Saiba como vender mais otimizando seu funil de vendas

Saiba como vender mais otimizando seu funil de vendas

Em um plano de marketing não pode faltar a elaboração de um bom funil de vendas. Afinal, é por meio dele que as empresas conseguem apostar na geração de leads de maneira eficaz, alinhando-se precisamente às necessidades e objetivos do seu público-alvo.

Por isso, perguntamos a você: em sua empresa todos já estão cientes da relevância do funil de vendas e como usá-lo para aumentar qualitativamente os resultados?

Para quem ainda não tem plena noção disso e como usar as principais ferramentas digitais, como a automação de marketing, este post vai esclarecer todas as suas dúvidas e ensinar como vender mais a partir do uso estratégico do seu funil de vendas. Confira!

[e-book]  As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar grátis | Agência LABRA

Por que usar o funil de vendas?

O autor de The Ultimate Sales, Chet Holmes, tem uma notícia interessante para você: aproximadamente, 3% do seu público-alvo já está pronto para adquirir os seus produtos ou serviços.

Ele vai além: no máximo, 7% está pronto para receber uma proposta. E o que isso significa para você? Que o funil de vendas é a melhor maneira de identificar em que etapa o seu consumidor em potencial se encontra, para que você elabore a estratégia mais assertiva possível.

Assim, em vez de encaminhar uma proposta para quem sequer saber ter um problema, você pode nutrir esse lead com um conteúdo diferenciado, tirando as suas dúvidas, para então abordá-lo com uma negociação em momentos mais oportunos.

Isso, por si só, já soa mais interessante, não é mesmo? Mas perceba que não é tarefa fácil, já que entender como aumentar as vendas com o funil de vendas significa marcar presença a todo instante no processo de compra dos clientes e de consumidores em potencial.

E como fazer isso?

Não basta desenhar o funil de vendas e achar que isso vai resolver o problema e, da noite para o dia, sua empresa vai aprender como vender mais. A estratégia demanda planejamento e, essencialmente, a execução de ações que visam o monitoramento das ações desses prospectos.

Só assim, o seu negócio vai decolar com o uso estratégico do funil de vendas. Vamos ver, então, quais ações aplicar para isso?

Quais ações usar para entender como vender mais com o funil de vendas?

A seguir, as nossas sugestões para que o funil de vendas se torne uma figura elementar no aumento do seu faturamento. Veja só quais são!

Aplique testes A/B

Da mesma maneira que o teste A/B funciona no e-mail marketing ele também tem efeito positivo na otimização do seu funil de vendas. Troque, por exemplo:

  • Imagens;
  • Tamanho do texto;
  • Abordagem e tom de voz dos conteúdos;
  • Chamadas.

Lembre-se de monitorar os resultados e, assim, identificar o melhor tipo, formato e tamanho de conteúdo para encantar o seu consumidor em cada etapa do funil de vendas.

Qualifique mais para a geração de leads

A integração entre os setores de marketing e vendas tem sido amplamente incentivada por especialistas. E motivos para isso não faltam, já que um pode enriquecer o trabalho do outro.

O marketing, por exemplo, pode indicar aos vendedores os leads mais qualificados. E a força de vendas, por sua vez, deve repassar um feedback à equipe de marketing. Assim, ocorre um contínuo alinhamento para que toda a empresa se dedique mais aos leads com mais potencial de gerar resultados.

Invista na automação de marketing

A automação de marketing é uma solução necessária, praticamente, quando o número de leads ultrapassam — e muito — a capacidade produtiva de sua equipe de vendas. Mas não apenas nessas situações, já que as soluções , como o CRM, ajudam a otimizar o trabalho.

Assim, é possível organizar e compilar as informações para facilitar o trabalho e, assim, construir um relacionamento verdadeiramente rico com a sua base de consumidores e os clientes em potencial em contato com os seus vendedores.

Atenção às métricas relevantes para o funil de vendas

Um cuidado forte a ser tomado, ao lidar com o funil de vendas, é relacionado às métricas. Afinal de contas, muitas delas são consideradas “métricas de vaidade” que não traduzem, de fato, os resultados que você busca.

Atenção às métricas relevantes para o funil de vendas | Agência LABRA

São as curtidas, número de seguidores e pageviews, entre outras, enquanto sua equipe deve se atentar às taxas de conversão, número de leads (e também de clientes) gerados e outras que apontam, com precisão, o quanto sua empresa está navegando na direção certa.

