Marketing digital: erros que provavelmente você está cometendo

Marketing digital: erros que provavelmente você está cometendo

Trabalhar com marketing digital significa estar o tempo todo, de olho em novas tendências e mudanças mercadológicas. Afinal, da noite para o dia, a sua estratégia certeira pode ficar obsoleta.

E, aí, aquilo que era certo se torna, lenta e gradualmente, um erro. Por isso, ainda que você tenha uma série de ações personalizáveis, é importante saber exatamente o que tem contribuído, ativamente, para o contínuo enriquecimento da sua relação com o consumidor.

Por isso, para este post, vamos mostrar para você os erros mais comuns do marketing digital, para que você não comenta eles e, aprenda a construir uma estratégia cada vez mais imune a riscos e imprevistos. Confira!

1. Falta de planejamento de marketing digital

Planejamento: sem isso, o marketing digital da sua empresa é uma série de tentativas e erros — algo que não condiz com o seu DNA.

Afinal de contas, toda a estratégia do marketing digital consiste em identificar a mensagem ideal, para a pessoa certa e no momento certo. Com isso, é importante saber, exatamente, o que dizer e para quem dizer antes de tentar qualquer estratégia.

Comece, portanto, avaliando os seus objetivos com o marketing digital, além de diagnosticar os desafios e também os meios mais alinhados às suas metas para que cada campanha atinja o resultado proposto — e para que nada venha em decorrência do acaso.

2. Ausência de uma persona definida

Além do objetivo, o seu marketing digital não vai evoluir se, antes, você não souber quem é a sua audiência. O público-alvo da sua marca é também conhecido como buyer persona, e é por meio do conhecimento desse perfil que você compõe todas as suas campanhas.

Por exemplo: ao saber profundamente quem é o seu consumidor, você entende quais são os termos que ele mais pesquisa, na internet, quais são os seus objetivos, necessidades, desafios e tipos de conteúdo que ele consome no dia a dia.

Como resultado, sua empresa pode compor todas as ações de marketing integrado com precisão.

3. A falta que faz uma jornada do cliente

Além do perfil do consumidor, destacamos acima a importância em saber as necessidades e desafios do seu público, certo? E todo esse percurso — entre descobrir que tem um problema à decisão de compra — é conhecido como a jornada do cliente.

No marketing digital, esse processo é definido assim:

  • Avaliação, que é a etapa na qual o seu cliente em potencial descobre que tem um problema e quer entendê-lo;
  • Consideração, que consiste na compreensão do problema e na busca inicial por soluções para resolvê-lo;
  • Decisão, que define o momento em que o seu cliente já sabe o problema e as soluções, bastando decidir-se pela sua empresa para auxiliá-lo.

Saber em qual etapa o seu consumidor está permite que se entenda o melhor tipo de abordagem. Não adianta empurrar os seus produtos e serviços, por exemplo, se esse cliente em potencial sequer saber qual é o problema que ele tem à frente.

4. Não investir em conteúdo qualificado

O marketing de conteúdo é um dos principais pilares do marketing digital. Por meio dele, tudo o que vimos aqui se traduz em soluções: a elaboração de conteúdos ricos e que respondam a todas as dúvidas do seu consumidor em potencial e que, lenta e gradualmente, vai convertendo-o em assíduo frequentador do seu site, blog e redes sociais.

Daí, inclusive, a importância mencionada em acompanhar os passos anteriores. O conteúdo é o rei do marketing digital, e ele só vai ser relevante se você conhecer, detalhadamente, tudo a respeito da sua persona.

Vale entender, ainda, que o marketing de conteúdo pode se desdobrar em diversos formatos de conteúdos, como:

  • Blog posts;
  • E-books;
  • Vídeos;
  • E-mail marketing;
  • Redes sociais — especialmente, aquelas em que os seus consumidores mais estão concentrados.

Isso tudo, é claro, baseando-se nas principais técnicas de SEO. Com isso, o seu marketing digital vai estar muito mais alinhado com as melhores práticas do mercado.

5. Não monitorar a performance de suas campanhas

Por fim, se existe uma lição valiosa de marketing e liderança que podemos deixar, é a seguinte: acompanhe o desempenho de suas campanhas com base nas métricas destacadas para os seus objetivos.

