Saiba como vender mais otimizando seu funil de vendas

Saiba como vender mais otimizando seu funil de vendas

Em um plano de marketing não pode faltar a elaboração de um bom funil de vendas. Afinal, é por meio dele que as empresas conseguem apostar na geração de leads de maneira eficaz, alinhando-se precisamente às necessidades e objetivos do seu público-alvo.

Por isso, perguntamos a você: em sua empresa todos já estão cientes da relevância do funil de vendas e como usá-lo para aumentar qualitativamente os resultados?

Para quem ainda não tem plena noção disso e como usar as principais ferramentas digitais, como a automação de marketing, este post vai esclarecer todas as suas dúvidas e ensinar como vender mais a partir do uso estratégico do seu funil de vendas. Confira!

[e-book]  As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar grátis | Agência LABRA

Por que usar o funil de vendas?

O autor de The Ultimate Sales, Chet Holmes, tem uma notícia interessante para você: aproximadamente, 3% do seu público-alvo já está pronto para adquirir os seus produtos ou serviços.

Ele vai além: no máximo, 7% está pronto para receber uma proposta. E o que isso significa para você? Que o funil de vendas é a melhor maneira de identificar em que etapa o seu consumidor em potencial se encontra, para que você elabore a estratégia mais assertiva possível.

Assim, em vez de encaminhar uma proposta para quem sequer saber ter um problema, você pode nutrir esse lead com um conteúdo diferenciado, tirando as suas dúvidas, para então abordá-lo com uma negociação em momentos mais oportunos.

Isso, por si só, já soa mais interessante, não é mesmo? Mas perceba que não é tarefa fácil, já que entender como aumentar as vendas com o funil de vendas significa marcar presença a todo instante no processo de compra dos clientes e de consumidores em potencial.

E como fazer isso?

Não basta desenhar o funil de vendas e achar que isso vai resolver o problema e, da noite para o dia, sua empresa vai aprender como vender mais. A estratégia demanda planejamento e, essencialmente, a execução de ações que visam o monitoramento das ações desses prospectos.

Só assim, o seu negócio vai decolar com o uso estratégico do funil de vendas. Vamos ver, então, quais ações aplicar para isso?

Quais ações usar para entender como vender mais com o funil de vendas?

A seguir, as nossas sugestões para que o funil de vendas se torne uma figura elementar no aumento do seu faturamento. Veja só quais são!

Aplique testes A/B

Da mesma maneira que o teste A/B funciona no e-mail marketing ele também tem efeito positivo na otimização do seu funil de vendas. Troque, por exemplo:

  • Imagens;
  • Tamanho do texto;
  • Abordagem e tom de voz dos conteúdos;
  • Chamadas.

Lembre-se de monitorar os resultados e, assim, identificar o melhor tipo, formato e tamanho de conteúdo para encantar o seu consumidor em cada etapa do funil de vendas.

Qualifique mais para a geração de leads

A integração entre os setores de marketing e vendas tem sido amplamente incentivada por especialistas. E motivos para isso não faltam, já que um pode enriquecer o trabalho do outro.

O marketing, por exemplo, pode indicar aos vendedores os leads mais qualificados. E a força de vendas, por sua vez, deve repassar um feedback à equipe de marketing. Assim, ocorre um contínuo alinhamento para que toda a empresa se dedique mais aos leads com mais potencial de gerar resultados.

Invista na automação de marketing

A automação de marketing é uma solução necessária, praticamente, quando o número de leads ultrapassam — e muito — a capacidade produtiva de sua equipe de vendas. Mas não apenas nessas situações, já que as soluções , como o CRM, ajudam a otimizar o trabalho.

Assim, é possível organizar e compilar as informações para facilitar o trabalho e, assim, construir um relacionamento verdadeiramente rico com a sua base de consumidores e os clientes em potencial em contato com os seus vendedores.

Atenção às métricas relevantes para o funil de vendas

Um cuidado forte a ser tomado, ao lidar com o funil de vendas, é relacionado às métricas. Afinal de contas, muitas delas são consideradas “métricas de vaidade” que não traduzem, de fato, os resultados que você busca.

Atenção às métricas relevantes para o funil de vendas | Agência LABRA

São as curtidas, número de seguidores e pageviews, entre outras, enquanto sua equipe deve se atentar às taxas de conversão, número de leads (e também de clientes) gerados e outras que apontam, com precisão, o quanto sua empresa está navegando na direção certa.