Aposte na flexibilidade do seu funil de vendas

Nem todo cliente vai chegar até você ainda na primeira etapa de sua jornada de compra e, tampouco, vai seguir cada uma delas em ordem. Por isso, é fundamental ter um funil de vendas flexível, que se adapte rapidamente ao percurso dos clientes e, assim, evite que uma potencial venda se perca em um desalinhamento estratégico.

Saiba apresentar a solução que você tem a oferecer

Entenda que ninguém melhor do que os seus vendedores para apresentar uma solução diferenciada para o seu público-alvo. Ainda que o consumidor tenha o hábito de pesquisar on-line, é o marketing digital quem permite que eles cheguem até a sua empresa.

E, quando ele não está pronto para adquirir o seu serviço ou produto, é esse conteúdo qualificado que municia o consumidor. Quando ele se sente qualificado para entender o problema e as soluções, o seu vendedor já deve compreender, exatamente, o problema dele e como a sua solução pode se associar diretamente na resolução dessa questão em particular.

Difícil? Nem tanto. Por meio das dicas anteriores, o marketing e vendas passam a ser setores integrados, e ambos capazes de monitorar todos os comportamentos dos consumidores em potencial. Com isso, aprender como vender mais é uma natural consequência do uso otimizado do funil de vendas.

Inicie as negociações

O funil de vendas não deve fazer os seus vendedores terem receio de abordar o consumidor — apenas identificar a melhor hora para isso.

Portanto, assim que o setor de marketing tiver encaminhado os dados de cada cliente em potencial, facilitando o argumento de venda, por que não experimentar uma primeira abordagem?

Respeite o tempo do cliente e, principalmente, tenha em mãos os dados para compor argumentos convincentes para desmanchar a resistência natural que os clientes têm ao serem abordados.

Seguindo nossas dicas, você se aproxima muito de um relacionamento rico com o consumidor, aprendendo a gerar valor continuamente para ele.

E é por isso que, para construir um funil de vendas arrasador e de acordo com as dicas aqui propostas, nós recomendamos o auxílio de uma empresa profissional para planejar as melhores estratégias.

Quer saber como? Então, descubra conosco qual é o retorno que uma agência de marketing digital traz para você! Por tanto, aproveite para entrar em contato com um de nossos especialistas para entender, de maneira personalizada, como o funil de vendas pode ser usado em benefício do seu negócio!

O novo marketing 4.0: para melhorar a prospecção e vendas

O novo marketing 4.0: para melhorar a prospecção e vendas

Desde que um dos pais do marketing — Philip Kotler — citou o termo marketing 4.0, o mercado parou para ouvi-lo. Tratava-se do momento de transição das impactantes mudanças que o mercado empreendeu para atrair e se relacionar melhor com o seu consumidor. E tudo isso no contexto digital que já se formava quando Kotler mencionou o marketing 4.0.

A questão que fica, no entanto, é: qual é a aplicação real do marketing 4.0 para melhorar a sua prospecção e aumentar o volume de vendas? Para responder a essa pergunta, nós convidamos você a seguir com a leitura deste post!

Por que marketing 4.0?

Assim como vivemos no momento da indústria 4.0, na qual somos testemunhas da quarta revolução industrial em nossa sociedade, o marketing também passou por uma interessante cronologia evolutiva.

A primeira delas ocorreu em meados da década de 1970, quando a divulgação de produtos e serviços ocorria de maneira linear — das marcas para os clientes. Seu tom de voz, abordagem e informações disponibilizadas dependiam, exclusivamente, dos interesses das empresas.

Marketing 4.0 e Indústria 4.0 | Agência Labra

Já em meados da Era da Informação, a segunda onda do marketing chegou com uma preocupação maior com o consumidor. Mais que oferecer, as empresas passaram a persuadir o público-alvo. Uma justificável mudança, considerando que foi paralela ao aumento da concorrência e de mudanças no perfil do público.

Em seguida, junto com o século 21 veio a Transformação Digital — uma era em que ainda estamos embrionários nas descobertas e possibilidades de uso das tecnologias virtuais. O tratamento próximo e humano com o consumidor se fez necessário.

Mas, mais que isso: também escancarou uma nova definição nas relações. Com a internet, os consumidores passaram a deter a informação também. Eles passaram a ter mais autonomia para a tomada de decisão, o que impulsionou o marketing digital no meio.

Foi também quando o conceito de marketing 4.0 — definido recentemente — se aproximou do mercado. O termo foi cunhado por Hermawan Kartajaya e Iwan Setiawan, com a colaboração de Phillip Kotler, para, justamente, exprimir a transição definitiva do analógico para o digital.

Qual é a aplicação do marketing 4.0?