Com isso, não vai faltar tempo hábil para ajustar qualquer estratégia, avaliar novas ações e, inclusive, descartar o que não rendeu o esperado. Atente-se a esse ponto elementar para que as suas campanhas de marketing digital decolem e alcem voos cada vez maiores.

Quer ver um pouco mais sobre o assunto? Então, aproveite para entender, especificamente, como o marketing de conteúdo para indústrias pode ser uma campanha inteiramente diferenciada e personalizada para os seus negócios!

4 dicas para medir melhor suas ações de marketing digital

4 dicas para medir melhor suas ações de marketing digital

Empresas que se interessam pelo crescimento promovido por meio das ações de marketing digital, podem se frustrar quando os primeiros resultados são negativos.

Mas, afinal de contas, você sabe o que não rendeu o esperado, no seu plano de ação, e quais métricas apresentaram um retorno relevante?

Ou seja: muita gente não desenvolve um planejamento focado nas suas características e necessidades e, por conta disso, não obtém o crescimento esperado. É por isso que, ao longo deste post, vamos apresentar 4 dicas que podem contribuir com uma resposta qualitativa de suas ações de marketing digital.

Boa leitura!

[e-book] As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar grátis | Agência Labra

1. Defina as metas esperadas com as ações de marketing digital

Não basta planejar diversas ações de marketing digital sem, antes, saber quais são as suas metas. Afinal de contas, a quantidade de tráfego gerada em um só minuto, na internet, é imensa!

É fundamental, portanto, saber por onde começar definindo as suas metas. Dessa maneira, a filtragem de dados vai ocorrer com facilidade a partir do uso de técnicas e tecnologias focadas exclusivamente nos seus objetivos.

Quer uma dica para saber quais ações de marketing digital você vai empreender? Então, faça uma rápida desenhada no método SMART. Uma ideia que pode ser estabelecida assim:

  • Specific (ou especificidade), que é a definição do seu objetivo principal;
  • Mensurable (ou mensurável), que é a possibilidade de monitorar o desempenho da sua campanha;
  • Attainable (ou atingível), que se traduz na avaliação de plausibilidade do seu objetivo;
  • Relevant (ou relevância), que é a reflexão sobre a relevância do objetivo para o seu negócio;
  • Time-related (ou tempo), que é o prazo para alcançar essa meta estabelecida.

Assim, fica muito mais preciso o estabelecimento de metas e, posteriormente, saber quais ações de marketing digital empreender.

2. Avalie as melhores métricas e KPIs

Ao usarmos o termo “melhor”, estamos nos referindo às métricas relacionadas aos objetivos citados no tópico acima. Porque não existe métrica ruim, mas inadequada para monitorar o avanço das suas ações de marketing digital, apenas.

Esqueça, por exemplo, as métricas de vaidade — as curtidas em postagens, por exemplo. É importante compreender quais dados devem ser captados para que as suas campanhas quantifiquem essas informações para a constante avaliação em tempo ágil e com precisão.

Algumas métricas que as empresas têm usado, de maneira mais ampla, para avaliar o sucesso de suas estratégias de marketing!

Custo por lead

Ele significa o valor médio que a sua empresa investe para obter um novo lead. Ao acompanhá-la, você entende como quantificar o retorno obtido e como diminuir os gastos a fim de baratear o investimento para atrair novos clientes.

Para saber como anda o seu custo por lead, faça a seguinte fórmula: investimento / quantidade de leads.

Taxa de rejeição

Outra métrica importante, para medir as suas ações de marketing digital, e que tem a ver com a relevância dos seus conteúdos de inbound marketing.

Para isso, basta conferir atentamente o tempo investido em suas páginas, por um usuário, bem como o engajamento dele com os seus artigos e postagens.

Especialistas apontam que a média aceitável gira em torno de 30 a 45%. Vale, portanto, ficar de olho nessa métrica para mensurar o impacto das suas ações de marketing digital.

ROI

O retorno sobre investimento é calculado da seguinte maneira: [(receita – custo) / custo] x 100.

A importância disso: você entende o quanto o seu investimento tem agregado em resultados. Do contrário, como saber se você está investindo ou, apenas, desperdiçando boa parte do seu orçamento?

