Como o Marketing funciona no B2B

Como o Marketing funciona no B2B

É possível que o marketing seja direcionado de acordo com o segmento de mercado que cada empresa trabalha. Hoje, existe o marketing B2C, direcionado para o comércio e bens de serviço para pessoas físicas e, o B2B, que são as transações entre as empresas.

Porém, hoje, queremos apresentar um pouco do funcionamento do B2B. Ele se caracteriza pela atuação em várias funções distintas no processo de venda e também de compra.

A prioridade primária do marketing B2B é capturar o lead, qualificá-lo de modo que ele possa ser preparado para receber a abordagem do setor de vendas da empresa.

Para ajudar ainda mais na compreensão, enquanto os clientes finais realizam a compra a partir do preço e da popularidade, as empresas, que são o foco do B2B, analisam questões como potencial de lucro e também preços. 

Vamos de exemplos

Se ainda não ficou tão claro o que o marketing significa, pense em empresas que realizam a venda de grandes máquinas para os mais diferentes segmentos, as quais não tem utilidade para o consumidor comum, como máquina de corte a laser e máquina de solda

Pensou? Pois bem, esses equipamentos podem ser extremamente úteis para outras empresas que realizam serviços e produções em grande escala e demanda.

É nessa hora que o marketing B2B entra em ação, para falar de forma direta com essas empresas e mostrar a importância de um bom equipamento e como adquiri-lo.

E com o crescimento das indústria da internet, o marketing industrial e B2B tem acompanhado e se mostrado uma estratégia extremamente boa. 

E quais são os benefícios?

Utilizado de forma estratégica e muito bem pensada, o aumento de lucros de uma empresa pode ocorrer por conta do marketing B2B, já que o alcance dos mais diferentes tipos de clientes e empresas pode acontecer.

Quando realmente feitas de forma eficaz, bem planejadas e estruturadas, as estratégias tendem a promover diferenciação de mercado de atuação, além de mostrar aos potenciais clientes a credibilidade da empresa. 

Um ponto importante para ser lembrado no marketing B2B, é buscar realizar uma comunicação que seja mais voltada para a garantia de desempenhos e resultados, bem mais do que o consumo/compra de algum produto.

Essa comunicação feita pelo marketing, precisa além de tudo, ser explicativa para o cliente, sendo detalhado e relevante para que ele consiga compreender de maneira eficiente o para o público. 

Os conteúdos mais extensos tendem a ser melhores no marketing B2B, exatamente pelo fato das altas explicações e detalhamento dos produtos e todo processo feito por uma indústria. 

Estratégias certeiras

Nada melhor do que dicas que funcionem para um marketing B2B certeiro. Para começar, é muito importante que seja feita uma análise de concorrentes e perceber o que pode funcionar também para o seu negócio, de uma forma diferente, e o que não. 

A segmentação do público também é muito importante. Se uma empresa vende equipamento de segurança individual, o público-alvo precisa ser os trabalhadores de ambientes com algum tipo de risco físico, não os de trabalhadores de escritório, por exemplo.

E a definição de metas é o que vai ajudar o marketing de fato deslanchar e conseguir os resultados desejados e esperados.

Por isso, não deixe de analisar todos os tipos de estratégias de marketing B2B para que o sucesso da sua empresa seja de fato eficaz e proporcionar todos os resultados esperados.

Fale com

O significado das cores para logotipo e como escolhê-las!

O significado das cores para logotipo e como escolhê-las!

O preto utilizado no logotipo da Adidas, o azul da Wolkswagen e o vermelho da Coca-Cola não foram escolhidos por acaso. Essas também não foram escolhas influenciadas pelo gosto pessoal dos donos das empresas ou pelas cores da moda.

Para criar um logo tão impactante quanto o das marcas citadas é preciso, antes de tudo, conhecer a psicologia das cores.

Ou seja: compreender a fundo quais são os sentimentos que cada tom desperta. O preto da Adidas, por exemplo, passa uma sensação de elegância. Já o azul faz com que a Wolkswagen transmita mais confiança ao consumidor e o vermelho, da Coca-Cola, tem entre as suas intenções despertar o apetite do seu público-alvo.

Quer saber como aplicar isso no seu negócio? Então, saiba mais sobre as sensações despertadas pelas cores e descubra como escolher a combinação de tons ideal para o logotipo da sua empresa!

O uso estratégico das cores no marketing

As cores têm uma relevância indiscutível em nossas decisões. E não estamos falando apenas de um logotipo, mas, basicamente, em muitas de nossas questões particulares também.