Aposte na flexibilidade do seu funil de vendas

Nem todo cliente vai chegar até você ainda na primeira etapa de sua jornada de compra e, tampouco, vai seguir cada uma delas em ordem. Por isso, é fundamental ter um funil de vendas flexível, que se adapte rapidamente ao percurso dos clientes e, assim, evite que uma potencial venda se perca em um desalinhamento estratégico.

Saiba apresentar a solução que você tem a oferecer

Entenda que ninguém melhor do que os seus vendedores para apresentar uma solução diferenciada para o seu público-alvo. Ainda que o consumidor tenha o hábito de pesquisar on-line, é o marketing digital quem permite que eles cheguem até a sua empresa.

E, quando ele não está pronto para adquirir o seu serviço ou produto, é esse conteúdo qualificado que municia o consumidor. Quando ele se sente qualificado para entender o problema e as soluções, o seu vendedor já deve compreender, exatamente, o problema dele e como a sua solução pode se associar diretamente na resolução dessa questão em particular.

Difícil? Nem tanto. Por meio das dicas anteriores, o marketing e vendas passam a ser setores integrados, e ambos capazes de monitorar todos os comportamentos dos consumidores em potencial. Com isso, aprender como vender mais é uma natural consequência do uso otimizado do funil de vendas.

Inicie as negociações

O funil de vendas não deve fazer os seus vendedores terem receio de abordar o consumidor — apenas identificar a melhor hora para isso.

Portanto, assim que o setor de marketing tiver encaminhado os dados de cada cliente em potencial, facilitando o argumento de venda, por que não experimentar uma primeira abordagem?

Respeite o tempo do cliente e, principalmente, tenha em mãos os dados para compor argumentos convincentes para desmanchar a resistência natural que os clientes têm ao serem abordados.

Seguindo nossas dicas, você se aproxima muito de um relacionamento rico com o consumidor, aprendendo a gerar valor continuamente para ele.

E é por isso que, para construir um funil de vendas arrasador e de acordo com as dicas aqui propostas, nós recomendamos o auxílio de uma empresa profissional para planejar as melhores estratégias.

Quer saber como? Então, descubra conosco qual é o retorno que uma agência de marketing digital traz para você! Por tanto, aproveite para entrar em contato com um de nossos especialistas para entender, de maneira personalizada, como o funil de vendas pode ser usado em benefício do seu negócio!

A importância de possuir um profissional de marketing interno na indústria

A importância de possuir um profissional de marketing interno na indústria

Com a transformação digital acontecendo a todo o vapor, ainda existem inúmeras empresas e principalmente indústrias que ainda não possuem um profissional de marketing ou mesmo uma equipe de marketing interno, e muito menos uma agência para cuidar do departamento de marketing.

Por mais que seja um cenário bastante comum, ele precisa ser mudado o quanto antes. As transformações acontecem com uma rapidez muito maior nos dias de hoje, e algumas empresas estão ficando estagnadas no tempo, e tendem a perderem seu espaço no mercado.

[e-book] Indústria 4.0 e os desafios do setor | Baixar gratuitamente | Agência LABRA

Como algumas indústrias tratam o profissional de marketing

Já presenciei inúmeros casos de indústrias que contratam um profissional de marketing interno para cuidar do departamento de marketing digital da empresa, mas no final, acabavam repassando atribuições errôneas a este profissional.

Ao invés deste trabalhar nas estratégias de marketing digital da empresa, ajudando desde o desenvolvimento de novos produtos para o mercado, no posicionamento da marca e, trabalhar em paralelo com o time comercial, acabavam colocando trabalhos que não passavam de competências de um design gráfico.

Elaborando catálogos e demais materiais impressos, apresentações comerciais e dando apoio em feiras, etc.

Porém, nas indústrias, o profissional de marketing interno deve ser uma peça chave nas estratégias de novos produtos e negócios.

Inúmeras indústrias já estão no caminho certo, estruturando equipes de marketing interno, para pensar e trabalhar de forma estratégica, e não apenas executando funções operacionais que podem ser facilmente terceirizadas com agências de marketing, por exemplo.

Um grande erro que as indústrias cometem

Existem indústrias de médio e até mesmo grande porte que ainda não possuem um profissional de marketing interno, mas que acabam terceirizando toda esta demanda com agências de publicidade e agências de marketing digital.

Marketing para indústrias: Como algumas indústrias tratam o profissional de marketing | Agência LABRA

Em muitos caso, as agências não conseguem ter uma eficiência excelente no trabalho prestado por não terem um profissional de marketing interno para auxiliar e dar o devido suporte para a agência, ficando assim, a carga toda sobre a agência.

