Profissões do futuro que valem a pena investir

Profissões do futuro que valem a pena investir

Afinidade e interesse com a atividade são elementos cruciais para a escolha de qualquer carreira. Acontece que existem, também, aquelas profissões do futuro que ajudam as pessoas a diversificarem o setor de atuação onde pretende investir o seu tempo e dedicação.

E, vivendo ainda os primórdios de uma Era Digital, é de se imaginar que boa parte dessas possibilidades se concentre em um meio virtual, não é mesmo?

Para que você entenda, então, para onde estão rumando as profissões do futuro, siga com esta leitura e descubra 7 opções que podem ajudar em sua análise mais detalhada do mercado de trabalho!

As 7 profissões do futuro

1. Profissionais de Big Data

Seja no marketing digital ou para o uso analítico de informações, os profissionais de Big Data dominam, hoje em dia, a preferência de muitos recrutadores.

Afinal de contas, é por meio dessa especialização que as organizações conseguem transformar a massiva quantidade de dados em insights para o seu desenvolvimento. Exemplos:

  • Métricas de performance das suas campanhas;
  • Reações dos usuários ao navegarem por entre as suas páginas;
  • Tendências do consumidor;
  • Reações de mercado.

Não à toa, essa posição deve estar entre as grandes profissões do futuro — e uma das mais imediatas, dentro da sua empresa, para contribuir com o crescimento da sua marca.

2. Designer de inovação

Como as tendências de mercado estão em alta, permitindo às empresas uma avaliação mais diversificada para se destacar, o designer de inovação adquiriu um espaço seleto entre as profissões do futuro.

Tudo porque eles conseguem converter essas ideias inovadoras em aplicações práticas para os seus produtos ou serviços. Para o setor industrial, essa área de especialização está em pleno desenvolvimento.

Essa é, inclusive, uma área que tem identificado muitos líderes capazes de oferecer novas perspectivas para a sua empresa, sabia?

3. Tecnologia da Informação

Consumimos tecnologia a uma velocidade impressionante, atualmente. E isso pode servir de grande reforço para que a sua empresa antecipe demandas e esteja sempre um passo à frente da concorrência.

Convém, portanto, analisar essa entre tantas profissões do futuro, seja para identificar novas oportunidades de negócio ou para investir em contratações valiosas para o aprimoramento do seu fluxo de trabalho.

4. Marketing

Marketing digital, marketing de conteúdo, marketing industrial… Todos os termos são recentes para o empreendedor e, portanto, ressaltam a amplitude da relevância que a atração e o bom relacionamento com clientes assumiu por meio da transformação digital.

Como anda esse tipo de estratégia aplicada na sua empresa? Tenha em mente que o marketing está entre as profissões do futuro e, justamente por isso, deveria ser um dos focos mais elementares no seu dia a dia.

5. Logística

A área de logística também tem despertado o interesse dos empreendedores. Tudo porque as soluções digitais permitiram um trabalho mais preciso, livre de imprevistos e capaz de otimizar, potencialmente, toda a cadeia produtiva das empresas.

Convém a compreensão de quais soluções — e especializações — os profissionais do setor necessitam para almejar um resultado mais primoroso na sua organização.

6. Desenvolvimento de estratégias por meio da inteligência artificial

Tipo de profissional que desenvolve e coloca em ação algumas ações específicas auxiliadas pela inteligência artificial. Afinal, trata-se de uma tecnologia muito abrangente, que pode ser usada no marketing, em vendas, no atendimento e, basicamente, em toda a cadeia produtiva da sua indústria ou comércio. Algo que, por consequência, automatiza os processos e agrega mais produtividade com economia — de tempo e de recursos.

7. Especialista em RH

Por fim, um setor que é bastante conhecido, do mercado, e que assumiu novas responsabilidades com a transformação digital. Não à toa, o especialista de RH está entre as profissões do futuro porque a tecnologia também permitiu a esse tipo de profissional mais tempo para focar, exclusivamente, na valorização e no desenvolvimento dos seus recursos humanos.

Assim, o setor deixa de ser tão rígido e burocrático, assumindo um lado mais estratégico e em constante evolução para oferecer novas oportunidades, continuamente, para o crescimento de toda a empresa.