Pense, rapidamente conosco: um veículo, uma roupa, um brinquedo ou a parede da sala. Questões mundanas, mas amplamente influenciadas por uma mensagem que queremos transmitir e que as pessoas as captem.

Logotipo | Agência Labra

No mercado, a psicologia das cores tem também um impacto imenso. De acordo com Neil Patel, do Quiclk Sprout, a sua decisão por uma cor, em detrimento de outra, pode representar até 85% da tomada de decisão do seu público-alvo.

Relevante, não é mesmo? Vamos conferir quais são as etapas estratégicas que a sua empresa deve considerar antes de apontar a primeira tonalidade que surgir na aquarela.

O que considerar antes de escolher as cores do logotipo

Antes de definir quais serão as cores do logotipo, é preciso responder a duas perguntas: que imagem a sua empresa espera passar para o consumidor e qual é o público-alvo que se espera atingir. A partir daí, é possível fazer uma escolha precisa sobre as cores que serão utilizadas no logotipo.

O logotipo é um elemento muito importante para a empresa. Ele a representa visualmente e, é utilizado nas embalagens de produtos, em placas de sinalização, no site e em diversos materiais distribuídos para clientes e parceiros.

Um bom logotipo é eficiente em transmitir a imagem que a empresa espera ter no mercado e, em fazer com que os consumidores-alvo se identifiquem com a marca. As cores escolhidas têm um papel essencial para isso.

O significado das cores

Cores mais fáceis de serem identificadas têm um melhor impacto em audiências das classes C, D e E. Por isso, se a sua empresa é voltada para este público, prefira escolher tons como o verde, o azul e, o laranja. Evite o uso de cores elaboradas, como o turquesa ou o caramelo.

Outro cuidado importante, é não se deixar influenciar pelas cores da moda. A cor do ano 2017 escolhida pela Pantone, por exemplo, é o verde Greenery. O tom deve influenciar o trabalho de designers, fashionistas e decoradores, mas nunca a escolha de um logotipo.

Afinal, a cor vai estar em alta por um curto período de tempo e, a ideia é que o seu logo perdure por muitos anos.

Em vez disso, use como base as reações que, segundo a psicologia, cada cor é capaz de provocar. Veja alguns exemplos:

  • verde: remete à ecologia, desperta sensações de frescor e de tranquilidade;
  • preto: pode remeter ao clássico e conservador. Também dá elegância à marca e pode transmitir um pouco de mistério;
  • amarelo: desperta a curiosidade e o otimismo, mas é preciso ter cuidado para não exagerar no uso desta cor. Em excesso, o amarelo estimula a ansiedade;
  • roxo: a cor está ligada à realeza, por isso, pode dar mais sofisticação à marca. O roxo também pode remeter à espiritualidade, à fantasia e à imaginação;
  • rosa: cor que proporciona calma, ligada ao romantismo e a feminilidade;
  • dourado: remete à alta qualidade e ao luxo.

Essas são apenas algumas das cores mais usadas por empreendedores. Convém avaliar, dentro do vasto repertório de cores, aquelas tonalidades que mais traduzem os valores da sua empresa em alinhamento ao perfil do seu público.

Dessa maneira, para acertar na escolha das cores do seu logotipo é preciso estudar as sensações provocadas por cada uma. Também é importante conhecer os logos dos seus concorrentes, para evitar criar um logo muito parecido com os que já existem.

Escolher a combinação de cores certas é um importante passo no caminho para garantir que a sua empresa tenha a imagem esperada no mercado.

Como escolher as cores para o seu logotipo

Acima, destacamos os seus pilares institucionais e o perfil do seu público. No entanto, vale se aprofundar na questão para que o seu logotipo se destaque dos demais — da concorrência, preferencialmente —, agregando mais valor e destaque à sua marca.

O primeiro deles é o cuidado em não destoar dos seus valores buscando, para isso, uma associação imediata com um modismo. Por exemplo: existem tonalidades que são tendências para o próximo verão.

Ao seguir essa tendência, o que vai acontecer com o seu logotipo nos anos seguintes? Vai carregar uma tonalidade passageira, da qual pouca gente se lembra ou associa uma sensação.

Outra dica é que você teste exaustivamente as combinações de tons e, por fim, que sempre imprima-as em preto e branco. O motivo para isso se explica facilmente: diante do uso do logotipo em materiais publicitários, pode ser que você tenha que usá-lo sem cores.

E é importante que o logotipo funcione colorido ou não. Que seja legível, inclusive, das duas maneiras.

Por fim, uma dica importante: fuja das preferências pessoais. Como destacamos, o uso estratégico das cores ajuda a gerar associações do seu logotipo com a marca que ele representa, e com o perfil do seu público-alvo.