3. Use as ferramentas certas

Com base nos seus objetivos e métricas, entenda que existem ferramentas mais relevantes para cada um deles. E, no geral, as empresas têm investido assertivamente no Google Analytics, uma das principais ferramentas, e também os Analytics das redes sociais onde você mais concentra as suas ações de marketing digital.

4. Conte com o auxílio de empresas especializadas

Por fim, pode ser uma excelente oportunidade para você aprender como obter retornos mais rápidos a partir da terceirização das ações de marketing digital na sua empresa.

Com o auxílio de uma empresa especializada no seu mercado de atuação, é possível adquirir, em curto prazo, uma equipe qualificada com a expertise precisa a respeito do seu setor. Sem falar na infraestrutura para colocar em ação as suas campanhas com todo o aparato tecnológico necessário para isso.

Dessa maneira seus investimentos podem ser mais precisos ainda, bem como os resultados surgem de maneira mais orgânica e prática. Diferentemente, por exemplo, de começar um planejamento do zero para internalizar todo o processo.

E, agora que você já tem algumas boas ideias para mensurar as suas ações de marketing digital, que tal ir além e conhecer algumas boas estratégias de marketing integrado.

Marketing de conteúdo para indústria: um diferencial na suas vendas

Marketing de conteúdo para indústria: um diferencial na suas vendas

O marketing de conteúdo para a indústria tem as suas peculiaridades — especialmente, quando comparada com o comércio — porque tende a dialogar com um perfil diferente: diretamente com o empreendedor.

Em inglês, o termo é conhecido como B2B — business to business —, que se refere às ações estratégicas planejadas não para o consumidor final, mas para outras organizações.

Isso significa que as estratégias de marketing de conteúdo não são similares às utilizadas por empresas que entregam um produto ou serviço ao consumidor. E, neste post, vamos avaliar a importância em saber essa diferenciação, bem como as melhores ações para impactar o seu público. Boa leitura!

O que é o marketing de conteúdo para indústrias?

Em resumo, é o planejamento de ações digitais que focam nas necessidades de outros empreendedores para atraí-los, negociar as melhores condições e gerar uma experiência impactante, capaz de retê-lo como um fiel cliente.

É um objetivo muito próximo ao que traçam as empresas que lidam com o consumidor final (conhecido também como business to client — ou B2C). A diferença está na maneira de abordar, despertar interesse e mantê-lo atento às suas novidades.

O que é o marketing de conteúdo para indústrias?

E é aí que o marketing de conteúdo para indústria mais se diferencia do B2C. Pois, diferentemente da tradicional abordagem comercial, o perfil do empreendedor industrial é diferente. Se você comercializa um maquinário com ele, por exemplo, ele não está pensando só no preço praticado, mas na produtividade que ele pode agregar ao seu fluxo de trabalho.

Além disso, esse perfil, em geral, é composto por pessoas que conhecem o mercado onde estão situados. Eles, normalmente, são os especialistas e geram autoridade. Quando falamos em B2C, por exemplo, queremos transformar as marcas em autoridades.

E isso influencia demais na maneira de interagir e se relacionar com o perfil do industrial.

Quais são os benefícios do marketing de conteúdo para indústrias?

Em comum com o marketing de conteúdo para startups ou pequenas e médias empresas, a sua variação para a indústria tem como objetivos:

  • Atrair novos consumidores;
  • Reter os clientes atuais;
  • Compreender as “dores” do consumidor para solucioná-las;
  • Gerar mais presença digital;
  • Consolidar-se no seu ramo de atuação como uma das principais referências.

Quais são os benefícios do marketing de conteúdo para indústrias?

Claro que, como consequência, o planejamento bem feito se traduz em mais lucratividade para as empresas. Só que, como a elaboração de conteúdo é mais pautada na verificação de resultados para o empreendedor da indústria, é importante avaliar benefícios específicos desse tipo de ação, como:

​​​​​​​Autoridade

O seu cliente, em geral, tende a ser muito bem informado, pois a sua tomada de decisão influencia diretamente nos resultados da sua indústria.