Na mente destas indústrias, apenas contratando uma agência o departamento de marketing está perfeito.

Sabemos que esta realidade é bem comum e os desgastes são grandes, pois a agência é cobrada pelo resultado por estar responsável por todo o departamento de marketing da indústria.

Mas, ao mesmo tempo, a agência fica refém de um responsável interno na empresa que possui outras funções — além de dar suporte ao marketing — em muitos casos, não consegue dar toda a atenção que a agência necessita  para o bom andamento dos trabalhos. Ocasionando assim, um desgaste e uma frustração de ambas as partes.

Por que todas as indústrias deveriam ter um profissional de marketing interno?

Como já citado anteriormente, existem inúmeras indústrias que possuem não apenas um profissional de marketing interno, mas sim, uma equipe de marketing estruturada, trabalhando lado a lado com o time comercial.

E marketing off-line e digital terceirizadas para cuidar de demandas específicas e produções, trabalhando alinhada em conjunto com a equipe interna.

Claro que para se ter uma equipe de marketing interna, as indústrias precisam de um determinado porte,  indiferente se for uma equipe ou apenas um profissional, o fato comprovado é que estas empresas conseguem resultados muito mais surpreendentes do que apenas ter só uma agência terceirizada ou um profissional interno que faz tudo.

Tendo pelo menos um profissional interno de marketing e uma agência terceirizada, os resultados são sem sombra de dúvida, melhores.

Listamos aqui uma série de ganhos e vantagens possui um profissional de marketing:

  • Maior assertividade no desenvolvimento da agência;
  • Agilidade na coleta de informações;
  • Agilidade na aprovação de demandas da agência;
  • Mantém a agência 100% informada sobre as estratégias da empresa;
  • O atendimento e resposta a canais de marketing da empresa são mais ágeis;
  • O alinhamento entre a empresa e a agência é mais próximo;
  • A agência fica sempre informada dos acontecimentos na empresa;
  • E a empresa consegue acompanhar melhor o trabalho da agência.

Tendo um profissional ou equipe de marketing interno trabalhando em conjunto com a agência, além de todas as vantagens já listadas, também será possível melhores resultados nos negócios, pois o alinhamento entre o time comercial e o time de marketing acontece com maior facilidade .

Os feedbacks são mais constantes e os alinhamentos mais precisos, resultando em uma melhor eficiência como um todo.

O que mais as indústrias ganham tendo este profissional de marketing interno:

Como os comportamentos de compra em geral estão mudando muito, este profissional ou equipe de marketing interno, deverá trabalhar em conjunto com o time comercial — ou a agência terceirizada se for o caso —  dessa forma, irão surgir melhores oportunidades de novos negócios para a empresa.

[e-book] MARKETING INDUSTRIAL COMO GERAR NOVAS VENDAS | Baixe gratuitamente | Agência LABRA

Em todas as empresas onde o existe um bom alinhamento de marketing e vendas, os resultados são superiores, pois fica com o marketing a função de trazer novas oportunidades de negócio e com o time de vendas a qualificação e a venda para estas oportunidades.

Falando um pouco sobre as vendas, outro erro comum que as indústrias cometem, é deixar a prospecção de novas oportunidades de negócio apenas com o time comercial .

Os bons vendedores, ao invés de focarem nas vendas, — que são sua função — precisam investir boa parte do seu tempo prospectando.

Isso acaba tornando o processo comercial ineficiente, pois o correto na maioria dos casos seria deixar esta captação de novas oportunidades com o time de marketing, no caso da captação digital e o restante com um time de pré-vendas no caso de prospecção ativa, deixando os vendedores focados 100% nas vendas, garantindo assim, eficiência.

Quando se inicia alguma crise no setor ou mesmo interna na indústria, acaba cortando o marketing da empresa.

Mas isso acontece por não estarem utilizando o marketing da forma correta, pois utilizando o marketing aliado ao time de vendas, em um momento de crise é necessário vender mais do que nunca.

Indiferente do tamanho da sua indústria e de já ter uma agência de marketing terceirizada, é muito importante possuir pelo menos um profissional de marketing interno, e em um futuro promissor uma equipe, pois isso garantirá o sucesso do seu negócio.