Muitos já são inseridos no mercado com a noção de que as redes sociais fazem parte das estratégias de atração e relacionamento com o público. Acontece que esse uso estratégico é até recente.

O marketing 4.0 chegou com o peso tecnológico sobre os ombros, modificando a maneira que enxergávamos o mercado. E, se hoje pipocam diversas tendências de marketing digital, muito desse sucesso pode ser associado ao termo eternizado por Kotler.

E é com base nas reflexões do próprio estudioso que vamos apontar como você pode usar a horizontalidade da internet para atrair mais clientes e promover mais vendas em sua empresa. Isso porque o marketing 4.0 pode ser usado em um processo que compreende 5 etapas:

Assimilar 

É o momento de concentrar ações que impactem o seu público-alvo, que sejam relevantes. Para isso, é fundamental conhecer o perfil do seu público, ter a sua jornada de compras mapeada e compreender as dores, desafios, objetivos e necessidades dele.

Com isso, você pode montar uma estratégia que tenha tudo a ver com as pesquisas online que o seu consumidor ideal faz. É o caso das já citadas redes sociais, dos blogs posts e de outros materiais educativos e relevantes, que ajudem a construir no ideário do público a sua marca.

Atrair

Com mais conectividade e presença digital, você tem os meios e as ferramentas para atrair novos consumidores. É o momento de despertar a curiosidade do público, apresentar a eles os diferenciais dos seus serviços e produtos e, ainda assim, manter a estratégia anterior para que eles encontrem primeiro o seu negócio na internet — em detrimento da concorrência.

Arguir 

Materiais ricos, como e-books e infográficos, e estratégias relevantes de alto impacto, como o e-mail marketing, são cruciais nesta etapa. Afinal de contas, aqui o seu consumidor já sabe qual problema ele enfrenta e quais são os principais meios para solucioná-los. Falta, portanto, ele entender quem oferecer as melhores condições.

E é aí que você deve usar o marketing 4.0 para compor uma aura consolidada de sua reputação. Use a internet para mostrar os seus diferenciais, como um atendimento personalizado e diferenciado — não esquecendo os canais digitais, como as redes sociais.

É nesse ponto que acontece a transição: um usuário anônimo já tem nome e necessidades específicas. Assim, o marketing e o setor de vendas integram esforços para guiar esse consumidor em potencial em um efetivo cliente.

Agir 

Todos os argumentos de venda já estão firmados e é hora de colocá-los em prática. Isso porque os vendedores já sabem tudo o que precisam saber a respeito do cliente em potencial, bastando o cuidado para fazê-lo perceber, por conta própria, que é hora de adquirir os seus produtos ou serviços.

Apologia 

Por fim, a venda foi efetuada, mas o trabalho promovido com o marketing 4.0 não se encerra aí. O pós-venda é um elemento de fidelização crucial para as suas estratégias e, agora, o que sua equipe deve fazer é manter o consumidor atento às suas novidades e dicas.

Com isso, nutre-se um relacionamento duradouro e de qualidade. Diante de uma nova necessidade, o seu cliente já saberá a quem recorrer.

Quando investir em marketing 4.0?

O momento é agora. E, sem dúvidas, mesmo sem esforçar-se a sua empresa já deve estar inserida em algum nível de profundidade, no conceito de marketing 4.0.

[E-BOOK] MARKETING INDUSTRIAL COMO GERAR NOVAS VENDAS | Agência Labra

Pode ser um catálogo virtual disponível no seu site, na presença — por mais tímida que seja — nas redes sociais ou até mesmo mediante o envio de uma proposta comercial por e-mail a partir de clientes que encontraram a sua empresa na internet.

Portanto, o que deve faltar para o seu negócio é uma base sólida de planejamento e profundo alinhamento com as grandes tendências do marketing 4.0, a fim de gerar diferenciais competitivos no seu ramo de atuação.

Quer entender um pouco mais a respeito dos diferenciais do marketing 4.0 e como ele ajuda no desenvolvimento de sua marca? Então, aproveite para associar os seus benefícios com base no momento — e nos desafios — que vive a indústria 4.0 no contexto tecnológico e financeiro do Brasil!

Chat Online: uma ferramenta importante para captação leads na indústria

Chat Online: uma ferramenta importante para captação leads na indústria

Um Chat online está cada vez mais se tornando uma excelente fonte de captação de leads e, você sabe o porquê? Sua equipe estará a disposição na hora que o seu cliente procurar por você.