Se você escapa disso para colocar a sua preferência por verde, por exemplo, fica mais difícil criar essa associação rica com a sua audiência.

Existem cores certas para o logotipo, site e blog?

A nossa resposta, objetiva e simples, é: não. Afinal de contas, estamos falando da construção de sua identidade visual. Ela tem que estar associada, em primeiro lugar, à sua persona e aos motes institucionais de sua marca.

Só que você deve tomar cuidado com base nas considerações acima e, principalmente, nas sensações que você deseja despertar. Muitos tons “cansam” rapidamente a vista, e você não quer que o usuário visite o seu site ou blog e saia rapidamente de lá por conta disso, certo?

Basta ter em mente que o seu logotipo e qualquer outro detalhe da sua identidade visual têm uma mensagem, um objetivo e um valor implícitos — e explícitos — neles. E, se possível, usá-los em combinação com outros fatores, como:

  • cores que dialoguem — ou contrastem, desde que por meio de sensações positivas — em todos os seus materiais. Os digitais, inclusive, como as cores do site, das redes sociais e do blog;
  • cores que gerem um design atrativo e que não canse;
  • cores que gerem identificação mútua;
  • cores que não desapareçam — ou sejam mascaradas — por outros tons presentes em materiais diversos, como o seu catálogo de produtos.

Não é uma tarefa fácil, isso é verdade. Só que a escolha certeira do seu logotipo — após testes e mais testes — é um diferencial e tanto para se aproximar do seu consumidor e criar um relacionamento rico, sólido e duradouro.

Você levou em consideração a psicologia das cores na hora de criar o seu logotipo? Comente a sua opinião sobre o assunto. Ou entre em contato com a equipe LABRA para ajudar nessa questão. Somos especialistas no assunto e você pode conseguir rapidamente o seu orçamento para dar início à elaboração e desenvolvimento do seu logotipo!

Marketing de conteúdo para indústria: um diferencial na suas vendas

Marketing de conteúdo para indústria: um diferencial na suas vendas

O marketing de conteúdo para a indústria tem as suas peculiaridades — especialmente, quando comparada com o comércio — porque tende a dialogar com um perfil diferente: diretamente com o empreendedor.

Em inglês, o termo é conhecido como B2B — business to business —, que se refere às ações estratégicas planejadas não para o consumidor final, mas para outras organizações.

Isso significa que as estratégias de marketing de conteúdo não são similares às utilizadas por empresas que entregam um produto ou serviço ao consumidor. E, neste post, vamos avaliar a importância em saber essa diferenciação, bem como as melhores ações para impactar o seu público. Boa leitura!

O que é o marketing de conteúdo para indústrias?

Em resumo, é o planejamento de ações digitais que focam nas necessidades de outros empreendedores para atraí-los, negociar as melhores condições e gerar uma experiência impactante, capaz de retê-lo como um fiel cliente.

É um objetivo muito próximo ao que traçam as empresas que lidam com o consumidor final (conhecido também como business to client — ou B2C). A diferença está na maneira de abordar, despertar interesse e mantê-lo atento às suas novidades.

O que é o marketing de conteúdo para indústrias?

E é aí que o marketing de conteúdo para indústria mais se diferencia do B2C. Pois, diferentemente da tradicional abordagem comercial, o perfil do empreendedor industrial é diferente. Se você comercializa um maquinário com ele, por exemplo, ele não está pensando só no preço praticado, mas na produtividade que ele pode agregar ao seu fluxo de trabalho.

Além disso, esse perfil, em geral, é composto por pessoas que conhecem o mercado onde estão situados. Eles, normalmente, são os especialistas e geram autoridade. Quando falamos em B2C, por exemplo, queremos transformar as marcas em autoridades.

E isso influencia demais na maneira de interagir e se relacionar com o perfil do industrial.

Quais são os benefícios do marketing de conteúdo para indústrias?

Em comum com o marketing de conteúdo para startups ou pequenas e médias empresas, a sua variação para a indústria tem como objetivos:

  • Atrair novos consumidores;
  • Reter os clientes atuais;
  • Compreender as “dores” do consumidor para solucioná-las;
  • Gerar mais presença digital;
  • Consolidar-se no seu ramo de atuação como uma das principais referências.

Quais são os benefícios do marketing de conteúdo para indústrias?

Claro que, como consequência, o planejamento bem feito se traduz em mais lucratividade para as empresas. Só que, como a elaboração de conteúdo é mais pautada na verificação de resultados para o empreendedor da indústria, é importante avaliar benefícios específicos desse tipo de ação, como:

​​​​​​​Autoridade

O seu cliente, em geral, tende a ser muito bem informado, pois a sua tomada de decisão influencia diretamente nos resultados da sua indústria.

