10 motivos para investir em marketing digital para indústrias

10 motivos para investir em marketing digital para indústrias

marketing digital para indústrias tem crescido cada vez mais e muitas empresas tem procurado agências especializadas para entender melhor o nicho de mercado, analisando seus problemas, desafios e dificuldades, para traçar as melhores estratégias digitais, alinhado com o objetivo da empresa.

Se você possui uma indústria e não sabe quais os métodos tomar para aumentar as oportunidades de vendas, esse é o conteúdo certo para você!

Nele, vamos abordar 10 motivos muito interessantes para você não ter medo de investir em marketing digital para indústrias. Vamos lá?

1. Autoridade online

Para ter acesso a qualquer coisa hoje em dia, as pessoas procuram a internet por meio de buscas online, como o Google, por exemplo.

Se a sua indústria não está bem inserida nos meios digitais, já está na hora de pensar nas estratégias de marketing digital para indústrias. Não somente a nova geração de empresas, mas também outras que estão buscando entrar neste universo tão promissor.

Contudo, é o ambiente ideal para sua empresa estar sempre visível e criar autoridade com os serviços ou produtos oferecidos, podendo alcançar o público-alvo desejado. Mas, isso só é possível criando estratégias especializadas com o marketing digital para indústrias.

2. Estratégias certas que segmentam o seu público-alvo 

Poder segmentar de acordo com seu nicho de mercado parece algo distante, não é mesmo? Mas usando as estratégias certas, o marketing digital para indústrias pode ser muito assertivo e, tornar isso realidade para sua empresa.

[e-book] As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar grátis | Agência LABRA

Segmentar suas campanhas e direcionar ao público-alvo desejado é algo muito valioso e que gera muitas oportunidades qualificadas. Se você apontar para as pessoas certas, os retornos irão voltar com muito mais facilidade.

E é aí que entra a diferença entre utilizar o marketing digital ou o marketing tradicional, pois com o marketing digital você sabe para qual público está divulgando e permite tornar tudo mensurável, isso faz com que sua empresa acerte no nível de segmentação, tornando-as muito mais assertivas.

Com as estratégias digitais bem definidas, permitirá que sua empresa personalize ainda mais as ações e campanhas elaboradas. Como por exemplo, se você segmentar as ações para indústrias de jeans, você consegue criar campanhas e fazer anúncios que saciem as dores e problemas de determinada pessoa deste ramo.

A partir daí, seu público estará muito mais familiarizado com essas ações estratégicas de marketing digital para indústrias e, assim, os resultados poderão ser ainda melhores.

3. Mensure todos os seus resultados com facilidade

O marketing digital permite que você utilize diversas ferramentas de mensuração de dados, com elas é possível fazer uma análise do andamento das suas campanhas e dos resultados finais. Além disso, é possível acompanhar a jornada do cliente em seu site/campanha. Assim fica muito mais fácil garantir uma boa eficiência, não é mesmo?

Tudo isso é possível usando as ferramentas certas. Essas ferramentas oferecem diversos dados, como a quantidade de pessoas que visualizam seu site, quanto tempo permaneceu na página, o perfil completo dela, onde mora e também a posição em que seu site se encontra.

São vários os dados que essas plataformas oferecem, tornando tudo ainda mais completo para suas ações de marketing digital para indústria serem ainda mais assertivas.

Um exemplo para essas ações serem mais concretas, é que enquanto você faz um anúncio em uma rádio sobre algum produto ou serviço, por exemplo, é mais difícil identificar e mensurar o quão aproveitável foi o investimento neste anúncio.

Já com o marketing digital, você consegue saber facilmente como foi o resultado investido, se está dando retorno ou não. E com ferramentas como o Google Analytics, você tem todos os dados para analisar e mensurar os detalhes de cada processo.

4. O marketing digital para indústrias garante mais credibilidade

Com todas as ações alinhadas para um objetivo específico, sua empresa ganhará mais credibilidade e autoridade no mercado onde está inserido. Mas nada disso é possível se você não tiver um site institucional relevante, não é mesmo? Sem isso, não tem como você se destacar no meio online.

E é para isso que o marketing digital para indústrias funciona, não só para seu público-alvo, mas também outras pessoas perceberem sua empresa com outros olhos, passando a confiar completamente nela. Isso é credibilidade, é ter um canal de comunicação de qualidade para seus clientes.