É claro que nem todas as profissões do futuro podem ser, imediatamente, aplicáveis na sua empresa. No entanto, vale perceber o impacto e versatilidade de cada uma delas, podendo garantir — direta ou indiretamente — novos resultados para que a sua marca seja um diferencial no seu setor de atuação.

Quer ver, agora, um exemplo de como o seu setor permanece alinhado a essas profissões do futuro? Então, aproveite para dar uma conferida em outro artigo nosso com uma série de novidades para os setores da indústria no Brasil!

Saiba como a transformação digital podem impactar nas vendas da sua empresa!

Saiba como a transformação digital podem impactar nas vendas da sua empresa!

Hoje em dia, marketing e vendas não caminham mais, paralelamente, na mesma direção. Devido à transformação digital que ganha mais e mais espaço na sociedade, ambos os setores cruzaram as fronteiras e, agora, andam lado a lado na realização de novos feitos e no cumprimento de metas corporativas.

Até por isso, tornou-se mais comum a integração dessas áreas para que ambas possam estabelecer as suas necessidades, desafios e objetivos, para que um meio-termo seja definido, valorizando o desenvolvimento da empresa. E, quer saber? Foi uma verdadeira revolução para o mercado!

Confira, a seguir, como a transformação digital pode impactar nas vendas da sua empresa a partir dessa aliança entre o marketing e vendas!

[e-book] Indústria 4.0 e os desafios do setor | Baixar Gratuitamente | Agência Labra

O que é a transformação digital?

Trata-se de um termo amplo, mas aplicável ainda neste início de século 21. A transformação digital se consolidou como a mudança de processos de uma empresa — tanto internamente quanto para se relacionar com a sociedade em geral.

Por exemplo: a mudança das máquinas de escrever analógicas para os computadores foi um passo significativo de transformação digital. Só que, na virada do último século, isso se estendeu aos processos adotados para o dia a dia.

Saem os arquivos pesados e bagunçados de papéis, por exemplo, e entraram as tecnologias de armazenamento na nuvem e de softwares de gestão. Os treinamentos de capacitação presenciais cederam espaço para as possibilidades de uso da inteligência artificial e da realidade aumentada. O marketing digital entrou, de vez, no DNA das empresas interessadas em atrair clientes, fidelizá-los e vender mais.

Esses são apenas alguns exemplos do que a transformação digital possibilitou — e tem possibilitado — nos últimos anos, com resultados que despertaram o interesse de empreendedores de todos os ramos.

O que isso impacta?

Com a agilidade promovida pelas soluções tecnológicas, toda a sociedade rumou para uma nova maneira de interpretar e relacionar-se com o tempo.

Um exemplo simples: os e-mails reduziram o tempo de resposta de uma interação à distância, assim como as assinaturas digitais abreviaram a necessidade do tempo de espera para um documento ir e vir para coletar as assinaturas de todas as pessoas envolvidas em uma negociação, por exemplo.

Dentro do contexto de transformação digital, temos também o Big Data, cujo conceito se baseia na absorção do volume intenso de dados virtuais gerados constantemente pelos usuários.

No marketing digital, isso se tornou fundamental para avaliar o perfil e os hábitos e comportamentos do seu público-alvo, o que se converte também em mais agilidade, produtividade e precisão na tomada de decisão.

Só que os efeitos da transformação digital passa por uma série de outros elementos. Abaixo, alguns dos principais deles:

  • A inovação na maneira de vender seus produtos. Redes sociais, sites e e-commerces são ferramentas versáteis para explorar a interação com o público e agregar novas oportunidades de negócios;
  • A experiência de compra do cliente também se aprimorou. Destacamos, acima, o uso do Big Data para isso, o que consiste em identificar toda a jornada de compra e o funil de vendas do cliente e, assim, aprimorar os seus serviços para solucionar os desafios e dificuldades que ele enfrenta até chegar à tomada de decisão (a compra);
  • Processos otimizados, permitindo mais organização e produtividade às empresas sem que, com isso, altos investimentos sejam feitos em infraestrutura, mão de obra e mais etapas no fluxo de trabalho;
  • Capacidade analítica e estratégica, já que os dados gerados na internet, com base em nossos comportamentos ao navegar, oferecem insights que eram muito mais difíceis de quantificar e qualificar, antes da transformação digital. Aqui vale, inclusive, um paralelo para perceber como marketing e vendas passaram a ser melhor integrados;
  • A cultura empresarial também foi impactada. Hoje, a rigidez de processos ou mesmo de hierarquização profissional não cabem de maneira tão simples no contexto da transformação digital. É só pensar que, hoje em dia, as pessoas conseguem exercer as suas atividades profissionais de qualquer lugar, a qualquer hora, sem a exigência de estar no mesmo ambiente de trabalho do que os seus colegas de equipe.