Por isso, o marketing de conteúdo para indústrias também serve para mostrar que a sua empresa compreende, exclusivamente, a realidade daquele cliente em particular. Ele é uma autoridade, sim, mas você está consolidando a sua marca como uma referência na solução que esse cliente em potencial mais precisa.

Mas, como não basta apenas se portar como uma autoridade, é importante considerar que os seus conteúdos devem vir acompanhados de boa dose factual de resultados.

De que maneira? A partir de resultados, cases de sucessos, depoimentos de clientes… Tudo aquilo que comprove o que o seu público-alvo já ouviu falar em outros lugares, mas não se convenceu disso.

​​​​​​​Conversão de vendas

Em uma sociedade tão digital quanto a nossa, a conversão de vendas está entre os principais objetivos de quem usa o marketing digital. Ao explorar as suas ferramentas para o meio industrial, a ideia é fazer com que mais usuários anônimos interajam com os seus conteúdos.

Mais que isso: a partir do funil de vendas deles, torná-los clientes de sua empresa. Uma vez que a maioria das pessoas faz pesquisas on-line, em busca de soluções para os seus problemas, apresentar-se como uma empresa disponível e interessada em resolvê-los é um diferencial.

Com uma boa estratégia de conteúdo, portanto, você fortalece duas áreas que, até então, eram pouco integradas: marketing e vendas. Com o marketing industrial e qualquer uma de suas ações do marketing digital, ambas passam a caminhar lado a lado, na mesma direção e ao mesmo tempo.

Sabe por quê? Com o funil de vendas definido, tanto o setor de marketing quanto os vendedores vão saber identificar a etapa em que o prospecto se encontra da sua jornada de compra.

De nada vai adiantar, portanto, um vendedor abordar e insistir na venda com um usuário apenas interessado em saber mais a respeito do seu problema.

Confira, então, as etapas da jornada de compra e veja como a integração entre marketing e vendas ocorre por meio dela:

  • Topo do funil, é o momento em que a descoberta ocorre. O usuário dá nome ao seu problema;
  • Meio do funil, quando as dicas são mais aprofundadas na questão problematizada na etapa anterior;
  • Fundo do funil, que consiste em compreender, por fim, quais são as soluções para resolver o problema.

Entenda, então, que o trabalho do marketing é definido no afunilamento de opções para que o seu consumidor em potencial tome a melhor decisão de acordo com as suas necessidades e objetivos.

E, para o setor de vendas, isso se converte em informações de qualidade para uma abordagem especializada, personalizada e objetiva. E, assim, sua conversão de vendas aumenta com o marketing de conteúdo.

Alinhamento de informações

Ainda em complemento ao tópico anterior, o marketing de conteúdo para indústria cria um discurso uniforme para toda a empresa. O consumidor vai saber, exatamente, com quem ele está interagindo, independentemente de ser o setor de marketing, o vendedor ou o gerente da organização.

Possibilidade de monitoramento

Um dos grandes trunfos do marketing de conteúdo para indústrias (e também para o mercado B2C) é a facilidade com a qual se monitora as performances de suas estratégias.

Não à toa, eventuais imprevistos são rapidamente solucionados, o que aumenta o ROI de marketing e, consequentemente, aumenta a sua lucratividade.

​​​​​​​Como criar uma estratégia de marketing industrial?

Vamos, agora, à questão prática do marketing de conteúdo para indústrias: como fazê-lo? E, para responder à pergunta, selecionamos uma série de etapas que devem ser consideradas antes de produzir conteúdos aleatoriamente em publicá-los on-line. São elas:

  • Identifique o seu público-alvo;
  • Descubra quais são os seus objetivos, frustrações, desafios e necessidades. Em seguida, avalie o quanto os seus produtos ou serviços se relacionam como uma solução para essas características;
  • Explore as ferramentas do marketing de conteúdo — como o blog, as redes sociais que o seu público mais utiliza, o e-mail marketing e as landing pages, entre outras — para apresentar as soluções aos respectivos problemas de sua audiência, com base nos termos mais pesquisados por eles na internet (as palavras-chave que vão direcionar para as suas páginas);
  • Invista também em mídia paga para ampliar o alcance de suas estratégias digitais;
  • Integre os setores de marketing e de vendas. Crucial estratégia que vai ajudar a qualificar ainda mais os vendedores ao abordarem os empreendedores industriais;
  • Mensure todos os resultados de cada campanha. Isso ajuda a otimizar as ações em tempo real e, ainda, faz com que você evite as ações que renderam poucos resultados.