Para ficar ainda mais inteirado ao assunto de marketing industrial, nós convidamos você a ler este conteúdo, que vai te dar 10 motivos para investir em marketing para indústrias

Marketing e vendas: como essa poderosa integração pode ajudar o setor industrial

Marketing e vendas: como essa poderosa integração pode ajudar o setor industrial

Em boa parte das empresas tradicionais, marketing e vendas são vistos como setores distintos — cada um com a sua respectiva função, metas e objetivos.

Acontece que um setor de marketing, em uma empresa (comercial ou do setor industrial, está tão inserido, atualmente, no conceito de indústria 4.0), vai muito além dessa perspectiva rígida.

Ele, além de responsável pela marca e pelos produtos ou serviços, responde também pelo desenvolvimento de novos produtos de acordo com as tendências e principalmente pelas vendas.

As maneiras de vender estão mudando, e as empresas precisam acompanhar as tendências. Pois em empresas organizadas com processos comerciais estruturados, os times de marketing e vendas andam juntos.

Cada dia mais, o marketing é responsável por proporcionar novas oportunidades de negócios aos times comerciais, por isso este trabalho em conjunto é tão importante.

[E-Book] As melhores estratégias de Inbound Marketing para aumentar as vendas na indústria

Como o marketing ajuda nas vendas?

Os vendedores são essenciais nas organizações e possuem um custo alto de manutenção. Por isso que o marketing digital se torna um meio importante, pois ele pode ser a porta de entrada para a captação de novos negócios para o time comercial fechar as vendas.

Quando as empresas não possuem um setor de marketing estruturado, seja interno ou uma agência terceirizada trabalhando em conjunto com o time de vendas, os vendedores precisam fazer o trabalho do marketing, ficando boa parte do seu tempo buscando novas oportunidades, do que realmente fechando as vendas.

Por esse motivo, a eficiência dos times comerciais na maioria das empresas é ruim, ou também quando não possuem um processo comercial estruturado.

Empresas que entenderam a real função do marketing e estruturaram um bom processo comercial com os times de marketing, pré-vendas e vendas trabalhando em sintonia e engajados todos pelo mesmo propósito estão tendo um tremendo sucesso, mesmo em momentos de crise do mercado.

Hoje trabalhar as vendas da sua empresa apenas com os métodos tradicionais com representantes e mesmo vendedores externos, está se tornando cada vez mais complicado, devido aos altos custos para manter estas equipes na estrada, e além do tempo escasso dos clientes em atendê-los.

Sua empresa não necessita substituir toda sua estratégia atual focando em marketing digital e vendas internas, mas sim ter mais este canal de vendas como um apoio e muitas vezes tornar este canal como sua principal fonte de receita, pois uma de suas reais vantagens é o baixo custo em relação aos métodos tradicionais.

Vantagens do alinhamento entre marketing e vendas

Todo processo quanto melhor estruturado e alinhado melhor serão os resultados. Com o marketing x vendas não é diferente.

Um dos grandes pontos de sucesso entre o alinhamento desses times são oportunidades de negócio cada vez mais qualificadas chegando ao time de vendas.

Para isso, ter um acordo de passagem de oportunidades entre os times é indispensável, pois aí ambos trabalharão em prol do mesmo objetivo.

Esse acordo deve ser criado e implementado pelas duas áreas em conjunto, e também reajustado quando necessário.

Pois tendo este acordo de passagem documentado e sendo respeitado, é a garantia que as oportunidades geradas pelo marketing chegarão ao pré-vendas ou mesmo às vendas alinhadas e qualificadas de acordo com o perfil ideal de cliente para a empresa.

Em outras palavras, o time de vendas receberá as oportunidades quentes prontas para efetivarem a compra, fazendo enfim a sua real função que é vender, proporcionando uma eficiência de conversão excelente.

Assim, os vendedores recebem apenas os leads que estão preparados para comprar, investindo todo o seu conhecimento e energia fechando as vendas, ao invés de ficar pesquisando, prospectando, qualificando e só após, fechando.

Esse alinhamento também é fundamental para gerar excelentes feedbacks ao marketing, para buscar cada vez mais, entender as reais dores do seu público e ter mais sucesso nas campanhas e também em todos os conteúdos gerados para conseguir encontrar aonde seu público-alvo está presente e conseguir atraí-los voluntariamente para os canais de conversão da empresa.

Outra grande vantagem deste alinhamento, é a experiência do usuário nos canais e em todos os materiais que sua empresa produzirá, pois, o marketing receberá informações privilegiadas do time comercial, que é quem realmente conversa e procura entender o que o lead está buscando, permitindo que o marketing consiga ser mais assertivo, entregando conteúdo relevante ao público ideal, se tornando cada vez mais referência no assunto.