5. Custo x benefício 

Muitos empresários podem estar pensando que o custo com o marketing digital é algo que necessita de um alto investimento, mas na verdade não. Por incrível que pareça, o preço para fazer o marketing tradicional acabou se tornando mais caro nos últimos anos, se tornando menos viável o investimento.

Utilizar o marketing digital na sua empresa é muito mais vantajoso e, de longe, mais barato, pode acreditar. Empresas de pequeno à médio porte, são as que mais percebem os resultados lucrativos vindo das ações digitais, pois os valores investidos são acessíveis e trazem resultados relevantes e imediatos para o negócio.

Até mesmo para empresas com verba reduzida para as campanhas, é possível utilizar outras ações como o SEO, com ele você consegue posicionar sua marca e construir sua presença online.

Para aproveitar o custo x benefício do marketing digital para indústrias, suas estratégias precisam ser  muito bem focadas e segmentadas. Com isso, você irá utilizar um investimento menor e atingir mais clientes qualificados.

Então, lembre-se sempre de pensar bem em sua estratégia antes de gastar a verba que você disponibilizou para determinada campanha.

É dessa forma que o marketing digital para indústrias se mostra uma ótima opção para pequenas, médias e também grandes empresas.

6. Atrair mais clientes e oportunidades para sua empresa

Reunindo boas estratégias de marketing digital, como citamos agora, é possível criar um caminho mais curto e eficiente para atrair mais clientes e oportunidades qualificadas para sua empresa.

Todo o planejamento deve ser acompanhado frequentemente para obter os melhores resultados sobre todas as ações que foram elaboradas, também para tomar ações corretivas e ajustar o que não saiu como planejado.

Muitas vezes é errando que se acerta. Não existe uma receita perfeita de como fazer esse processo dar certo, mas alinhando com os objetivos da empresa, esses resultados tendem a serem ainda mais positivos.

Mas o maior poder que envolve essas estratégias, sem dúvidas, é o relacionamento. Isso é o que vai ajudar a impulsionar sua empresa e transformar suas vendas.

7. Na frente dos seus concorrentes 

Investir em marketing digital para indústrias deixará sua empresa na frente do seus concorrentes num piscar de olhos. Sim, é isso mesmo, acredite. Você irá se posicionar muito mais rápido, tornando-se referência no que faz.

8. Direcionamento das ações de marketing 

Todo o direcionamento das ações de marketing estão voltadas no estudo do comportamento das pessoas, com base nisso, são feitas estratégias mais elaboradas e certeiras.

Muitas vezes, a empresa tem um produto ou serviço muito bom em suas mãos, mas não rende resultados. Sabe por quê? Simples, porque comumente esses produtos ou serviços não estão sendo direcionados nas estratégias de marketing digital para indústrias para público certo.

Marketing para indústrias | Direcionamento das ações de marketing  | Agência LABRA

E para fazer isso de maneira mais assertiva, é importante seguir alguns passos:

  • Focar no potencial consumidor;
  • Gerar conteúdos e informações relevantes de acordo com o comportamento do consumidor em foco;
  • Entregar resultados expressivos, que gere um relacionamento e cative seu consumidor.

Mas para que esse direcionamento seja eficiente, você pode fazer algumas perguntas para si mesmo sobre sua empresa, como:

  • Com que você quer se comunicar?
  • Qual o público que você deseja alcançar?
  • O que sua empresa soluciona para o público?
  • Qual é o público-alvo que possui esses problemas?
  • E, quais são as características que definem ele?

O principal motivo dessas perguntas são de criar um personagem, que chamamos no marketing de ‘persona‘, que se comunique e interaja com as estratégias elaboradas.

Fique atento sempre nas dores do seu público, quais são as afinidades, idade, qual o poder aquisitivo, onde ele mora, qual empresa trabalha, quais são seus hábitos, estilo de vida, gênero e tudo que possa induzir em suas decisões e comportamentos na hora de realizar a compra.

9. Personalizar as ofertas

A parte mais interessante do marketing digital, é poder criar campanhas e ofertas de maneira específica para cada público. É importante levar em consideração isso, pois dessa forma, cria-se uma relação de confiança com o cliente. Como isso acontece? Vamos explicar!