Como consequência disso, as empresas estão ainda se adaptando às impactantes mudanças em suas estruturas e processos a fim de fazer uso potencial da transformação digital e seu benefício.

Quais tecnologias investir?

Quer saber como a transformação pode ser aplicada — ou já faz parte da — em sua rotina? Confira algumas tecnologias que já permitem essa aproximação qualitativa com a revolução digital na sua empresa!

Big Data

Empresas que querem colocar o seu site no topo do Google, identificar os objetivos, avaliar métricas internas e externas ou mesmo amparar-se em soluções tecnológicas de marketing digital vão estar associadas ao Big Data, invariavelmente.

Convém, apenas, compreender quais são os elementos que facilitam esse trabalho, já que softwares em geral já têm o Big Data enraizado nos DNAs de seus respectivos programas.

Para o marketing e vendas, isso significa uma qualificação maior na hora de intercambiar as informações, permitindo que os vendedores entendam melhor a demanda do seu público-alvo, e possam repassar os feedbacks ao marketing, para que as estratégias evoluam continuamente.

Marketing digital

Grande inovação do mercado, o marketing digital mudou a maneira de pensar a relação com o consumidor e clientes em potencial.

Para tanto, as empresas devem se atentar às grandes tendências do setor, bem como na contratação de agências e/ou profissionais que entendam essa transição, e consigam aplicar as técnicas e tecnologias para garantir novos diferenciais competitivos para a sua marca.

[e-book] As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar grátis | Agência Labra

É o exemplo acima colocado em prática: o marketing digital chegou para unir a empresa, como um todo. Isso inclui, é claro, marketing e vendas que passaram a olhar na mesma direção e para o mesmo lugar, ao mesmo tempo.

Inteligência artificial

Tecnologia que se baseia no conceito de contínuo aprendizado de softwares, a inteligência artificial está presente em muitas soluções, atualmente.

Por exemplo: no maquinário industrial, ela está constantemente em monitoramento para identificar, no processo, maneiras de otimizar e, assim, realizar o mesmo trabalho, mas com menos esforço, tempo e uso de recursos.

Fundamental, portanto, para que o empreendedor mantenha a produtividade em ascensão sem que, com isso, desgaste os seus funcionários e também os equipamentos. Mais lucratividade em menos tempo.

Realidade aumentada e realidade virtual

Por fim, vale destacar o uso de ambos os tipos de simulações digitais — a realidade aumentada e a realidade virtual — no dia a dia corporativo.

No geral, elas têm sido consideradas em treinamentos e no dia a dia, para facilitar o trabalho de sua equipe ao lidar com essa transição funcional entre os meios físico e digital.

Inclusive, toda a ideia de transformação digital está intrinsecamente ligada à maior revolução industrial dos últimos anos. Para saber mais a respeito, aproveite para baixar gratuitamente o nosso e-book que fala tudo a respeito da indústria 4.0 e os seus desafios no setor!

Todas as possibilidades da Realidade Aumentada aplicada na manutenção industrial

Todas as possibilidades da Realidade Aumentada aplicada na manutenção industrial

É importante salientar que as novas tecnologias têm um diferencial impactante: boa parte delas, como a inteligência artificial ou a realidade aumentada, é flexível e integradora.

Isso significa que sua empresa pode fazer uso delas visando objetivos diferentes, como o aumento de vendas, a minimização de erros e a atração de clientes. Neste caso, vamos falar da importância da realidade aumentada, especificamente, para a manutenção industrial.

Caso você ainda não saiba, ao certo, o quanto esse tipo de solução tecnológica tem a agregar ao seu negócio, não tem problema: siga com esta leitura, e identifique as melhores práticas que podem colocar a realidade aumentada na indústria sob a sua responsabilidade e, com isso dar um passo significativo rumo ao conceito de indústria 4.0. Confira!

[e-book] Indústria 4.0 e os desafios do setor | Baixar Gratuitamente | Agência Labra

O que é a realidade aumentada?