Então se sua empresa ainda não possui uma equipe de marketing ou caso possua, mas não está alinhada com a equipe comercial, procure por em prática este alinhamento o mais breve possível, pois isso garantirá que suas vendas continuem aumentando. E procure também estruturar um processo para o seu comercial, pois este ponto é que garantirá que você consiga melhorar a eficiência da sua equipe.

Como trabalhar marketing e vendas de maneira integrada?

Como vimos, não se trata mais de uma visão sistêmica, a separação de marketing e vendas. A sua integração se mostra uma necessidade atual para atrair, abordar e interagir com o consumidor — seja ele o consumidor final ou um empreendedor do setor industrial.

Por isso, é fundamental aproximar ambos os setores para antecipar tendências, desvendas novas oportunidades de negócio e agregar uma padronização qualitativa no fluxo de trabalho.

A seguir, vamos apontar os meios para que marketing e vendas trabalhem mais e mais próximos!

Estabeleça metas iguais

Se as equipes vão trabalhar juntas, por que não alinhar os objetivos e metas? Com isso, todos caminham na mesma direção, em busca dos mesmos resultados, o que facilita o planejamento e a execução de ações.

Reúna os representantes periodicamente

Com ações similares e as mesmas metas, marketing e vendas devem se reunir constantemente para manter o progresso devidamente alinhado.

Sem falar que, como havíamos adiantado, o marketing qualifica os vendedores com insights valiosos, enquanto o setor de vendas promove os devidos feedbacks a respeito dos prospectos.

É por meio dessa troca que as ações são ajustadas, em tempo hábil, e as campanhas são seguintes são planejadas com elevado índice de retorno e aproveitamento.

Apresente os progressos e o monitoramento de resultados

Se tem algo de grande importância no marketing digital e que realmente se diferencia é a possibilidade de monitorar a performance das campanhas.

Com isso, toda ação pode ser mensurada, diagnosticada e ajustada rapidamente, evitando que os vendedores abordem de maneira equivocada um cliente em potencial, ou que o setor de marketing insista em uma campanha infrutífera — entre outras situações.

Daí, surge novamente a relevância em aproximar marketing e vendas: um necessita, de fato, do outro para crescer e apresentar resultados de impacto.

Por isso, ao traçar metas e objetivos, certifique-se também de apresentar as principais métricas (que marketing e vendas) deverão ser observadas.

Com o tempo, o trabalho vai ficar mais harmonioso, em sintonia e adequado às demandas, objetivos e necessidades do setor industrial. Podendo, inclusive, antecipar tendências para diferenciar-se da sua concorrência.

Só que essa integração entre marketing e vendas exige muito tempo e dedicação para fluir com naturalidade na rotina corporativa. E, para isso, é fundamental ter à disposição uma equipe qualificada para auxiliar nesse processo. Quer saber mais a respeito desse trabalho? Então, confira também como a Agência Labra facilita as vendas para a sua empresa!

A necessidade da pré-venda na qualificação de oportunidade de negócios

A necessidade da pré-venda na qualificação de oportunidade de negócios

Quando falamos em oportunidade de negócios, hoje em dia, com base em suas ações digitais, estamos apontando o diferencial de sua marca para segmentar e qualificar continuamente os clientes em potencial atraídos até o seu negócio.

Com isso, é importante avaliar em quais etapas isso pode ser feito de maneira assertiva, para que o seu negócio acumule mais clientes e vendas, aprendendo por meio dos próprios hábitos de consumo do seu consumidor.

E é aí que a pré-venda se mostra um diferencial e tanto para a geração de uma boa oportunidade de negócios para a sua marca. Quer saber mais a respeito? Então, acompanhe-nos ao longo da leitura deste post!

Os setores de marketing e vendas juntos para criar uma oportunidade de negócios

Integração, hoje em dia, é uma palavra inflexível para o desenvolvimento de qualquer empresa, independentemente do seu porte ou ramo de atuação.

E sabe por quê? Os vendedores não fazem milagres por conta própria, e o esforço do marketing em atrair novos clientes só tem efeito quando a equipe de vendas recebe as principais — e as melhores — informações a respeito dos seus prospectos.

Como isso funciona

Assim que mapeado o perfil do seu público-alvo e desenhada a jornada de compra do consumidor, o marketing tem em mãos as estratégias mais eficientes para impactar e atrair leads qualificados.