Como já citamos nos tópicos acima, a segmentação faz toda a diferença na hora de criar essas ofertas. Dessa forma, da para compreender melhor quais são os gostos e quais preferências de cada indivíduo.

Sendo assim, sua empresa pode criar e investir em campanhas de marketing mais assertivas, com mensagens personalizadas,  conforme o estágio de compra onde ela se encontra.

Dá também para deixar o seu funil de vendas totalmente organizado para otimizar o envio dos conteúdos, conforme cada etapa do estágio de compra, desde a fase de descoberta, até a fase de decisão de compra.

10. Aumenta o faturamento da sua indústria

No Brasil há um enorme crescimento das empresas que usufruem do marketing digital. É considerado um dos métodos mais eficazes no momento, que se adéqua a qualquer modelo de negócio, marca ou projetos.

Aqui na Agência Labra, por exemplo, não medimos esforços quando o assunto é, trazer resultados relevantes para nossos clientes, como é o caso de um de nosso clientes, que você pode conferir neste case de sucesso.

Para você ter ideia, as informações sobre a utilização das estratégias de marketing digital são muito significativas, veja:

Marketing digital para indústrias: Aumenta o faturamento da sua indústria | Agência LABRA

Esses dados só completam o quão importante é implementar estratégias de marketing digital na sua empresa.

Colocando em prática todas essas estratégias 

O primeiro passo ao iniciar com estratégias de marketing digital, é sempre ficar de olho nas oportunidades, saber analisar com cuidado, sem esquecer que os resultados vão aparecendo com aprimoramento ao longo de cada mês, pois não é algo que aparece do dia para a noite, o retorno aparece de maneira mais expressiva com o tempo.

Quanto mais utilizar o marketing digital na sua empresa, mais rápido será seu retorno e mais cedo vai estabelecer uma presença online.

Pretende iniciar uma estratégia de Marketing Digital para sua empresa e quer a garantia de não cometer nenhum erro que prejudique seu investimento? Então leia agora o nosso post sobre os erros de Marketing Digital em que a sua empresa não pode mais cair!

Utilize o marketing de conteúdo industrial para permitir e aumentar as vendas da sua indústria

Utilize o marketing de conteúdo industrial para permitir e aumentar as vendas da sua indústria

O marketing de conteúdo já se mostrou uma estratégia consolidada, e não uma simples tendência de mercado. Naturalmente, era hora de avaliar o seu impacto positivo em outras áreas e segmentos.

É o caso do uso do marketing digital para indústrias e, assim, aumentar as vendas do setor.

Só que a principal questão que dificulta a disseminação dessa técnica revolucionária é, justamente, a falta de informação. E é por isso que, ao longo deste post, vamos explorar o quanto o marketing de conteúdo pode contribuir com o desenvolvimento da sua marca em pouco tempo. Confira!

  1. O que é o marketing digital para indústrias?

Sua diferenciação com o marketing digital é simples: assim como as empresas em geral têm um público-alvo bem definido (dentro do contexto de um consumidor final), a sua indústria também tem, só que a diferença está no perfil do consumidor, já que você lida diariamente com outras empresas.

[E-book]  As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Agência LABRA

Ou seja: nada de despertar um sonho de consumo para que o seu público-alvo avalie os benefícios disso em suas vidas. O marketing de conteúdo focado nas indústrias deve apontar a outros empreendedores o quanto a sua solução pode gerar resultados promissores para os seus respectivos negócios.

  1. Como o marketing de conteúdo agrega à indústria?

Uma vez definida a distinção de audiência, convém a compreensão do valor do marketing digital. Afinal de contas, com o advento da internet, o consumidor modificou os seus hábitos, passando a usar os mecanismos de busca (como o Google) como sua principal fonte de informação.

Para as empresas, portanto, isso se resume em uma coisa: marketing de conteúdo. Pois é por meio da produção de conteúdos relevantes e alinhados às buscas do seu público-alvo que existe a conexão entre as marcas e o seu consumidor em potencial.

E quais são as vantagens em aplicar essa estratégia? Abaixo, algumas das principais delas:

  • Você atrai usuários on-line com verdadeiro potencial de se tornar um cliente de sua marca;
  • Sua presença digital é aperfeiçoada, cujo alcance se torna maior também à medida que mais pessoas encontram os seus conteúdos;
  • O mercado passa a enxergar você como uma autoridade, uma referência nesse assunto;
  • É possível aumentar as vendas quando todo o processo de compra do seu cliente em potencial é mapeado, dispondo de estratégias de marketing digital para indústrias em todas as etapas do processo;
  • O custo de aquisição — e de retenção — de um cliente se torna menor.