Vamos a uma explicação rápida do seu conceito: a realidade aumentada é uma tecnologia que faz uso de acessórios (como óculos específicos para a sua aplicação) para sobrepor imagens virtuais sobre imagens reais.

Dois exemplos disso: o aplicativo Pokemón GO e os filtros do Instagram que colocam imagens divertidas ao redor e sobre os usuários para que eles interajam com os seus seguidores nas redes sociais.

Na indústria 4.0, onde a conectividade é fundamental para o aumento de produtividade, a geração de resultados e a economia de recursos, esse tipo de tecnologia tem tudo para agregar novos diferenciais à sua organização.

Que tal, por exemplo, saber o que cada componente da sua fábrica faz, se relaciona e quais são os períodos de manutenção industrial necessários para cada um deles — e que, para isso, basta utilizar um óculos e passear pelo seu parque industrial?

Sim, isso é possível, e as possibilidades se estendem amplamente no que diz respeito ao uso da realidade aumentada dentro do contexto de manutenção industrial — como veremos adiante!

Como fazer uso da realidade aumentada na indústria?

Além de servir na integração e no auxílio à produtividade dos profissionais, a realidade aumentada também tem sido amplamente considerada para uso específico na manutenção industrial, e não apenas para os setores de marketing digital, vendas ou atendimento, entre outros.

Em especial, porque o uso de acessórios munidos com esse tipo de tecnologia permitem a visualização de dados digitais sem que o colaborador perca tempo limpando as mãos e interrompendo a tarefa para checar os dados em um sistema da empresa. Basta focalizar no objeto desejado e ter a informação pretendida.

Como fazer uso da realidade aumentada na indústria?

Ou seja: mais agilidade para fazer o simples e, assim, gerar mais produtividade. Além disso, a realidade aumentada tem utilizações bastante específicas, no âmbito da manutenção industrial, para que a sua empresa se beneficie amplamente do ingresso à indústria 4.0!

Manutenção de equipamentos

Vamos imaginar a seguinte situação: um dos seus equipamentos apresentou problema e interrompeu o fluxo de trabalho. Assim, os seus profissionais que lidam com o reparo de máquinas vão entrar em ação.

Mas, para que o tempo de parada imprevisto seja o menor possível, um aplicativo que concentre todas as informações desse maquinário, de maneira sobreposta a cada um dos componentes, permite que o colaborador acesse a todas as informações rapidamente.

E, o melhor: podendo importar os manuais, relatórios e planilhas diretamente pelo aplicativo, a consulta por informações é imediata, evitando todo tipo de erro ou demora em buscar os manuais físicos.

​​​​​​​Treinamentos para cuidar da manutenção industrial

Outro ponto importante no uso da realidade virtual consiste no treinamento da sua equipe de manutenção industrial.

Pense, por exemplo, que eles podem testar em áreas seguras, sem os riscos oferecidos por muitos maquinários, para que assimilem as melhores práticas sem que as suas integridades sejam postas em risco.

Basta considerar os aplicativos que permitam o desenvolvimento de simulações capazes de colocar os profissionais, verdadeiramente, em situações corriqueiras. Além de interessante e alinhar a sua empresa à indústria 4.0, esse tipo de treinamento possibilita uma absorção mais rica do conteúdo abordado.

E sabe por quê? Assim como a gamificação (a construção de uma situação lúdica para engajar e motivar os colaboradores a cumprirem um objetivo ou meta específicos) promove a absorção da sua urgência para os participantes, a realidade aumentada carrega o mesmo princípio.

Portanto, esse tipo de tecnologia está cada vez mais inserido nos setores produtivos. A realidade aumentada na indústria já é uma realidade, e o tempo só tem possibilitado novas oportunidades e, é claro, mais acessibilidade em resposta à sua popularização.

Quer saber agora como o Brasil tem se acomodado a essa tecnologia, inserindo-se qualitativamente na indústria 4.0? É só dar uma conferida em outro artigo nosso, agora apontando como o Senai tem sido participativo nesse cenário integrador!

[e-book] As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar grátis | Agência Labra

Confira tudo que rolou evento Evento Labra Insights 2019 marketing e vendas

Confira tudo que rolou evento Evento Labra Insights 2019 marketing e vendas

O Labra insigths é um evento de marketing digital e vendas, focado em trazer conhecimento e oportunizar network, realizado em Rio do Sul, Santa Catarina.