O cenário digital atual das empresas está muito relacionado com a proatividade em seus atendimentos com seus clientes. E uma das fontes para captar essas informações está em um “live chat” ou “Chat online”, como queiram definir.

Cito que a agência negligenciou por um tempo este tipo de comunicação, mas, já se fazem um ano que estamos usando o chat como ferramenta de comunicação com nossos clientes,  e nos questionam se funciona. E respondemos com autoridade que sim, funciona e muito bem!

Estamos vendo constantemente alguns clientes que utilizam desta ferramenta mas, não reconhecem sua devida importância, e aqui está o mais agravante. Sua empresa tem a obrigatoriedade de ter os responsáveis para cada canal.

Testamos por muito tempo várias ferramentas mas, no inicio de 2019, encontramos uma que está nos auxiliando de sobremaneira na qualidade deste atendimento.

Atualmente, estamos utilizando Jivochat e o que nos chamou muito a atenção, foi por atender a uma série de  canais em um mesmo lugar.

Vamos listar algumas vantagens consideradas pela equipe:

  • Integração comunicação com outras ferramentas com chat

São várias possibilidades que permitem a sua empresa centralizar em operadores de acordo com a necessidade e, ainda ter  o controle na qualidade no atendimento.

  • Ligação em 27 segundos pelo chat

Outra detalhe que nos chamou muita atenção foi que: o que dá uma credibilidade perante o cliente é a ligação que pode ser feita em 27 segundos, que de fato ajuda a não perder aqueles contatos imediatos.

Sua versão no quesito mobile está muito bem elaborada, permitindo uma experiência do usuário muito valiosa, não gerando nenhum tipo de incomodo para o usuário.

O que percebemos em uma de suas últimas atualizações deverá estar relacionado com algum tipo de integração com o WhatsApp, para nós estamos aguardando ansiosos essa funcionalidade, tendo em vista a demanda por parte de nossos clientes.

  • Ligação por dentro da ferramenta chat

Quando a ferramenta integrada existe a possibilidade de fazer ligações internas com a ferramenta, facilitando o retorno de uma ligação, bem como a proatividade da equipe.

Chat-jivochat-labra

Detalhe para os gestores é uma excelente ferramenta para monitorar a qualidade de suas ligações. E gerar planos de ações para melhorar cada vez mais.

Resumindo, só vantagens para a equipe

A proatividade por parte das equipes comerciais, quanto a demanda por parte dos clientes, deve ser instantânea, e a ferramenta nos possibilita isso.

Quero ressaltar alguns detalhes aqui que poderão fazer toda a diferença na indústria em ter um chat:

  • O pronto atendimento com o cliente;
  • Captação de novos leads para a empresa;
  • Controle do gestor das áreas;
  • Envolvimento de áreas como Marketing, vendas, RH e assistência técnica;
  • Desempenho no atendimento;
  • Avaliação de performance, e melhorias de processo.

É possível com a ferramenta criar setores de atendimento, permitindo direcionar para áreas afins. O que centraliza para o gestor a capacidade de tomada de decisão.


Gostou e quer ter a ferramenta na sua empresa? Basta click aqui e tenha a ferramenta Jivochat para a sua equipe.

Fique por dentro das principais tendências de Marketing Digital para 2019

Fique por dentro das principais tendências de Marketing Digital para 2019

Tivemos, este ano, o RD Summit 2018, um evento que reuniu boa parte dos especialistas em marketing, bem como um amplo público interessado em conectar-se e entender as principais tendências de Marketing Digital para 2019.

E, acredite, o evento foi um sucesso! A tarefa de resumir tudo o que aconteceu é difícil, mas, pelo menos, temos em mãos algumas interessantes perspectivas que já apontam o quanto as empresas e líderes do segmento estão se mobilizando nesse sentido.

Quer antecipar o planejamento de suas ações estratégicas antes do final do ano? Então, fique por dentro das principais tendências de Marketing Digital para 2019!

Quanto tempo dura a vida útil de um post nas mídias sociais? baixe nosso infográfico gratuitamente e descubra!

As tendências de marketing digital para 2019

A seguir, reunimos alguns dos pontos em comuns que passaram pelo boca a boca de especialistas em marketing e áreas relacionadas, e que trocaram experiências e conhecimentos com todos ali presentes. Confira:

Comportamento humano

A tecnologia teve um salto evolutivo tão grande, nos últimos anos, que os especialistas passaram a identificar o comportamento humano como uma das grandes tendências em marketing digital.

Afinal, com tanta automação de processos, o elemento humano não poderia começar a ser negligenciado. Especialmente, no que diz respeito às táticas de anúncios que são consideradas irritantes para o usuário.

