inbound marketing, os seus objetivos e metas são planejados com muito mais profissionalismo, feito por quem entende as suas necessidades. Isso pode se traduzir em resultados mais rápidos, bem como um retorno mais qualitativo do investimento.

Agora, para complementarmos tudo o que vimos aqui e facilitar ainda mais o tracejado de suas estratégias em marketing digital, não deixe de conferir também nosso artigo que explica como vender mais otimizando o seu funil de vendas!

Marketing Digital para Pequenas e Médias empresas | Agência Labra

Pin It on Pinterest

Share This