Este ano, realizamos o terceiro evento, que contou com mais de duzentas pessoas, onde pelo segundo ano consecutivo os ingressos esgotaram dias antes da realização do evento.

Com um público composto por empresários de todo o Alto Vale do Itajaí, e participação de clientes, estudantes e profissionais da área de marketing e vendas, o evento atingiu o seu objetivo.

As palestras tiveram uma importância significativa para o evento e, para ajudar a entender o que foi apresentado no dia ressaltamos os temas e os palestrantes.

Prospecção Ativa – André Perdomo

Prospecção Ativa – André Perdomo

Andre é Atualmente o CEO da Estude Vendas, uma empresa dedicada em consultoria e inteligência de vendas, que ajuda várias empresas a melhorarem o desempenho das vendas.

Procurou transmitir a necessidade dentro das estratégia de marketing digital de incrementar ações de outbound para complementar o processo de vendas.

As novas oportunidades que o outbound marketing podem agregar, permite escalar a novos patamares as empresas, independente do seu segmento, o que precisa ser feito é entender o momento e garantir a efetividade no atendimento.

Com o advento da internet ficou muito mais fácil prospectar clientes e descobrir onde eles estão, permitindo gerar novos negócios. Mas, é necessário ter processos e uma cadência pré definida no intuído de escalar e ganhar mercado.

Visão Geral de Prospecção Ativa

A palestra em si, pautou em temas pertinentes a área de vendas como:

  • Roteiro de Vendas;
  • Perfil do vendedor;
  • Dados do CRM;
  • Gestão baseada em dados.

Deixou para o público o seu curso online: CURSO PRÁTICO EM PROSPECÇÃO ATIVA 

O Futuro de Marketing e Vendas

Caio Vidal da Resultados Digitais veio com uma abordagem muito importante sobre o funil de vendas, alertando sobre a sequência do processo após a finalização da vendas.

O Futuro de Marketing e Vendas

Trouxe a tona a abordagem em cima das empresas que deverão pensar em seus modelos de negócios com um olhar diferente, desenhar processos de marketing e vendas com uma abordagem elaborada na jornada do cliente.

As equipes comerciais devem se tornar ainda mais proativas e com desempenho mensuráveis. E para que isso funcione, será necessário uma abordagem muito maior pelas área de marketing dentro das empresas que não finda na entrega para o comercial.

A discussão vinda do último RD Summit 2018 apresentada pelo CEO da Resultados Digitais, ganha força a cada dia e o Caio Vidal, enfatizou ainda mais esse processo, que afetará no ciclo de vida de um cliente dentro das empresas.

Funil ampola de vendas e marketing

Compartilhando um exemplo prático de vida mostrou o quanto as experiências estão influenciando cada vez mais as pessoas que estão em nosso redor.

Enfatizou que as etapas da jornada deve ser construída entre empresas e permitir uma integração em toda etapa com a empresa.

Quanto a eficiência de vendas chamou atenção em 3 etapas:

  1. Metodologia de vendas;
  2. Tenha Playbook;
  3. Disciplina no processo.

Outra abordagem feita em cima de metodologias que empresas de renomes internacionais estão aplicando a seus processos como:

  1. Spin Seeling;
  2. Sandler;
  3. Winning by Design;

E para fechar com chave de ouro todo o evento:

Omnichannel Mormaii

Sacha Diretor Omnichannel da Mormaii – Trouxe a experiência de vida da @mormaii, com uma abordagem sobre a importância dos canais dentro de qualquer empresa, e que as estratégias devem sempre respeitar a filosofia da empresa.

Omnichannel Mormaii

O Branding da Mormaii, nos mostrou o quanto é importante as empresas conectarem suas marcas a necessidades dos seus clientes, se a sua empresa não resolve um problema para o seu cliente, elá não sobreviverá.

Sinta-se Mormaii

(mais…)

Indústria 4.0: como a realidade aumentada e a inteligência artificial podem transformar a sua indústria em 4.0

Indústria 4.0: como a realidade aumentada e a inteligência artificial podem transformar a sua indústria em 4.0

Sair da internet 1.0 e ingressar na indústria 4.0, em seu dia a dia, é um desafio e tanto. Afinal de contas, as grandes transformações exigem investimento e boa dose de conhecimento para que a tomada de decisão seja uma certeza, e não apostas.