Vale destacar que os resultados desse tipo de estratégia podem ser potencializados por meio da contratação de agências especializadas em marketing de conteúdo para indústria. Assim, toda a expertise, construção de estratégias e conhecimento do mercado são aplicados em curto prazo à sua demanda por resultados.

Como resolver o conflito entre marketing e vendas

Vale reforçar, aqui, a importância em integrar toda a empresa por meio das estratégias de conteúdo. Isso inclui marketing e vendas, que são tradicionalmente áreas complementares, mas díspares.

Vimos, entretanto, que o marketing de conteúdo para indústria é uma ação que une todos os departamentos. Todos na mesma direção, em prol dos mesmos objetivos previamente alinhados. E isso tende a reduzir, por si só, o conflito entre os setores.

Como resolver o conflito entre marketing e vendas?

Isso agrega às vendas mais visão estratégica, ao passo que o feedback do setor municia o setor de marketing com novas perspectivas para abordar, relacionar-se e aproximar-se do consumidor.

A contínua troca de informações, portanto, é definitivamente a melhor solução para findar esse conflito. Reúnam-se, exponham as barreiras entre as áreas e construam, juntos, uma estratégia de conteúdo que aproxime os setores e, principalmente, solucione as demandas do seu público-alvo.

Com o tempo, é fácil perceber que isso é uma solução completa, já que os resultados beneficiam a todos os envolvidos.

​​​​​​​Como explorar os benefícios do marketing de conteúdo para indústria?

Ao longo desate post, nós apresentamos o conceito de marketing de conteúdo para indústrias (B2B) e o quanto ele se diferencia das tradicionais ações para B2C.

Além disso, destacamos quais são os benefícios em investir nesse tipo de ação estratégica e também as principais ações para colocar em prática as suas ideias empreendedoras.

Agora, para complementarmos tudo o que vimos ao longo deste post, que tal conferir também nossas dicas e recomendações sobre a importância das estratégias de SEO na indústria? Assim, caso você já esteja rabiscando ideias para impactar o seu público-alvo, não vão faltar métodos, técnicas e ferramentas para colocar o seu plano em ação e gerar ótimos resultados para o seu negócio!

[e-book] As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar grátis | Agência Labra

Profissões do futuro que valem a pena investir

Profissões do futuro que valem a pena investir

Afinidade e interesse com a atividade são elementos cruciais para a escolha de qualquer carreira. Acontece que existem, também, aquelas profissões do futuro que ajudam as pessoas a diversificarem o setor de atuação onde pretende investir o seu tempo e dedicação.

E, vivendo ainda os primórdios de uma Era Digital, é de se imaginar que boa parte dessas possibilidades se concentre em um meio virtual, não é mesmo?

Para que você entenda, então, para onde estão rumando as profissões do futuro, siga com esta leitura e descubra 7 opções que podem ajudar em sua análise mais detalhada do mercado de trabalho!

As 7 profissões do futuro

1. Profissionais de Big Data

Seja no marketing digital ou para o uso analítico de informações, os profissionais de Big Data dominam, hoje em dia, a preferência de muitos recrutadores.

Afinal de contas, é por meio dessa especialização que as organizações conseguem transformar a massiva quantidade de dados em insights para o seu desenvolvimento. Exemplos:

  • Métricas de performance das suas campanhas;
  • Reações dos usuários ao navegarem por entre as suas páginas;
  • Tendências do consumidor;
  • Reações de mercado.

Não à toa, essa posição deve estar entre as grandes profissões do futuro — e uma das mais imediatas, dentro da sua empresa, para contribuir com o crescimento da sua marca.

2. Designer de inovação

Como as tendências de mercado estão em alta, permitindo às empresas uma avaliação mais diversificada para se destacar, o designer de inovação adquiriu um espaço seleto entre as profissões do futuro.

Tudo porque eles conseguem converter essas ideias inovadoras em aplicações práticas para os seus produtos ou serviços. Para o setor industrial, essa área de especialização está em pleno desenvolvimento.

Essa é, inclusive, uma área que tem identificado muitos líderes capazes de oferecer novas perspectivas para a sua empresa, sabia?

3. Tecnologia da Informação

Consumimos tecnologia a uma velocidade impressionante, atualmente. E isso pode servir de grande reforço para que a sua empresa antecipe demandas e esteja sempre um passo à frente da concorrência.

Convém, portanto, analisar essa entre tantas profissões do futuro, seja para identificar novas oportunidades de negócio ou para investir em contratações valiosas para o aprimoramento do seu fluxo de trabalho.