Por isso, o marketing de conteúdo para indústrias também serve para mostrar que a sua empresa compreende, exclusivamente, a realidade daquele cliente em particular. Ele é uma autoridade, sim, mas você está consolidando a sua marca como uma referência na solução que esse cliente em potencial mais precisa.

Mas, como não basta apenas se portar como uma autoridade, é importante considerar que os seus conteúdos devem vir acompanhados de boa dose factual de resultados.

De que maneira? A partir de resultados, cases de sucessos, depoimentos de clientes… Tudo aquilo que comprove o que o seu público-alvo já ouviu falar em outros lugares, mas não se convenceu disso.

​​​​​​​Conversão de vendas

Em uma sociedade tão digital quanto a nossa, a conversão de vendas está entre os principais objetivos de quem usa o marketing digital. Ao explorar as suas ferramentas para o meio industrial, a ideia é fazer com que mais usuários anônimos interajam com os seus conteúdos.

Mais que isso: a partir do funil de vendas deles, torná-los clientes de sua empresa. Uma vez que a maioria das pessoas faz pesquisas on-line, em busca de soluções para os seus problemas, apresentar-se como uma empresa disponível e interessada em resolvê-los é um diferencial.

Com uma boa estratégia de conteúdo, portanto, você fortalece duas áreas que, até então, eram pouco integradas: marketing e vendas. Com o marketing industrial e qualquer uma de suas ações do marketing digital, ambas passam a caminhar lado a lado, na mesma direção e ao mesmo tempo.

Sabe por quê? Com o funil de vendas definido, tanto o setor de marketing quanto os vendedores vão saber identificar a etapa em que o prospecto se encontra da sua jornada de compra.

De nada vai adiantar, portanto, um vendedor abordar e insistir na venda com um usuário apenas interessado em saber mais a respeito do seu problema.

Confira, então, as etapas da jornada de compra e veja como a integração entre marketing e vendas ocorre por meio dela:

  • Topo do funil, é o momento em que a descoberta ocorre. O usuário dá nome ao seu problema;
  • Meio do funil, quando as dicas são mais aprofundadas na questão problematizada na etapa anterior;
  • Fundo do funil, que consiste em compreender, por fim, quais são as soluções para resolver o problema.

Entenda, então, que o trabalho do marketing é definido no afunilamento de opções para que o seu consumidor em potencial tome a melhor decisão de acordo com as suas necessidades e objetivos.

E, para o setor de vendas, isso se converte em informações de qualidade para uma abordagem especializada, personalizada e objetiva. E, assim, sua conversão de vendas aumenta com o marketing de conteúdo.

Alinhamento de informações

Ainda em complemento ao tópico anterior, o marketing de conteúdo para indústria cria um discurso uniforme para toda a empresa. O consumidor vai saber, exatamente, com quem ele está interagindo, independentemente de ser o setor de marketing, o vendedor ou o gerente da organização.

Possibilidade de monitoramento

Um dos grandes trunfos do marketing de conteúdo para indústrias (e também para o mercado B2C) é a facilidade com a qual se monitora as performances de suas estratégias.

Não à toa, eventuais imprevistos são rapidamente solucionados, o que aumenta o ROI de marketing e, consequentemente, aumenta a sua lucratividade.

​​​​​​​Como criar uma estratégia de marketing industrial?

Vamos, agora, à questão prática do marketing de conteúdo para indústrias: como fazê-lo? E, para responder à pergunta, selecionamos uma série de etapas que devem ser consideradas antes de produzir conteúdos aleatoriamente em publicá-los on-line. São elas:

  • Identifique o seu público-alvo;
  • Descubra quais são os seus objetivos, frustrações, desafios e necessidades. Em seguida, avalie o quanto os seus produtos ou serviços se relacionam como uma solução para essas características;
  • Explore as ferramentas do marketing de conteúdo — como o blog, as redes sociais que o seu público mais utiliza, o e-mail marketing e as landing pages, entre outras — para apresentar as soluções aos respectivos problemas de sua audiência, com base nos termos mais pesquisados por eles na internet (as palavras-chave que vão direcionar para as suas páginas);
  • Invista também em mídia paga para ampliar o alcance de suas estratégias digitais;
  • Integre os setores de marketing e de vendas. Crucial estratégia que vai ajudar a qualificar ainda mais os vendedores ao abordarem os empreendedores industriais;
  • Mensure todos os resultados de cada campanha. Isso ajuda a otimizar as ações em tempo real e, ainda, faz com que você evite as ações que renderam poucos resultados.