Até por isso, é importante saber, exatamente, quais são as soluções que melhor podem atender à sua demanda, gerando diferenciais competitivos. Como consequência disso, a sua indústria dá um salto qualitativo para oferecer produtos ou serviços diferenciados ao seu público-alvo.

É por isso que, ao longo deste post, gostaríamos de apontar como a realidade aumentada e a inteligência artificial podem transformar o seu negócio em um grande representante da indústria 4.0!

Confira, e descubra como a tecnologia está presente no marketing industrial e em todas as etapas do seu fluxo de produção!

[e-book] Indústria 4.0 e os desafios do setor | Baixar Gratuitamente | Agência Labra

A inteligência artificial e a indústria 4.0

Breve contextualização: a indústria 4.0 é tida como a quarta grande revolução industrial, e toda a sua essência está pautada nas soluções digitais que invadiram os processos do setor — que vai desde a própria produção, logística e, inclusive, as técnicas de marketing industrial.

Entre as grandes tecnologias usadas, nesse contexto, podemos apontar a inteligência artificial, um modelo de fazer com que as máquinas “aprendam” a lidar com a quantidade elevada de dados gerados.

Ou seja: o Big Data, responsável por compilar as informações relevantes para a tomada de decisão da sua empresa, necessita de outra solução para analisar, estrategicamente, essas informações a fim de que a sua equipe possa assumir uma posição analítica e avaliar esses dados para orientar os rumos da empresa.

Um exemplo de onde podemos ver a inteligência artificial em atividade, na indústria, é na automatização de processos. O marketing industrial, por exemplo, automatiza uma série de processos que permitem o monitoramento próximo e preciso de toda a jornada de compra do seu público-alvo.

Na produção, as atividades automatizadas garantem mais eficácia, agilidade e minimização de erros durante todo o expediente. Outras aplicações bastante usuais da inteligência artificial no setor de indústrias:

  • Integração de sistemas de chão. Isso facilita que ocorram menos erros e aumentando a produtividade — tudo isso monitorado por meio de sensores inteligentes, que são pré-programados e aprendem, continuamente, como melhorar o processo do fluxo pelo qual são responsáveis;
  • Sistemas de eficiência, tendo em vista que a inteligência artificial permite a integração de um ou mais sistemas. Com isso, a informação transita com facilidade, identificando erros e promovendo uma otimização completa dos processos. Mais produtividade com menos recursos e em menos tempo;
  • Na manutenção de equipamentos, pois os sistemas pré-programados identificam o momento exato para a substituição de peças ou a realização de manutenções preventivas. Assim, seu maquinário sofre menos com as paradas imprevistas, prejudiciais e desnecessárias, e ainda reduz os custos com as suas máquinas em bom estado de conservação e uso;
  • Na avaliação de métricas que são compiladas, pelo Big Data, e avaliadas pelas suas soluções munidas de inteligência artificial. Com os indicadores em mãos, seus profissionais (devidamente inseridos na indústria 4.0) vão saber, exatamente, quais decisões tomar diante de todo tipo de situação;
  • Treinamentos e também na capacitação dos seus recursos humanos, uma vez que as soluções podem ser usadas para garantir que os seus profissionais faça bom uso desse tipo de tecnologia. Além disso, a inteligência artificial tem que estar devidamente absorvida nas responsabilidades dos seus profissionais, e aí o treinamento se faz não apenas importante, mas necessário.

Ou seja: a inteligência artificial é um auxílio tecnológico primoroso para colocar o seu negócio, definitivamente, na indústria 4.0!

A realidade aumentada e os seus caminhos na indústria 4.0

Há uma confusão grande, no mercado, sobre as aplicações da inteligência artificial e da realidade aumentada. Embora complementares — e muito desejadas, na indústria 4.0 —, elas são distintas.

Por isso, vamos começar entendendo qual é a diferença entre ambas. A realidade aumentada (ou RA) é um tipo de tecnologia que permite aos usuários a transformação de volumes de dados em imagens ou animações.

Para ficar mais claro: simuladores são soluções de realidade aumentada. Assim, dentro da indústria 4.0, tratam-se de produtos que nos permitem observar esses dados e informações como imagens sobrepostas sobre o mundo como o conhecemos.