4. Marketing

Marketing digital, marketing de conteúdo, marketing industrial… Todos os termos são recentes para o empreendedor e, portanto, ressaltam a amplitude da relevância que a atração e o bom relacionamento com clientes assumiu por meio da transformação digital.

Como anda esse tipo de estratégia aplicada na sua empresa? Tenha em mente que o marketing está entre as profissões do futuro e, justamente por isso, deveria ser um dos focos mais elementares no seu dia a dia.

5. Logística

A área de logística também tem despertado o interesse dos empreendedores. Tudo porque as soluções digitais permitiram um trabalho mais preciso, livre de imprevistos e capaz de otimizar, potencialmente, toda a cadeia produtiva das empresas.

Convém a compreensão de quais soluções — e especializações — os profissionais do setor necessitam para almejar um resultado mais primoroso na sua organização.

6. Desenvolvimento de estratégias por meio da inteligência artificial

Tipo de profissional que desenvolve e coloca em ação algumas ações específicas auxiliadas pela inteligência artificial. Afinal, trata-se de uma tecnologia muito abrangente, que pode ser usada no marketing, em vendas, no atendimento e, basicamente, em toda a cadeia produtiva da sua indústria ou comércio. Algo que, por consequência, automatiza os processos e agrega mais produtividade com economia — de tempo e de recursos.

7. Especialista em RH

Por fim, um setor que é bastante conhecido, do mercado, e que assumiu novas responsabilidades com a transformação digital. Não à toa, o especialista de RH está entre as profissões do futuro porque a tecnologia também permitiu a esse tipo de profissional mais tempo para focar, exclusivamente, na valorização e no desenvolvimento dos seus recursos humanos.

Assim, o setor deixa de ser tão rígido e burocrático, assumindo um lado mais estratégico e em constante evolução para oferecer novas oportunidades, continuamente, para o crescimento de toda a empresa.

É claro que nem todas as profissões do futuro podem ser, imediatamente, aplicáveis na sua empresa. No entanto, vale perceber o impacto e versatilidade de cada uma delas, podendo garantir — direta ou indiretamente — novos resultados para que a sua marca seja um diferencial no seu setor de atuação.

Quer ver, agora, um exemplo de como o seu setor permanece alinhado a essas profissões do futuro? Então, aproveite para dar uma conferida em outro artigo nosso com uma série de novidades para os setores da indústria no Brasil!

Lições que Game Of Thrones ensina sobre marketing e liderança para sua empresa

Lições que Game Of Thrones ensina sobre marketing e liderança para sua empresa

Esqueça os corvos, para transmitir as suas mensagens e os “passarinhos” de Lord Varys para saber o que acontece na sua empresa e no ramo de atuação da sua empresa: Game of Thrones consegue nos ensinar algumas dicas muito mais práticas para você valorizar as estratégias de marketing para a sua empresa!

E, neste post, vamos atuar como um verdadeiro Mão do seu trono, expondo algumas dessas lições valiosas de marketing que vieram diretamente de Westeros. Boa leitura!

Cumpra as suas promessas

O lema da família Lannister cabe, perfeitamente, nas estratégias de marketing que você planeja para a sua empresa. Afinal de contas, as promessas são compromissos firmados e que a sua gestão deve trabalhar, incansavelmente, para cumpri-las.

Do contrário, a credibilidade da sua empresa é colocada à prova. E, em Game of Thrones, descobrimos que essa é a tênue linha entre os motins e a fidelização de outros lordes e reinos à sua empreitada!

Por isso, ao menos nesse aspecto, seja como um Lannister.

Não espere o inverno chegar

A Casa Stark apontou, ao longo de toda a série, que o inverno estava chegando e poucas — pouquíssimas — pessoas deram atenção ao fato.

Que tal levar essa sentença para o dia a dia da sua empresa ao lidar com as estratégias de marketing? Isso significa, em outras palavras, que você deve se planejar em curto, médio e longo prazo para evitar imprevistos e antecipar qualquer tipo de demanda.

Conheça, portanto, o seu público-alvo, entenda as flutuações do mercado e mantenha o seu reino em um invejável nível de estabilidade e prosperidade.

Construa uma boa relação com os seus aliados

Uma andorinha não faz verão e nenhuma majestade governa sem o apoio de outros líderes e pessoas. É o apoio que a sua empresa tem, que a faz dar passos significativos na consolidação de sua marca no mercado.

Participe de eventos do seu setor, faça parcerias e consolide a sua presença digital. Comparando com Game of Thrones, que tal observar toda a trajetória de Daenerys Targarien? Em todas as temporadas, acompanhamos as ações da Mãe dos Dragões em construir um reino próspero, sem correntes e livre.