O desafio, então, está em tornar esses anúncios cada vez mais orgânicos, difundidos em conteúdos relevantes, e não em banners e mais uma série de publicidades digitais que podem ser facilmente ignoradas com os já populares bloqueadores de anúncios.

Produção de conteúdo

Não daria para falar em tendências de marketing digital sem destacar a produção de conteúdo. O inbound marketing permanece como um dos grandes atrativos para impactar e relacionar-se com o seu público-alvo.

Para tanto, os especialistas que compareceram ao RD Summit 2018 destacaram a atenção especial que deve ser dada às mídias que o seu público-alvo mais consome. Falaremos, inclusive, sobre uma dessas mídias logo adiante.

Vale considerar, portanto, os benefícios do inbound marketing como uma ação atemporal, até, considerando que os seus efeitos não são imediatos, mas os resultados são longevos.

Marketing de indicação

Ao criar uma experiência de compra alinhada ao perfil do seu consumidor e saber como relacionar-se com ele, sua empresa tem grandes chances de estar praticando o marketing de indicação.

Tendências de marketing digital para 2019

Afinal, são essas experiências positivas que geram recomendações e indicações, desse consumidor satisfeito, para outros clientes em potencial. Uma ação que não custa nada para o seu negócio. Pelo contrário: agrega mais resultados a partir de um bom serviço prestado.

Marketing de influência

O uso de influenciadores — digitais ou não — tem crescido exponencialmente, galgando a ação como uma das grandes tendências de marketing digital para 2019!

A Linqia realizou um estudo, inclusive, e atestou que 86% dos seus entrevistados utilizaram a estratégia no ano de 2017. Outros 92% comentaram que se trata de uma campanha com ótimos resultados.

Portanto, pode ser uma boa oportunidade para complementar as suas estratégias de marketing e, assim, começar o ano de 2019 com a inovação à frente de sua marca!

Vídeos

Não é uma novidade, para muitos, mas os vídeos permanecem entre as principais tendências de marketing digital. Com um diferencial: as lives — transmissões ao vivo — que podem ser organizadas por meio de diferentes redes sociais, estão em alta.

O impacto é direto e o monitoramento em tempo real permite acompanhar o quanto o seu consumidor está ligado a essa tendência. Portanto, um elemento a mais para inserir nas suas ações de conteúdo e, ainda, diversificar dentro das estratégias audiovisuais já utilizadas.

Big Data

Quando falamos em tendências de marketing digital, já estamos preocupados com o uso estratégico de informações digitais. Mas, possivelmente, o momento de apegar-se ao Big Data pode ser agora, visando o curto e médio prazo.

Não à toa, esse volume intenso e dinâmico de informações tem permitido às empresas uma série de insights para evoluir e aproximar-se cada vez mais do consumidor.

É por meio desse mapeamento contínuo que as tendências de marketing digital são construídas, por exemplo. Afinal de contas, somos reativos ao comportamento dos usuários. Se os hábitos de navegação deles apontam para uma direção, cabe aos especialistas de marketing o direcionamento de estratégias para suprir — e antecipar — essas demandas.

Business Intelligence

Outro espectro já profundamente difundido, mas que apenas denota o quanto já se trata de uma das tendências de marketing digital mais consolidadas.

Isso porque o Business Intelligence (também conhecido como BI) permite a avaliação e o monitoramento — por meio de técnicas e ferramentas — de indicadores de performance.

Ou seja: tudo aquilo que oferece às empresas as conveniências e facilidades para a tomada de decisão e, consequentemente, aumenta o ROI das ações de marketing digital.

Realidade virtual e aumentada

Por fim, temos que falar a respeito das realidades virtual e aumentada. Ambas estão crescendo exponencialmente entre as tendências de marketing digital por conta da inovação na aproximação, atração e retenção de clientes.

Realidade virtual e aumentada

A realidade aumentada é aquela tecnologia que permite a interação do usuário — como o jogo Pokemon GO ou mesmo os filtros em redes sociais visuais, como o Snapchat e o Instagram.

A realidade virtual, por sua vez, é a imersão criada por simuladores, por exemplo. E como ambas as tecnologias estão em constante aprimoramento, é inegável o impacto que elas podem causar na relação com o consumidor.