Aqui, inclusive, entra a inteligência artificial, cuja tecnologia garante que a realidade aumentada seja permanentemente melhor e em evolução. Não à toa, vemos ambas lado a lado em diversas soluções. Alguns exemplos:

  • Celulares;
  • Tablets
  • Wearables, como os smartglasses, entre outros produtos.

O Snapchat é outro exemplo bastante prático, para compreender a realidade aumentada, com os filtros que sobrepõe imagens sobre e ao redor dos usuários — como figuras animadas.

No contexto da indústria 4.0, a realidade aumentada tem sido mais e mais considerada. Até 2020, por exemplo, existe a previsão de que  os investimentos no setor alcancem os bilhões de dólares aplicados na sua utilização. 

Para tanto, os empreendedores ainda estão aprendendo a lidar com as possibilidades desse tipo de tecnologia dentro da indústria. Imagine, por exemplo, o quanto um profissional pode se beneficiar ao receber uma série de informações, através do óculos usado, somente ao olhar para um objeto.

Isso vai dar um salto de qualidade no que conhecemos como a Era da Informação. Nada de acessar os conteúdos: eles aparecem, diretamente, diante dos nossos olhos. Como resultado disso, empresas já estão fazendo uso desse tipo de solução para melhorar a produtividade e a qualidade dos serviços prestados.

Algumas possibilidades de uso desse tipo de solução você confere logo a seguir:

  • Revela características dos produtos em tempo real, permitindo análises imediatas. Isso agrega mais ao tempo de resposta dos profissionais para eventuais problemas;
  • Pode servir como um guia de instrução para os colaboradores — servindo, inclusive, para treinamentos;
  • Passo a passo de determinados processos, evitando que erros sejam cometidos;
  • Manuais que misturem as visualizações em 2D e em 3D.

Só que essas são apenas algumas das grandes características que têm colocado a realidade aumentada — a inteligência artificial — como dois protagonistas da indústria 4.0. Inclusive, com aplicações para o marketing industrial.

Quer saber o que mais pode ser feito com essa tecnologia diferenciada para impulsionar o seu negócio? Então, confira também nosso artigo que explora o valor da realidade aumentada no desempenho industrial

[e-book] As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar grátis | Agência Labra

O impacto da transformação digital para o setor automotivo

O impacto da transformação digital para o setor automotivo

Independentemente do segmento, o desenvolvimento de empresas passa, hoje em dia, invariavelmente pela consideração de novas tecnologias implementadas no seu fluxo de trabalho. A transformação digital está em todos os lugares, e o setor automotivo não é exceção.

Acontece que, para muitos empreendedores, esse impacto ainda soa como novidade — não à toa, muitas empresas brasileiras ainda estão situadas na era da internet 1.0.

Portanto, este artigo pode ser o seu primeiro contato aprofundado com os benefícios da transformação digital para desenvolver o seu negócio do setor automotivo. Para saber mais a respeito, é só seguir com esta leitura!

[E-book} Marketing Industrial: Como gerar novas vendas | Baixar nosso material gratuitamente | Agência LABRA

O que é a transformação digital?

Uma maneira de repensar o modelo de negócio, mas não por opção: a transformação digital é uma necessidade para qualquer empresa que esteja disputando o seu espaço no nicho de atuação.

Sem falar que, no setor automotivo, já existe amplitude na concorrência que disparou no investimento de novas tecnologias para aumentar a produtividade e, assim, aumentar a renda.

Portanto, a transformação digital é fundamental para gerar competitividade, melhorar os resultados, aumentar as vendas e também na qualificação da sua mão de obra.

Como a transformação digital se apresenta no setor automotivo?

Independentemente do segmento em que a sua empresa se fixe, no setor automotivo, existe algo em comum em todas as áreas: a importância em gerar uma boa experiência para o cliente. O foco, agora, é digital e o público-alvo da sua empresa já usa a internet no dia a dia.

Como a transformação digital se apresenta no setor automotivo?

Com isso, fica a questão: por que não investir em transformação digital para aproximar-se, relacionar-se e criar uma experiência única para o seu consumidor e clientes em potencial?

Pode ser desafiador, a princípio, mas existem diversas tecnologias que podem ser aplicadas continuamente até que o seu negócio esteja alinhado para isso, como:

Só que o ponto de partida tende a ser um só, como veremos a seguir.

Qual é a importância da experiência do cliente?