O que, consequentemente, permite a segmentação desses usuários anônimos, nutrindo-os com um conteúdo relevante e de qualidade para que ele permaneça interagindo com a empresa — seja no seu site institucional, no blog ou mesmo nas redes sociais.

Como resultado disso cria-se uma oportunidade de negócios que o seu time de pré-vendas consegue alinhar com as perspectivas dos vendedores por meio da segmentação.

Por exemplo: o setor de pré-vendas entende que um grupo de clientes em potencial ainda não está pronto para a abordagem direta de um vendedor. Para tanto, mantém o usuário interessado, solucionando as suas dúvidas até que o próprio se convença de que está pronto para ouvir uma proposta de sua equipe de vendas.

O trabalho do setor de pré-vendas para criar uma oportunidade de negócios

Enquanto o marketing compila e encaminha os leads ao setor de vendas, o pessoal responsável pela pré-venda é quem garante a hora certa de encaminhar o cliente em potencial para os vendedores.

A importância disso está atrelada à qualificação dos seus consumidores, permitindo ainda mais assertividade no processo de atração de clientes. E, isso, reduzindo o CAC (sigla para Custo de Aquisição de Clientes), o que aumenta o retorno do seu investimento em ações digitais de marketing.

Vale destacar, então, que o trabalho do pré-venda, em criar uma oportunidade de negócios assertiva, consiste em:

  • conhecer profundamente as dúvidas dos seus leads;
  • identificar a etapa em que cada um se encontra na sua jornada de compra;
  • no alinhamento de soluções com a demanda de cada um;
  • nas resistências e objeções à realização do negócio.

Podemos considerar esse setor um “meio-de-campo” que faz a ligação entre o marketing e vendas, e também se aproxima mais dos objetivos e necessidades do seu consumidor.

Veja, ainda, outro benefício em ter a pré-venda para construir uma boa oportunidade de negócios: os vendedores focam menos em prospecção, atuando mais em vendas, e o marketing adquire mais uma camada de feedback para compor estratégias personalizadas.

A construção de uma oportunidade de negócios com a pré-venda

Como estamos adicionando uma etapa entre o marketing e vendas, é importante o profundo alinhamento de responsabilidades, estratégias e ações para que a “passagem de bastão” — ou seja: o momento de uma equipe passar as informações para o time posterior do fluxo — seja harmônico e funcional. Isso irá impactar no final diretamente seu público-alvo.

A construção de uma oportunidade de negócios com a pré-venda - Aproximação com o seu público-alvo

Para isso, uma série de etapas deve ser analisada para gerar o resultado esperado. E, abaixo, destacamos o funcionamento desse fluxo:

  • tenha muito bem definida a sua persona e também a jornada de compra, fazendo com que as suas equipes entendam, em detalhes, como elas funcionam;
  • identifique os diferenciais dos seus produtos e serviços, e alinhe-os à demanda criada pelo seu público-alvo;
  • mapeie o mercado, pois a oportunidade de negócios vai surgir a partir das carências e necessidades do setor, como um todo;
  • avalie, em cada etapa da jornada de compra, as dificuldades, desafios e resistências do consumidor. Assim, o marketing, a pré-venda e os vendedores vão aprender a contornar os obstáculos e torná-los uma boa oportunidade de negócios.

A etapa seguinte, agora, consiste em traduzir essas etapas em um método de trabalho funcional, dentro do fluxo de produção da sua empresa. Mas, caso precise de um auxílio especializado em gerar uma boa oportunidade de negócios, confira como a Agência Labra facilita a venda para a sua empresa!

Novidades para setores da indústria: Brasil pode crescer até 3% em 2019

Novidades para setores da indústria: Brasil pode crescer até 3% em 2019

Os setores da indústria, que já vinham em crescente empolgação após ter registrado um crescimento de 2,5% após os últimos 3 anos, agora têm mais motivos para comemorar: é que o país pode obter um desenvolvimento de até 3% no ano de 2019.

Para isso, no entanto, um longo caminho de trâmites e realizações no ajuste de contas públicas devem ser avaliados. Só que a notícia, por si só, já é um alento após seguidos anos de estagnação nos mais diversos setores da indústria. Dê só uma olhada!

E-BOOK MARKETING INDUSTRIAL COMO GERAR NOVAS VENDAS

Como o ano no país tem sido especulado e projetado?

O novo governo — que se inicia em 2019 — não terá uma tarefa fácil à frente. De acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), o ajuste das contas públicas é o grande (e o principal) desafio.