Assim, é fácil apontá-las como grandes elementos de atenção entre as principais tendências de marketing digital para o próximo ano. E aqui vão alguns benefícios em considerá-las nas suas estratégias:

  • aproxima a sua marca das demandas do público, interagindo mais e com mais profundidade;
  • menos custos de aplicação, uma vez que o impacto maior é o investimento da tecnologia em si;
  • pode ser levada com você em eventos, criando um diferencial que muitas empresas ainda não estão considerando;
  • o grau de impacto é elevado, também, por serem tecnologias que podem ser acessadas via dispositivos móveis.

Os insights a serem levados para o ano seguinte

Em curto prazo, portanto, temos uma série de tendências de marketing digital com grande potencial para impactar a sua persona, não é mesmo?

Mas, caso você ainda esteja em busca de inspirações para fechar o ano — e iniciar o próximo — com chave de ouro, confira também outros ensinamentos que precisamos levar para 2019 após o RD Summit!

Marketing Industrial e Marketing Tradicional: entenda as diferenças

Marketing Industrial e Marketing Tradicional: entenda as diferenças

Não é à toa que o marketing industrial tem sido considerado um capítulo à parte na história do marketing tradicional. Afinal de contas, existem múltiplas diferenciações entre o marketing de consume e as técnicas aplicadas para o setor industrial.

Consequentemente, a maneira de entender o mercado, aplicar os conceitos e desenvolver uma estratégia capaz de aumentar os seus resultados não se limita à persuasão de compra. A atração é trabalhada por meio de resultados e compreensão de cada setor industrial.

Por isso, neste post, vamos trabalhar algumas dessas diferenças entre o marketing industrial e, o marketing tradicional, de modo que você também entenda como ele pode ser um diferencial e tanto para gerar vantagem competitiva em sua empresa. Confira!

As características do marketing industrial

Não se fala em consumo ou em técnicas para atrair o consumidor através de um relacionamento pautado em identificação. A solução de problemas, sim, existe e é a base do marketing industrial, que também se caracteriza por outros aspectos, como:

A complexidade do seu produto

O conhecimento de mercado é fundamental, no marketing industrial, pois a sua solução não é capaz de criar um “sonho de consumo” em seu público-alvo.

O maquinário industrial, exige vasto conhecimento do vendedor e, também os meios para aliar os seus produtos às necessidades de mercado dos seus clientes.

LABRA - Inbound marketing Use a isca certa para os maiores peixes!

Um perfil de consumidor diferente

Muitas vezes, o cliente do marketing de consumo se permite levar em campanhas subliminares de necessidades. Algo que não acontece no marketing industrial.

Principalmente, porque o comprador, geralmente, possui amplo conhecimento do que necessita e está mais em busca de resultados índices que comprovem o argumento de venda.

A divulgação é diferenciada

Por fim, é importante analisar que todo o material de divulgação é também mais objetivo, direto e, envolto em dados e índices capazes de atrair a atenção do comprador.

Menos uma indústria que fomenta o consumo, o marketing industrial se pauta em resultados e, em saber com aliá-los às necessidades de clientes dos mais variados segmentos industriais.

As características do marketing tradicional

Por sua vez, quem já fazia uso das técnicas tradicionais de marketing encontraram — nessa ruptura entre o analógico e o digital — uma série de dúvidas.

Principalmente, quanto à eficácia dessas ações de marketing tradicional, já que o público-alvo da sua marca faz uso considerável da internet, hoje em dia.

Por isso, lembre-se que as ações convencionais de marketing tendem a ser focadas em canais off-line, como:

  • TV;
  • rádios;
  • jornais;
  • materiais impressos, como folders e catálogos.

São ações que se caracterizam pelo alcance amplo e abrangente do público — de contraste, portanto, com o marketing industrial. Em geral, são também mais custosas, já que as mídias usadas geram mais custos de operação, manutenção e distribuição.

Além disso, a visibilidade é reconhecidamente maior. Mas convém reforçar que o marketing industrial e o apelo do marketing digital se configuram em ações que impactam menos pessoas, mas todas elas com potencial para se transformarem em clientes da sua marca.

Só que isso não deve servir para que as empresas fujam das ações do marketing tradicional. Pelo contrário! Em muitas ocasiões, elas se fazem úteis — se não necessárias.

Tomemos como exemplo um evento de grande porte do seu setor de atuação. A presença da sua empresa é fundamental, bem como os materiais impressos para que o público se aprofunde nos diferenciais de sua marca.

Além disso, o público-alvo da sua empresa pode estar sempre em movimento ou mesmo fazer pouco uso da internet no seu dia a dia. Assim, os materiais off-line se apresentam como uma solução complementar às outras estratégias de marketing industrial.

Portanto, os diferenciais de uma ação não excluem, necessariamente, a importância em combinar as estratégias. Tudo depende de acordo com a demanda gerada pelo seu público.