Fundamental, hoje em dia. Com a mudança dos processos analógicos para o digital, o setor automotivo se tornou mais ágil, dinâmico e produtivo. Para o consumidor, essa velocidade elevada se configurou em uma exigência para efetuar a sua compra.

Consequentemente, as empresas devem se alinhar a isso, compondo estratégias mais personalizadas, eficientes e desobstruídas de imprevistos. Quando isso funciona, cria-se uma boa percepção de marca e boas recomendações. Do contrário, o cliente em potencial vai para a concorrência.

Até por isso, a transformação digital está intrinsecamente ligada ao marketing digital e ao seu braço mais produtivo: o marketing de conteúdo. Com as inovações tecnológicas, as ações para abordar, interagir e relacionar-se com o consumidor também tiveram que ser remodeladas. Inclusive, o marketing.

Por isso, ao conhecer o seu público-alvo, a experiência do cliente pode ser amplamente valorizada, uma vez que as campanhas de marketing se transformam em instrumento de atração de clientes. Os interessados vão se relacionar mais com a sua marca e, continuamente, você personaliza as ações para que atendam à demanda dele.

Convém analisar, portanto, como o marketing digital tem participação ativa nesse processo de transformação digital para a sua empresa no setor automotivo.

E na sua produtividade?

Pensando de maneira interna, focada exclusivamente no desenvolvimento da sua cadeia produtiva, a transformação digital é significativa no setor automotivo. Vamos ver de quais maneiras?

Transformação digital para o setor automotivo: indústria 4.0 | Agência LABRA

  • Cadeia de suprimentos conectada, onde as montadoras usam a tecnologia para aprimorar a comunicação entre as etapas produtivas, identificando carências e oportunidades dentro desse fluxo;
  • As tecnologias dentro da indústria 4.0 — como as citadas anteriormente — alinham produção, estratégia e eficiência com economia;
  • Automatização, para que a produção transcorra com o mínimo de interferência humana, o que agrega menos riscos e erros no trabalho;
  • Possibilidade de gerar presença digital e compor novos canais de vendas e de comunicação para a sua empresa.

Isso tudo, explorado sem muita dificuldade. O setor automotivo é amplo, diversificado e está cada vez mais mobilizado para acomodar a transformação digital. É a hora de identificar quais dessas possibilidades e tecnologias podem fazer parte de suas futuras estratégias.

Por onde seguir com a transformação digital?

Agora que já vimos as noções iniciantes para moldar o modelo de negócio da sua empresa para a transformação digital, que tal darmos sequência com mais dicas sobre o assunto?

No geral, é importante observar os seguintes fatores:

  • Qual é o porte do seu negócio, e onde são as maiores carências diagnosticadas;
  • Quais soluções contribuem para a minimização dos problemas identificados;
  • Qual é o impacto, em números, de investir em novas tecnologias;
  • Quais tipos de tecnologias podem ser alinhados à realidade do seu negócio.

Em seguida, é importante discutir a questão de integração das tecnologias e informações. Gerá-las faz com que a sua empresa permaneça em constante monitoramento, o que permite a realização de ajustes em tempo real, minimizando qualquer risco ou prejuízo em potencial em tempo hábil.

Quando investir em transformação digital?

Com base em tudo o que vimos aqui, você deve ter percebido que o setor automotivo, como um todo, já está se mobilizando para investir em novas tecnologias e gerar experiências personalizadas para o consumidor.

Portanto, a hora de investir é agora, mas com planejamento — detalhe essencial. Se a manufatura ainda não é a área que mais demande a sua atenção, por que não começar tentando relacionar-se com eficiência?

Para isso, você pode iniciar a transformação digital interna e externamente, construindo canais de comunicação valiosos para o seu negócio.

A integração entre os setores de marketing e vendas é um deles. Uma maneira simples e funcional de ingressar na transformação digital, avaliar novas estratégias para impactar positivamente o seu público-alvo e, ainda, aumentar as vendas.

Sabemos, inclusive, que são muitas informações, e bastante diversificadas, para assimilar. Por isso, planeje-se de acordo com o seu tempo, sem queimar etapas.

E, se você deseja dar um passo além, rumo à indústria 4.0 nos processos da sua empresa, aproveite para conferir outro artigo nosso, que explica como a integração entre o marketing e vendas pode ajudar o setor industrial. Boa leitura!

Pin It on Pinterest