Afinal, após anos de ecos da crise econômica e política ecoando através do planalto, o desequilíbrio nas contas se tornou uma constante, e cada vez mais grave.

O Informe Conjuntural ainda aponta alguns dados que pode, a princípio, estremecer os empreendedores de diversos setores da indústria. Um exemplo: a dívida pública ainda pode alcançar a média de 77,1% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

Inclusive, para 2018 a expectativa é que fechemos o ano em 1,9% do PIB. O que nos mostra um desequilíbrio evidente entre as receitas geradas e as despesas acumuladas.

Ainda de acordo com o informe, “em 2018 completaremos o quinto ano seguido de déficits primários expressivos, o que levou ao aumento de 25 pontos percentuais na relação da dívida pública/PIB. Esse quadro precisa ser revertido”.

Por que o Brasil pode crescer até 3% em 2019?

Com base nessas projeções, voltamos ao início do tópico anterior: o novo governo terá uma tarefa hercúlea em mãos. as incertezas, os temores e os déficits que tanto assolaram o país, ao longo dos últimos anos, devem ser revistos para impulsionar o crescimento no país novamente e desenvolver qualitativamente os setores da indústria.

Com isso, avaliou-se que a indústria pode ter um aumento a partir de algumas ações pontuais do novo governo. Entre elas, o limite para os gastos com base na manutenção da Emenda Constitucional 95.

A CNI aponta, ainda, que a contenção nos gastos depende de reformas que, se não estão aprovadas, ao menos já transitam no processo de tramitação no Congresso Nacional.

“É, portanto, possível avançar nessas discussões com sucesso, aprovando a reforma da Previdência e os projetos que tratam da remuneração dos servidores públicos. Ambos são cruciais para reduzir o ritmo de expansão das despesas primárias”, elucida o Informe Conjuntural.

Setores da indústria

Ou seja: esse crescimento apontado no título do artigo — de que o país pode crescer até 3% em 2019 — está sujeito à realização das reformas necessárias e de um ajuste fiscal de longo prazo que contribua significativamente com a eliminação do déficit.

“O novo ambiente de crescimento permitirá ações mais ousadas na agenda da competitividade – como uma reforma na tributação sobre o consumo e da renda das pessoas jurídicas – que potencializarão o ritmo do novo ciclo de crescimento”, conclui o estudo.

Só que, para além das investidas governamentais em soluções para o desenvolvimento dos setores da indústria, muito já pode ser feito para antecipar a ansiada bonança. Para isso, convidamos você a conferir, também, outro artigo nosso que aponta os benefícios do marketing automotivo nas estratégias digitais!

Gestão do processo de vendas: dicas para possuir o melhor resultado em sua indústria

Gestão do processo de vendas: dicas para possuir o melhor resultado em sua indústria

A gestão do processo de vendas é uma maneira de gerar produtividade com baixos custos e, ainda, otimizar todo o fluxo de trabalho.

Especialmente, quando os gestores da indústria em questão sabem como funciona o seu negócio, identificaram o perfil dos seus profissionais e estão atentos às transformações do setor para antecipar demandas e necessidades.

Que tal vermos, então, como o marketing e vendas podem se equilibrar para criar impactos de grande relevância para o seu negócio? Para isso, basta seguir com esta leitura e entender como criar e sustentar a sua gestão do processo de vendas!

O que é o processo de vendas?

Vender mais! Aí está o sonho de consumo de todo empreendedor. E, embora o marketing industrial permaneça como uma estratégia elementar, nesse sentido, não basta o investimento em divulgação sem ter um processo de vendas qualificado para atender a esse conjunto de tecnologias e técnicas.

O que é o processo de vendas?

Assim, chegamos ao cerne da questão: o que é o processo de vendas? Trata-se, em resumo, de ter um fluxo de trabalho muito bem definido — da atração de clientes à abordagem, relacionamento e, por fim, as ações de pós-vendas para cada etapa dessa jornada que o seu público-alvo trilha até adquirir os seus produtos ou serviços.

E no que implica esse mapeamento? Aí vão algumas questões interessantes:

  • a gestão do processo de vendas facilita o treinamento e a integração de novos colaboradores;
  • os erros na operação são reduzidos — ou mesmo erradicados;
  • ocorre menos desperdícios de trabalho ou perda de tempo com abordagens infrutíferas;
  • a produtividade é aumenta;
  • o relacionamento com o cliente é otimizado por meio de argumentos personalizados;
  • a experiência de compra é ágil, dinâmica e eficiente, promovendo o fechamento de novas — e mais — vendas;
  • a reputação de sua marca é valorizada.