Vale destacar que os resultados desse tipo de estratégia podem ser potencializados por meio da contratação de agências especializadas em marketing de conteúdo para indústria. Assim, toda a expertise, construção de estratégias e conhecimento do mercado são aplicados em curto prazo à sua demanda por resultados.

Como resolver o conflito entre marketing e vendas

Vale reforçar, aqui, a importância em integrar toda a empresa por meio das estratégias de conteúdo. Isso inclui marketing e vendas, que são tradicionalmente áreas complementares, mas díspares.

Vimos, entretanto, que o marketing de conteúdo para indústria é uma ação que une todos os departamentos. Todos na mesma direção, em prol dos mesmos objetivos previamente alinhados. E isso tende a reduzir, por si só, o conflito entre os setores.

Como resolver o conflito entre marketing e vendas?

Isso agrega às vendas mais visão estratégica, ao passo que o feedback do setor municia o setor de marketing com novas perspectivas para abordar, relacionar-se e aproximar-se do consumidor.

A contínua troca de informações, portanto, é definitivamente a melhor solução para findar esse conflito. Reúnam-se, exponham as barreiras entre as áreas e construam, juntos, uma estratégia de conteúdo que aproxime os setores e, principalmente, solucione as demandas do seu público-alvo.

Com o tempo, é fácil perceber que isso é uma solução completa, já que os resultados beneficiam a todos os envolvidos.

​​​​​​​Como explorar os benefícios do marketing de conteúdo para indústria?

Ao longo desate post, nós apresentamos o conceito de marketing de conteúdo para indústrias (B2B) e o quanto ele se diferencia das tradicionais ações para B2C.

Além disso, destacamos quais são os benefícios em investir nesse tipo de ação estratégica e também as principais ações para colocar em prática as suas ideias empreendedoras.

Agora, para complementarmos tudo o que vimos ao longo deste post, que tal conferir também nossas dicas e recomendações sobre a importância das estratégias de SEO na indústria? Assim, caso você já esteja rabiscando ideias para impactar o seu público-alvo, não vão faltar métodos, técnicas e ferramentas para colocar o seu plano em ação e gerar ótimos resultados para o seu negócio!

[e-book] As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar grátis | Agência Labra

Marketing de conteúdo: como aumentar as vendas da sua empresa com o tráfego orgânico

Marketing de conteúdo: como aumentar as vendas da sua empresa com o tráfego orgânico

Tráfego orgânico, hoje em dia, está intrinsecamente relacionado ao seu aprendizado sobre como aumentar as vendas, sabia? Desde que, é claro, você esteja atentando-se ao uso das boas práticas em marketing de conteúdo para desenvolver o alcance digital da sua empresa.

O que nos leva à pergunta: como andam as suas estratégias de marketing? A questão é de grande relevância, uma vez que o marketing de conteúdo tem correspondido a uma elevada parcela de sucesso no desenvolvimento das empresas, nos últimos anos.  

E, se você também tem interesse em aumentar o tráfego orgânico que direcione os resultados de busca à sua empresa, siga com esta leitura. Nos próximos tópicos, vamos explorar os grandes diferenciais do marketing de conteúdo, e como usá-lo de maneira assertiva!

[e-Book] Buyer Persona Guia completo para jornada de compra | Baixar grátis | Agência Labra

Como aumentar as vendas com o marketing de conteúdo

A seguir, selecionamos algumas dicas pontuais que podem ser aplicadas diretamente nas suas estratégias de marketing industrial e, assim, melhorar o tráfego orgânico nas suas páginas on-line!

Anuncie a sua marca nos meios digitais

Pode parecer uma dica óbvia, mas muito empreendedor se esquece que o marketing de conteúdo se estende à produção de artigos para o seu blog ou redes sociais. Existem, também, as campanhas de anúncios digitais, como o AdWords e o Facebook Ads, que ajuda a aumentar o alcance das suas estratégias de marketing.