O mesmo pode ser feito internamente: mostre o que as pessoas têm a ganhar, em trabalhar com a sua empresa. E isso inclui tanto os seus clientes quanto os fornecedores e os seus próprios colaboradores.

Conheça os seus competidores

Nenhum reino entra no campo de batalha sem, antes, conhecer o seu adversário. No mercado, a competição é acirrada e vem de todos os lados. Demarque o seu território, explore as carências do setor e avance o seu exército em todo o terreno digital da internet para angariar, gradualmente, mais espaço.

Sem as estratégias de marketing alinhadas a esses objetivos, é difícil consolidar a sua presença e evitar que os concorrentes assumam um lugar seu — que pode não ser de direito, mas deve ser feito por merecimento.

Evite a impulsividade

Não seja como o rei Joffrey: liderar a ferro e fogo, por muito tempo, desgasta as boas relações — interna e externamente. Um bom líder acompanha as tendências de marketing, ouve os seus conselheiros e não toma nenhuma decisão à base da impulsividade, mas a partir de argumentos e muita ponderação.

Ainda que a ousadia seja apreciada, para desenvolver suas estratégias de marketing é necessário contar com boas alianças e um bom briefing para que as suas ações sejam certeiras, e não meros palpites baseados em instintos.

Mais importante do que o destino é a caminhada

Você pode ter uma série de objetivos, ao considerar as suas estratégias de marketing, como:

  • Aumentar a sua presença digital;
  • Qualificar a relação com o seu consumidor;
  • Colocar o seu site no topo do Google;
  • Atrair mais clientes;
  • Melhorar as vendas;
  • Angariar mais seguidores nas suas redes sociais.

Independentemente dos motivos que guiem a sua empresa a desbravar novos territórios, lembre-se que a caminhada até o seu destino importa, em muito!

Acompanhe as métricas, alinhe-se ao perfil do seu público-alvo, conheça as melhores tecnologias para alcançá-los e qualifique-se continuamente. Dessa maneira, sua empresa não atua como uma simples exploradora e aventureira, mas como se portam os verdadeiros líderes.

Sem esse tipo de postura, pense: por que as pessoas deveriam seguir a sua marca? Não pense que os resultados podem ser obtidos a qualquer custo. Por exemplo: organizações que mentem a respeito de suas histórias para compor um storytelling emocionante podem perder muita popularidade quando a mentira é desmascarada.

Daí, a importância em reconhecer o marketing como um “mapa de Westeros” e usá-lo para nortear-se em torno dos seus objetivos, mas preocupando-se com cada passo dado ao longo dessa jornada.

Pense “fora da caixa”

Aqui vai um bom ensinamento promovido pela intrépida e corajosa Arya Stark: não limite-se às estratégias de marketing que todos usam. Invista em diferenciais (não podemos contar com o apoio do povo de Bravos, mas…) que ainda não foram explorados e surja sorrateiramente para abocanhar a sua fatia de mercado.

Bom exemplo disso é o monitoramento das tendências em marketing digital. Quando você é pioneiro em algo, todo o mercado é pego desprevenido. E, com isso, você constrói uma imagem impecável de líder, no seu setor de atuação, inspirando os outros a ouvirem o que você tem a dizer e, inclusive, a seguir a sua empresa.

Por meio da transformação digital, todos podem assumir o trono de ferro: é importante, apenas, ter em mente o que pode ser feito a partir das ações dos seus competidores, o perfil do seu consumidor e as grandes tendências tecnológicas.

Com essas alianças devidamente equilibradas, uma nova majestade dos sete reinos pode surgir, no horizonte, visando grande prosperidade no mercadológico mundo de Westeros!

Que tal, agora, sairmos um pouco do universo de Game of Thrones, idealizado por George R. R. Martin, e explorar as ações práticas que vão culminar no desenvolvimento sustentável da sua empresa? Para isso, aproveite para dar uma conferida, também, em outro artigo nosso, que explica como gerar um bom planejamento e a implementação de ações de marketing na sua organização!

[e-book] As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar grátis | Agência Labra

8 eventos de marketing digital que todo empresário deveria ir

8 eventos de marketing digital que todo empresário deveria ir

Como anda a sua agenda de eventos de marketing digital? Se você tem um tempinho para fazer novos contatos, inteirar-se a respeito das novidades e tendências do marketing digital e usar os insights para o desenvolvimento da sua empresa, então, você está no lugar certo!

Isso porque, ao longo deste post, vamos apontar para você os 8 eventos de marketing digital que têm feito a diferença para o mercado e os seus representantes. E convidamos você a nos acompanhar durante esta breve leitura. Quem sabe, talvez você identifique algumas boas oportunidades para agendar e enriquecer os seus conhecimentos em marketing digital?