A importância em digitalizar o marketing industrial

Com base no que vimos aqui, é evidente que o marketing industrial possui características únicas, quando comparado com o marketing tradicional.

Acontece que, independentemente do conceito de marketing aplicado, existe algo em comum entre todos eles: a necessidade em levar o marketing industrial para a internet.

Isso porque, o mundo está inteiramente on-line atualmente e, mesmo os compradores mais exigentes aos tradicionais já usam, aqui e ali, um pouco dos benefícios que as conexões on-line têm a promover.

Entre eles, a facilidade em encontrar alguém capaz de solucionar a sua demanda, objetivos e necessidades. Por isso, o marketing digital tem se tornado uma peça-chave para readequar a linguagem do marketing industrial dentro dessa esfera virtual dinâmica e, de infinitas possibilidades.

Como aplicar o marketing industrial na minha empresa?

Deu para entender como o marketing tradicional e o marketing industrial se diferenciam, mas podem ser complementados dependendo do seu contexto?

Para aprimorar ainda mais os seus conhecimentos no assunto, entenda o que deve ser feito para dar início ao seu plano de ação com o marketing industrial:

  • mapeie o seu público-alvo, entenda as suas necessidades e objetivos, e alinhe-os às suas soluções;
  • explore as técnicas de SEO com base nas preferências e hábitos de navegação do seu consumidor;
  • adapte o seu site institucional, blog e redes sociais para reforçar sua presença digital, atrair visitantes e convertê-los em clientes em potencial;
  • foque em ações mobile também, para alinhar-se às preferências atuais do consumidor.

Justamente por  conta dessa diversidade de ações, com relação ao marketing tradicional, é de suma importância que o setor industrial se antecipe e passe a desenvolver estratégias digitais, também. O que nos leva ao tópico seguinte…

A importância de uma agência especializada para o marketing industrial

Como mencionamos, o marketing industrial sempre foi regido por quem entende do assunto. Trata-se de um setor com particularidades e uma complexidade ampla de informações, que devem ser trabalhadas por quem conhece o mercado.

Por isso, com o auxílio de uma agência especializada, você consegue alinha rapidamente os seus objetivos e necessidades às estratégias mais assertivas para atrair e fidelizar clientes.

Quer saber mais a respeito disso e entender, na prática, como o marketing industrial é um investimento de elevado retorno para o seu negócio? Então, confira os números de sucesso decorrentes da parceria entre a Agência Labra e a Engecass!

Como aumentar as vendas com uma apresentação institucional

Como aumentar as vendas com uma apresentação institucional

É inegável, hoje em dia, a importância em ter um logotipo influente, presença digital nas redes sociais e um site responsivo. No entanto, evite deixar que isso tudo ofusque o quanto uma boa apresentação institucional pode ensinar você sobre como aumentar as vendas.

Afinal, é o momento em que você ou um colaborador está diante de interessados no que a sua marca tem a oferecer. E a apresentação institucional é uma ferramenta ideal para potencializar o que está sendo dito e ilustrar em detalhes as suas palavras.

Quer saber como valorizar ainda mais as suas apresentações institucionais e, consequentemente, como aumentar as vendas? Confira aqui!

Como aumentar as vendas com uma apresentação institucional?

A seguir, algumas dicas pontuais para você expandir o sucesso da sua marca e impactar o seu consumidor com uma apresentação institucional de respeito:

Crie seu site institucional com a gente

Organize os argumentos

Uma apresentação institucional possui o mesmo efeito de uma boa história: cativar os interlocutores.

Por isso, prepare-a pensando na ordem em que você quer elencar os argumentos. Assim, seus clientes serão guiados por cada ponto, de maneira harmônica, organizada e clara.

Desperte o interesse do seu público

Você deve conhecer profundamente o seu público-alvo, deve também estar ciente de seus problemas e estar lá para vender uma solução.

Então, convém apresenta-lós dificuldades e problemas, de maneira a fazer com que o seu público se identifique com aquilo e em seguida apresente soluções, realizadas pela própria empresa despertando curiosidade e interesse.

Isso ajuda a criar um elo muito mais sólido com quem estiver ouvindo você, durante a apresentação.

Crie apresentações de impacto

Cuidado para não cair na tentação de prender sua apresentação a um modelo puramente informativo, use de ferramentas diferentes e monte uma apresentação interativa, dinâmica e focada.

Se o cliente quiser saber sobre a sua empresa, ele pode buscar essas informações com facilidade em seu site otimizado com técnicas de Inbound Marketing, por exemplo.