Convém destacar o valor dessas ações pelo simples motivo de que os anúncios aparecem, especificamente, para o perfil do seu público em potencial — o que pode melhorar significativamente o tráfego orgânico.

Apareça nas redes sociais

Sua empresa está nas redes sociais? Reformulando: sua empresa está nas redes sociais onde a sua persona mais se concentra?

São perguntas similares, mas cujas diferenças fazem muito sentido para o uso planejado do marketing de conteúdo. Afinal, do que adianta usar uma rede social que nenhum cliente em potencial da sua empresa faz uso?

Comece pesquisando, então, quais mídias a sua audiência consome, e transforme esses hábitos em atrativos para que ela se relacione, continuamente, com os seus conteúdos. Dessa maneira, a prospecção de clientes se torna mais fácil e assertiva com o tempo.

Varie as mídias e os tipos de conteúdo

Além da dica acima, experimente modificar, nas suas estratégias de marketing, as mídias e os tipos de conteúdo compartilhados.

Por exemplo: por que limitar-se aos textos do blog? Experimente fazer infográficos, abusar da criatividade em imagens cativantes ou, ainda, em vídeos — que são, inclusive, responsáveis por grande parte do tráfego on-line, hoje em dia.

Tenha foco nas palavras-chave de cauda longa

Palavras-chave de cauda longa são aquelas que obtêm um bom volume de pesquisa do seu consumidor. Aliando-as às melhores práticas de SEO, é possível ranquear melhor os seus conteúdos, deixando-os cada vez mais próximos do topo do Google.

Faça parcerias

O guest post é uma maneira incrível, dentro do marketing de conteúdo, de melhorar o ranqueamento e o nível de autoridade da sua empresa nos mecanismos de busca — o que promove, também, o tráfego orgânico.

Para tanto, identifique quais empresas podem se relacionar efetivamente com a sua marca e desenvolva uma relação de qualidade com elas. Assim, a troca de conteúdos garante mais solidez à autoridade que ambas as marcas buscam promover, no mercado, gerando mais valor também na relação com o seu público-alvo.

Use e abuse dos links internos e externos

Criou um novo conteúdo? Então, relacione-o a outras produções de sua própria empresa (os links internos) e embase os seus argumentos com outros sites que são referência (links externos).

Marketing de conteúdo: como aumentar as vendas da sua empresa com o tráfego orgânico

Isso ajuda a fazer com que os mecanismos de busca identifiquem as suas estratégias de marketing como relevantes, nesse oceano de empresas que também investem em marketing de conteúdo.

E, vale mencionar: quanto mais relevante esses mecanismos considerarem a sua ação de marketing de conteúdo, melhor ranqueadas serão as suas páginas.

Aposte no uso do e-mail marketing

O e-mail não morreu, com a chegada do marketing de conteúdo. Pelo contrário: ganhou superpoderes para alcançar, relacionar e vender para o seu consumidor. Use-o de maneira estratégica, alinhando-o à jornada de compra do seu consumidor, e explore todo o potencial dessa valiosa ferramenta de comunicação!

Atenção ao seu site

O seu site é responsivo (adaptável para quem acessa também via dispositivos móveis, como smartphones e tablets) e rápido? Acredite, isso faz toda a diferença para garantir que o usuário não abandone a visita em segundos.

Foque, portanto, em alternativas para garantir uma navegabilidade veloz, segura e harmônica. A experiência do usuário é valiosa, e está devidamente inserida nas melhores práticas do marketing de conteúdo.

Agora que você já entendeu como aumentar as vendas a partir das estratégias de marketing digital, que tal irmos além e complementar tudo o que foi visto aqui? Para isso, aproveite para ler também as nossas dicas sobre como aumentar as vendas em 2019?

[e-book] As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar grátis | Agência Labra

Entenda o que é Customer Success e qual a sua importância para a indústria

Entenda o que é Customer Success e qual a sua importância para a indústria

O objetivo de todo negócio é crescer e obter sucesso, independente do ramo de atuação ou tempo no mercado. Para conseguir isso, existe a ideologia Customer Success, que vai além de uma área específica da empresa ou um apenas um termo para definir um setor.

Em essência de Customer Success é uma filosofia que deve acompanhar a empresa, visando alcançar os seus objetivos e cumprir tarefas com esse foco.