Com o tempo, você fortalece a sua relação com o consumidor, aprendendo constantemente o que ele busca, e como você pode alinhar (e antecipar) os seus produtos ou serviços à demanda dele.

  1. Como iniciar uma estratégia de marketing digital para indústrias?

O primeiro passo para investir em marketing de conteúdo consiste em diagnosticar, profundamente, o perfil do seu público-alvo (a criação da persona) e mapear a jornada de compra desse consumidor.

Assim, você aprende a elaborar a melhor estratégia de marketing de conteúdo com base nos desafios, objetivos e necessidades que o seu cliente ideal enfrenta até encontrar a sua empresa e as suas respectivas soluções.

Como iniciar uma estratégia de marketing digital para indústrias?

Em seguida, basta avaliar os principais canais de comunicação usados pelo seu consumidor para se informar. No marketing de conteúdo é possível fazer uso de diversas ferramentas, como:

  • Blog corporativo;
  • Site institucional;
  • Vídeos e webinars;
  • Podcasts;
  • E-books;
  • Infográficos;
  • E-mail marketing;
  • Redes sociais.

Lembre-se que você não precisa concentrar as suas ações em todos os meios acima citados, mas, principalmente, naqueles onde o seu público-alvo está concentrado.

Nessa época em que dizem que o mundo está vivendo a indústria 4.0, você pode gerar um diferencial competitivo ainda inexplorado — ou explorado sem tanto afinco — pela sua concorrência.

Consequentemente, é possível aumentar as vendas (e a sua base de clientes) e impulsionar a reputação da sua marca no mercado!

Até por isso, aproveite para conferir também a importância do marketing de conteúdo para todos os tipos de empresas! Isso pode ajudar você a identificar o real valor dessa estratégia para o seu negócio. Boa leitura!

Como criar um blog bem estruturado

Como criar um blog bem estruturado

É indiscutível saber da importância sobre como criar um blog, hoje em dia, e como alinhá-lo em suas ações de marketing de conteúdo. Afinal, todo conteúdo criado deve estar amplamente associado aos objetivos e necessidades do seu público.

Isso ajuda a ranquear as suas páginas entre os principais resultados de busca on-line. Mas, além disso, explora a eficácia de suas ações de marketing de conteúdo, permitindo um relacionamento muito mais consistente com o consumidor.

Por isso, confira conosco a importância de como criar um blog bem estruturado e quais aspectos ter em mente para personalizá-lo e focar, exclusivamente, em um marketing para indústrias muito bem direcionado à demanda do seu consumidor!

Por que saber como criar um blog bem estruturado?

Os seus canais de comunicação corporativos devem ser altamente funcionais. E isso serve também para as ferramentas de relacionamento, como é o caso das redes sociais e do blog.

Por que saber como criar um blog bem estruturado?

Isso porque eles são meios de informação, entretenimento e educação: uma tríade que se traduz em postagens relevantes, criativas e que respondam às principais dúvidas de sua audiência. Como dissemos, é um dos pilares do marketing de conteúdo.

E por mais que você terceirize os serviços de marketing digital em sua empresa, o conhecimento por si só já é valioso. Você deve estar à frente das questões que mais permeiam o imaginário do seu público e, assim, convertê-las em respostas objetivas e eficazes com base nos conteúdos planejados e produzidos.

O blog tem se convertido, para muitos, no cartão de visita das empresas. É o primeiro contato dos usuários e, por isso, um blog de sucesso gera tráfego para o seu site, atrai clientes e os fideliza com o tempo. E é aí que reside a importância em saber como criar um blog, falta compreender quais são os principais benefícios de sua implementação!

Quais os benefícios de um blog para empresas?