Durante a apresentação institucional, você está vendendo uma solução. Cause impacto com isso, associe-a a ele, mostre o quanto o seu produto ou serviço é eficaz e quem mais já aderiu à sua empresa como resposta aos seus problemas.

Menos é mais em uma apresentação

Seja em gráficos, elementos visuais, animações, textos… Tudo isso é útil, impactante e deve ser usado, mas com harmonia, pois a sua solução é a protagonista.

Use os artifícios de uma apresentação institucional como complementos, utilizando-os em forma de oratória, não necessitando assim de slides, focando ao seu resultado final: a venda bem pontuada com ações de marketing.

Use mais metáforas

Um artifício comum, em apresentações institucionais e na maioria das estratégias de storytelling, é o uso de metáforas.

Aplique-as em suas apresentações, e busque criar conexões para que as soluções prometidas fiquem mais claras para o seu consumidor. Tudo isso ajuda a valorizar ainda mais o quanto você conhece o seu negócio – bem como o do seu cliente.

Varie as maneiras de fazer uma apresentação institucional

Não limite-se aos materiais impressos ou às populares apresentações em PowerPoint. O  mercado, hoje em dia, permite uma flexibilização inovadora para impactar o seu público e decifrar novas maneiras para aumentar as vendas.

Uma delas é o uso de vídeos on-line. Uma maneira rápida, de fácil absorção e alto retorno. Afinal de contas, boa parte do tráfego virtual corresponde à predileção dos usuários em assistirem a vídeos na internet.

Procure, então, associas esses valores aos seus objetivos e, claro, ao perfil do seu público-alvo para entender como aumentar as vendas por meio da sua apresentação institucional.

Complemente seu trunfo com mais dicas práticas

Agora que já vimos boa parte das alternativas para compor uma apresentação institucional vendedora, reunimos algumas dicas práticas que podem garantir ainda mais inspirações para relacionar-se com a sua audiência. São elas:

  • comece a sua apresentação com uma pergunta. Mostre que você entende as dificuldades que o prospecto está enfrentando;
  • alinhe essa questão com a oportunidade que você tem para apresentar;
  • evite as obviedades. Valorize o tempo investido do seu prospecto;
  • use um tom de voz próximo, que gere familiaridade ao público e, assim, ele baixe as resistências;
  • tenha um material flexível e adaptável. Assim, você modifica questões pontuais sem perder a essência de sua apresentação institucional.

Pois agora que você já entendeu como aumentar as vendas a partir de boas práticas, que tal cobrirmos também aquilo que deve ser evitado nesse processo?

E os erros mais comuns em uma apresentação institucional?

Para finalizar, vamos destacar algumas práticas que não são bem vistas ou recebidas pelo público — de maneira que você passe bem longe delas, em suas apresentações institucionais. Especialmente, se o seu objetivo é aprender como vender mais:

  • falta de estudo sobre os objetivos, as necessidades e os desafios do seu consumidor;
  • falta de objetividade, demorando para chegar à essência de sua apresentação institucional — e, consequentemente, o ponto que mais interessa ao público;
  • alta expectativa gerada, mas com baixos resultados apresentados ao término da apresentação;
  • abordagem e tom de voz dissonantes com o perfil do seu consumidor;
  • encerrar a apresentação institucional sem uma conclusão. Ou seja: algo que estimule e impulsione a sua audiência a tomar uma ação — como fechar o negócio, entrar em contato com um de seus especialistas etc.

Uma lista interessante e que, com certeza, vai ajuda na sua meta de entender como vender mais a partir do uso de uma apresentação institucional!

Conte com o auxílio de uma agência especializada

Por fim, uma alternativa altamente eficaz, nesse sentido, é a consultoria de uma agência especializada em apresentação institucional.

Sites Institucionais: Como transformar o seu site em uma poderosa ferramenta de oportunidades.

Dessa maneira, profissionais altamente qualificados vão analisar o seu ramo de atuação, diferenciais e expertise para traduzir esse conceito em uma apresentação única, diferenciada e envolta em todas as qualidades que mencionamos neste artigo.

Consequentemente, você e sua equipe passam a focar exclusivamente na parte estratégica e oral da apresentação, que é vender o produto ou serviço de sua empresa, e encantar os seus interlocutores!

E, para obter um auxílio ainda mais profissional para atrair mais clientes até você, potencializando o número de apresentações institucionais, convidamos você a baixar o nosso material gratuito Marketing Digital para Pequenas e Médias Empresas!

Pin It on Pinterest