Para exemplificar, imagine que seu negócio é um marketplace b2b, que oferece um espaço virtual para que empresas do ramo de tecnologia possam divulgar seus produtos.

O seu objetivo vai além de apenas fornecer essa vitrine virtual. Significa oferecer uma solução para o cliente que pretende utilizar o seu serviço. Para ter uma definição mais nítida e detalhada a respeito dessa ideologia, vamos exemplificar e nos aprofundar a seguir. Acompanhe!

O que é Customer Success?

Aplicando a ideologia Customer Success, desde o momento da captação de um lead (cliente em potencial) até o término das negociações, o foco é que o seu cliente fique totalmente satisfeito com o atendimento.

Por isso, os pilares do Customer Success são o sucesso do cliente para alcançar os resultados desejados durante a interação. Ou seja, o serviço que sua empresa prestar aos clientes deve ser abrangente e oferecer todo o suporte necessário.

Além disso, deve apresentar soluções para o seu cliente, mostrando ser um recurso importante e que valha a pena o custo durante um longo período.

Embora sejam parecidos, Customer Success não é o mesmo que ter um atendimento de sucesso. Mais que apenas despertar o interesse do cliente para o momento da venda, ela visa cuidar de todo o sucesso do cliente. Esse é o seu maior diferencial.

Ter um cliente de sucesso se aplica a como ele é captado, nutrido e direcionado a venda, antes e depois de acontecer, chegando ao pós venda, retenção e renovações.

Como obter sucesso com Customer Success?

Para alcançar o sucesso do cliente, tudo começa pela captação e seleção dos potenciais clientes corretos. Para ter isso claro é necessário definir o que é um cliente ideal.

Isso significa que o foco não se mantém apenas para aquele que pode pagar pelo seu produto ou serviço, mas sim, fazer o que for possível para descobrir se o seu produto ou serviço irá de fato auxiliar a empresa a alcançar o sucesso.

O foco é entender a maneira que o seu produto pode ajudar o cliente além da venda. Por isso, é importante entender as necessidades exatas da persona (perfil de cliente ideal) do seu cliente.

Além disso, é necessário atender as empresas para que possam crescer e se desenvolver de maneira saudável. Isso significa, por vezes, ser menos um vendedor e mais consultor.

Por isso, é mais importante pensar e ter de maneira clara uma visão de sucesso que o seu cliente pode obter. Isso gera mais retenção e evita futuros cancelamentos, o que, além de fazer perder um cliente, pode prejudicar a imagem da sua empresa.

Encontre clientes de sucesso

O pensamento do Customer Success é possibilitar a atuação em todos os ramos do mercado, visando auxiliar no crescimento e progresso da empresa.

Geralmente, a ideologia Customer Success se sustenta em dois pontos, e são eles: o sucesso dos clientes e a possibilidade de todos os seus desejos serem realizados.

Para alcançar esse sucesso, é importante avaliar o potencial de crescimento do seu cliente. Com isso aliado a filosofia de fornecer soluções e consultoria acima de simplesmente vender, o Customer Success é mais efetivo.

Essa efetividade, além de garantir o progresso da empresa do seu cliente, elimina as possibilidades de cancelamentos futuros. Isso faz com que a reputação da sua empresa não seja afetada. 

Por isso, o Customer Success não se refere a fazer todo o possível para agradar o cliente, mas sim, mostrar o caminho a ser seguido.

Com isso, além de um ótimo suporte para o crescimento do cliente, também é possível alavancar os negócios da sua empresa, por essa preocupação não só em agradar, mas também com o crescimento do cliente.

Esse artigo foi escrito por André de Angelo, redator do Soluções Industriais

Profissões do futuro que valem a pena investir

Profissões do futuro que valem a pena investir

Afinidade e interesse com a atividade são elementos cruciais para a escolha de qualquer carreira. Acontece que existem, também, aquelas profissões do futuro que ajudam as pessoas a diversificarem o setor de atuação onde pretende investir o seu tempo e dedicação.

E, vivendo ainda os primórdios de uma Era Digital, é de se imaginar que boa parte dessas possibilidades se concentre em um meio virtual, não é mesmo?