Abaixo, destacamos as vantagens que o seu negócio vai acumular ao aprender como criar um blog que vai estar profundamente alinhado às suas ações de marketing para indústrias:

  • o marketing de conteúdo ajuda a construir uma imagem de autoridade para a sua empresa. Assim, quanto mais respostas e soluções você agregar à demanda do seu público-alvo, mais eles vão procurar pelos seus conteúdos diante de uma nova dúvida;
  • saber como criar um blog foca também no engajamento. As pessoas se relacionam mais com a sua marca e passam a atuar, indiretamente, como meios de divulgação da sua marca;
  • o marketing de conteúdo também ajuda a ranquear as suas páginas nos principais mecanismos de busca da internet, como o Google. Assim, o público vai se deparar com a sua empresa presente nos primeiros resultados pesquisados, o que aumenta o tráfego para as suas páginas e, consequentemente, contribui com a valorização de todo o processo de vendas da empresa.

Ótimos valores que só têm a acrescentar à reputação da sua marca, não é mesmo? Que tal vermos, então, como criar um blog, na prática, promovendo o seu marketing para indústrias?

Quais são as principais etapas sobre como criar um blog?

Abaixo, nós preparamos uma listagem rápida, mas completa, para que você saiba por onde começar sua estratégia de marketing de conteúdo e sem pestanejar sobre como criar um blog:

  • todos que se perguntam como criar um blog devem iniciar nessa etapa, que consiste em registrar o domínio de sua página, existindo serviços diversos para isso;
  • a hospedagem é a etapa seguinte. Não economize nisso, pois o servidor é o responsável por gerar estabilidade à navegação dos usuários;
  • hora de configurar o servidor para que o seu blog esteja preparado para abrigar os artigos alinhados com a sua estratégia de marketing de conteúdo (adiante ainda daremos algumas dicas sobre o visual do seu blog corporativo);
  • saber como criar um blog também consiste em planejar o calendário de conteúdos, apontando os temas, a periodicidade de publicação e a otimização deles para ranquearem nos mecanismos de busca.

Em seguida, o seu marketing para indústrias vai seguir o planejamento — que, por sua vez, está profundamente alinhado à jornada de compra do seu público-alvo e ao funil de vendas.

Só que isso não é tudo, abaixo também vamos disponibilizar algumas inspirações visuais para que o design do seu blog tenha tudo a ver com a sua marca, facilitando a identificação dos seus clientes em potencial gradualmente.

O design é valioso

O aspecto estético é tão relevante quanto o conteúdo. Eles são complementares, afinal de contas, e devem resgatar a sua identidade visual para fixá-la, lenta e gradativamente, na mente dos seus clientes em potencial.

eBook As melhores estratégias de Inbound Marketing para aumentar as vendas na indústria

No entanto, outros detalhes devem ser considerados para ver como criar um blog estruturado traz altos retornos para o seu negócio, como:

  • Pense na cor de fundo da tela, devendo ser relaxante e de fácil visualização das palavras;
  • Atenção também ao uso de imagens — dica: por mais que use fotos de bancos gratuitos, atente-se ao uso de conteúdos visuais que façam o seu público gerar identificação com elas;
  • Cuidado com as cores em geral do blog, pois elas devem ser agradáveis e não podem cansar os olhos do leitor rapidamente;
  • Pense também em associar o design do blog com a sua identidade visual.

Ou seja: ainda que a relevância e frequência de conteúdo sejam fatores fundamentais, eles podem ganhar muito mais valor com um design bem planejado.

Foco também na usabilidade

Muito se diz, atualmente, a respeito da experiência do usuário. Nada mais justo, uma vez que uma navegação on-line dificultada espanta, em instantes, o seu leitor e cliente em potencial. Por isso, bastante foco na facilidade de acessar, transitar entre páginas e encontrar conteúdos.

Só que o cuidado com a usabilidade se estende também ao dispositivo que sua audiência acessa o seu blog por meio de suas ações de marketing de conteúdo: hoje em dia, os computadores deixaram de ser o principal meio de navegação on-line dos usuários.

Por isso, o blog e o site devem ser responsivos — adaptáveis para outras tecnologias, como os smartphones e tablets. Com isso, eles podem acessar quando quiserem, e de onde estiverem, sem que a sua experiência seja prejudicada.

O planejamento se estende ao conteúdo

Por fim, um dos grandes mantras do marketing digital: conteúdo. É ele quem vai atrair os usuários com “dores” que a sua empresa pode resolver por meio dos seus produtos ou serviços. Sem falar que essa produção é o diferencial que gera autoridade para o seu negócio, e aumenta o alcance de sua marca na internet.