Ou seja: a partir de uma organização dos seus próprios processos, é possível criar uma rotina blindada contra imprevistos e que, gradativamente, fortaleça a sua marca no mercado.

Como trabalhar a gestão do processo de vendas na empresa?

Para saber se o desafio vai ser grande ou pequeno, em organizar a sua gestão do processo de vendas, atente-se em responder a algumas questões:

Os seus recursos estão sendo bem utilizados?

Ou seja: existe desperdícios no tempo investido pela sua equipe, no espaço físico, nas ações de inbound marketing industrial ou mesmo na quantidade de funcionários na empresa?

Ter controle sobre todo o trabalho que compete à sua organização é fundamental para elaborar e lidar com a gestão do processo de vendas. Comece por aí.

Você sabe quais métricas acompanhar?

Isso vale tanto para o tópico anterior quanto para idealizar o seu processo de vendas. As métricas, afinal de contas, são indicadores do que funciona, do que está carente e do que pode ser complementado com ações estratégicas para render mais.

Algo determinante, portanto, para estabelecer metas, planejar as etapas e compor o passo a passo para o seu processo de vendas ser otimizado.

Quantos clientes em potencial são perdidos? E por quê?

A gestão do processo de vendas é potencializada quando essa questão é devidamente respondida. Ao entender as rejeições e negações do consumidor, a sua equipe se qualifica a avaliar as melhores soluções para cada uma delas.

Você sabe se possui um processo de vendas definido?

Antes de colocar em prática qualquer planejamento que envolva marketing e vendas ou, ainda, de orientação aos vendedores, pense se você já mapeou todo o processo.

No geral, as etapas são formadas pelas seguintes fases:

A partir desse trabalho, você já sabe como organizar e, posteriormente, trabalhar com a gestão do processo de vendas. Que tal vermos, então, como isso pode ser ainda mais valorizado?

Baixe nosso e-book gratuitamente sobre Marketing Digital para Pequenas e Médias Empresas

Como aprimorar a gestão do processo de vendas?

Abaixo, reunimos algumas dicas pontuais para que a sua gestão de vendas já tenha início com a menor quantidade possível de atritos e obstáculos. veja só:

Considere sempre o seu cliente

O seu processo só vai ser muito bem definido quando estiver profundamente alinhado à jornada de compra do seu público-alvo.

Para isso, pesquise quais são as necessidades, os objetivos e os desafios deles. Aprenda como eles se comportam com o surgimento de um problema, a realização de como resolvê-lo e a identificação de soluções. Assim, você vai ter alternativas para abordá-lo, relacionar-se com ele e apresentar os seus serviços ou produtos no devido tempo.

Simplifique

Uma boa gestão do processo de vendas não é complexa ou cheia de etapas: é simples, objetiva e funcional.

O intuito maior, aqui, é a padronização para que a sua equipe sempre esteja preparada para resolver imprevistos, solucionar o problema de um consumidor e, ainda, dissolver as inseguranças e rejeições levantadas por ele. E isso só ocorre por meio do mapeamento mais objetivo possível do seu processo de vendas.

Direcione, não imponha

Um dos grandes trunfos do marketing digital, atualmente, é a facilidade com a qual podemos abordar e interagir, e direcionar o consumidor à venda, sem forçar a barra.

Para isso, existem conteúdos relevantes, ações digitais de marketing e tecnologias que mantêm o usuário no controle de suas ações, mas que guiem-no à sua empresa e soluções.

Do contrário, você corre o risco de apressar um processo que leva tempo, e que varia de acordo com cada cliente em potencial.

Monitore os resultados

Por fim, não se esqueça que a gestão do processo de vendas é mutável, está em constante transformação. Afinal de contas, ele é gerido com base no perfil do seu público.

E é aí que os indicadores vão fazer toda a diferença. Fique sempre de olho nas métricas e descubra como esses resultados podem ser potencializados com base nas suas estratégias e no suprimento de demandas criada pelo seu consumidor.

E aí, que tal levar as nossas dicas para a sua mesa de trabalho, agora, e compor o planejamento da gestão do processo de vendas? Fique também com a nossa sugestão de leitura para aprender como o marketing de performance permite que você invista menos e alcance resultados melhores no seu negócio!

Pin It on Pinterest