Para que você entenda, então, para onde estão rumando as profissões do futuro, siga com esta leitura e descubra 7 opções que podem ajudar em sua análise mais detalhada do mercado de trabalho!

As 7 profissões do futuro

1. Profissionais de Big Data

Seja no marketing digital ou para o uso analítico de informações, os profissionais de Big Data dominam, hoje em dia, a preferência de muitos recrutadores.

Afinal de contas, é por meio dessa especialização que as organizações conseguem transformar a massiva quantidade de dados em insights para o seu desenvolvimento. Exemplos:

  • Métricas de performance das suas campanhas;
  • Reações dos usuários ao navegarem por entre as suas páginas;
  • Tendências do consumidor;
  • Reações de mercado.

Não à toa, essa posição deve estar entre as grandes profissões do futuro — e uma das mais imediatas, dentro da sua empresa, para contribuir com o crescimento da sua marca.

2. Designer de inovação

Como as tendências de mercado estão em alta, permitindo às empresas uma avaliação mais diversificada para se destacar, o designer de inovação adquiriu um espaço seleto entre as profissões do futuro.

Tudo porque eles conseguem converter essas ideias inovadoras em aplicações práticas para os seus produtos ou serviços. Para o setor industrial, essa área de especialização está em pleno desenvolvimento.

Essa é, inclusive, uma área que tem identificado muitos líderes capazes de oferecer novas perspectivas para a sua empresa, sabia?

3. Tecnologia da Informação

Consumimos tecnologia a uma velocidade impressionante, atualmente. E isso pode servir de grande reforço para que a sua empresa antecipe demandas e esteja sempre um passo à frente da concorrência.

Convém, portanto, analisar essa entre tantas profissões do futuro, seja para identificar novas oportunidades de negócio ou para investir em contratações valiosas para o aprimoramento do seu fluxo de trabalho.

4. Marketing

Marketing digital, marketing de conteúdo, marketing industrial… Todos os termos são recentes para o empreendedor e, portanto, ressaltam a amplitude da relevância que a atração e o bom relacionamento com clientes assumiu por meio da transformação digital.

Como anda esse tipo de estratégia aplicada na sua empresa? Tenha em mente que o marketing está entre as profissões do futuro e, justamente por isso, deveria ser um dos focos mais elementares no seu dia a dia.

5. Logística

A área de logística também tem despertado o interesse dos empreendedores. Tudo porque as soluções digitais permitiram um trabalho mais preciso, livre de imprevistos e capaz de otimizar, potencialmente, toda a cadeia produtiva das empresas.

Convém a compreensão de quais soluções — e especializações — os profissionais do setor necessitam para almejar um resultado mais primoroso na sua organização.

6. Desenvolvimento de estratégias por meio da inteligência artificial

Tipo de profissional que desenvolve e coloca em ação algumas ações específicas auxiliadas pela inteligência artificial. Afinal, trata-se de uma tecnologia muito abrangente, que pode ser usada no marketing, em vendas, no atendimento e, basicamente, em toda a cadeia produtiva da sua indústria ou comércio. Algo que, por consequência, automatiza os processos e agrega mais produtividade com economia — de tempo e de recursos.

7. Especialista em RH

Por fim, um setor que é bastante conhecido, do mercado, e que assumiu novas responsabilidades com a transformação digital. Não à toa, o especialista de RH está entre as profissões do futuro porque a tecnologia também permitiu a esse tipo de profissional mais tempo para focar, exclusivamente, na valorização e no desenvolvimento dos seus recursos humanos.

Assim, o setor deixa de ser tão rígido e burocrático, assumindo um lado mais estratégico e em constante evolução para oferecer novas oportunidades, continuamente, para o crescimento de toda a empresa.

É claro que nem todas as profissões do futuro podem ser, imediatamente, aplicáveis na sua empresa. No entanto, vale perceber o impacto e versatilidade de cada uma delas, podendo garantir — direta ou indiretamente — novos resultados para que a sua marca seja um diferencial no seu setor de atuação.

Quer ver, agora, um exemplo de como o seu setor permanece alinhado a essas profissões do futuro? Então, aproveite para dar uma conferida em outro artigo nosso com uma série de novidades para os setores da indústria no Brasil!

Pin It on Pinterest