[e-Book] As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar Gratuitamente | Labra

A importância de participar de eventos de marketing digital

Como destacamos acima, os eventos de marketing digital podem gerar excelentes insights para a sua empresa. Pois, no geral, são ocasiões em que os grandes nomes do setor se reúnem para discutir as melhores práticas de divulgação, as tendências em marketing digital e agregar novos conhecimentos para colocar o seu site no topo do Google!

Sem falar na significativa oportunidade para se conectar com outros profissionais e, assim, colocar em prática as suas técnicas de socialização para formar novas parcerias e galgar o nome da sua marca no mercado de marketing digital.

Veja a seguir, então, os grandes eventos de marketing digital que você não pode perder, daqui por diante:

Os 8 principais eventos de marketing digital do país

1. RD Summit

Evento já tradicional no país, o RD Summit ocorre em Florianópolis, anualmente, e já tem estrutura para acomodar mais de 150 palestrantes em suas edições anuais!

Marque aí na sua agenda: em 2019, o evento já tem data marcada (6, 7 e 8 de novembro), e tem tudo para agregar novas ideias e oportunidades de negócio para a sua empresa e, assim, fortalecer o seu marketing digital.

2. Social Media Week

Um dos mais relevantes eventos de marketing digital, atualmente, expondo as grandes tendências das redes sociais, principalmente — que, convenhamos, têm enorme relevância em qualquer estratégia de marketing digital.

Em 2019, o evento vai tomar forma na capital paulista, entre os dias 9 e 13 de setembro. Aproveite para marcar em sua agenda!

3. Gartner Data and Analytics Summit

Evento que, a cada edição, se consolida como um dos principais do país — e assumindo a cidade de São Paulo como o palco de concentração de grandes especialistas de marketing digital para dialogar com aqueles que comparecem a esse encontro de grande porte do setor.

Entre as suas principais características, podemos destacar as melhores estratégias e tecnologias para aprofundar a qualidade de sua empresa na percepção e no monitoramento de métricas para qualificar ainda mais o seu marketing digital.

​​​​​​​4. FIRE Festival

Interessante considerá-lo, entre outros eventos de marketing digital, porque ele não se concentra apenas nas técnicas de divulgação, mas em toda a internet.

Consequentemente, você adquire um panorama mais completo dos rumos para os quais as grandes tecnologias estão rumando, ajudando a antecipar as mudanças que o mercado pode rumar, em curto ou médio prazo.

​​​​​​​5. Expo Digitalks

O Expo Digitalks é, sem dúvidas, um dos grandes eventos de marketing digital do país — em 2019, por exemplo, ele vai completar a sua décima edição.

Em geral, são quase 200 palestrantes convidados a compartilharem os seus conhecimentos com os presentes. Oportunidade ideal, portanto, para você se antecipar, garantir o seu ingresso e avaliar os assuntos em debate para chegar ao evento com todas as atrações devidamente mapeadas.

​​​​​​​6. The Developers Conference

Outro grande evento que não tem, diretamente, uma relação intrínseca com o marketing digital. Só que trata-se de um setor que se complementa fortemente com as ações e estratégias digitais da sua empresa.

Por exemplo: a conferência — uma das maiores do mundo em tecnologia — ajuda na avaliação do quanto as empresas (e onde) as empresas podem investir para obter mais assertividade nas suas estratégias.

​​​​​​​7. SXSW Conference & Festivals

Evento singular para quem gosta de marketing digital, mas também entende a relevância e o alinhamento dessa estratégia com outros segmentos criativos e artísticos, como a música e o cinema.

Convém avaliar as atrações convidadas, anualmente, para que a sua empresa assuma um lugar estratégico entre as grandes referências do seu ramo de atuação — e, isso tudo, aprendendo os rumos do mercado para aplicar as tendências mais relacionadas com os seus objetivos e o perfil do seu público-alvo.

​​​​​​​8. Inbound

Organizado pela Hubspot, esse é também um dos eventos de marketing digital mais relevantes do setor. Aproveite para dar uma conferida nos seus representantes e convidados, devendo fazer parte de sua agenda, definitivamente, para fazer novas conexões e ampliar os seus conhecimentos no assunto!

[e-book] Marketing Industrial: como gerar novas vendas | Baixar grátis | Agência Labra

E, por falar em eventos de marketing digital que devem fazer parte da sua agenda anual, não deixe de conferir também as inspirações obtidas no último Labra Insights realizado — e que foi um tremendo sucesso!

Pin It on Pinterest