Por isso, estabeleça objetivos e trace um perfil detalhado do seu público-alvo. Com isso, suas ações de marketing de conteúdo são altamente beneficiadas, bem como o seu relacionamento com os clientes.

E, agora que você já sabe a importância de como criar um blog bem estruturado, que tal ampliarmos o conhecimento no assunto? Para isso, descubra porque você deve escolher uma agência especializada para cuidar do seu marketing para indústrias!

10 redes sociais mais utilizadas no Brasil, conheça!

10 redes sociais mais utilizadas no Brasil, conheça!

Presentes na vida muitas pessoas ao redor do mundo, as redes sociais hoje, são um importante meio para comunicação, informação, relacionamentos e, claro, para o marketing digital.

Você tem noção que passamos uma média diária de quase quatro horas plugado nas redes sociais? O Brasil ficou em segundo no ranking de tempo gasto nesse tipo de entretenimento online, perdendo somente para Filipinas.

E que os brasileiros amam as redes sociais, isso ninguém mais duvida. No último ano, tivemos pelo menos 8 milhões de novos inscritos em redes sociais, segundo o relatório Digital in 2018 do site We Are Social, um aumento de 7% em relação ao período anterior.

No conteúdo de hoje vamos mostrar quais são as mídias sociais preferidas dos brasileiros. Confira!

Baixe nosso infográfico gratuitamente e descubra quanto tempo dura a vida útil de um post nas redes sociais

1. A primeira rede social, Facebook:

São mais de 2 bilhões de usuários — sendo que 130 milhões estão no Brasil —, o Facebook conquistou o posto de rede social mais popular do mundo em por volta de 2008 e começou a ser destaque no Brasil em 2012.

O Facebook é uma rede social versátil e abrangente, pois engloba muitas funcionalidades no mesmo lugar. Funciona tanto para gerar novos negócios, quanto para conhecer outras pessoas do mundo, relacionar-se com amigos e família, informar-se, entre outras funções.

É por isso que, para empresas que investem em Marketing Digital, é praticamente impossível não estar no Facebook.

A rede social estourou no mercado interno com a possibilidade de transição tanto para perfis pessoais quanto para empresariais, além de uma maior comodidade de interação para qualquer nicho apresentado, valorizando o conteúdo e performance independente do meio pela qual se conecta.

2. WhatsApp:

Já parou para pensar que mais da metade da população brasileira está presente no WhatsApp?

São 120 milhões de usuários no país. O WhatsApp é a rede social de mensagens instantâneas mais popular entre os brasileiros.

Já foi até apelidada de “Zap Zap” pelos brasileiros e, diferente do que muitos pensam hoje ela tem representatividade comercial também.

De acordo com a empresa, 55 bilhões de mensagens são enviadas por dia no aplicativo. O WhatsApp já tem 1 bilhão de usuários ativos por dia no mundo todo, comenta o site G1, da Globo.

O aplicativo esteve no centro de muitos debates nas eleições de 2018, já que é muito usado para compartilhamento de informações em conversas pessoais ou em grupos. Essa característica, aliás, faz com o “Whats” seja considerado uma rede social.

3. Youtube:

Quem nunca assistiu um vídeo qualquer no Youtube, seja para procurar uma receita, ou para ver algum clipe de música?

De acordo com o a imprensa do próprio YouTube, essa rede social que hoje já possui um alcance global com mais de 1,9 bilhão de usuários conectados ao YouTube acessam a plataforma todos os meses. Diariamente, as pessoas assistem mais de um bilhão de horas de vídeo e geram bilhões de visualizações.

Hoje, é a maior plataforma de vídeos do mundo é usada para acompanhar programas dos mais variados segmentos, escutar músicas, acompanhar os YouTubers e, claro, fazer marketing!

O site foi fundado em 2005 por Chad Hurley, Steve Chen e Jawed Karim. O sucesso meteórico fez com que a plataforma fosse adquirida pelo Google no ano seguinte, em 2006, por 1,65 bilhões de dólares.

Como o YouTube está cada vez mais consolidado pelo público, vale muito a pena pensar em investir nesta ferramenta.

4. Instagram:

Chegamos a rede social mais queridinha do momento, o Instagram. Essa rede já possui mais de 1 bilhão de usuários ativos por mês.

O Instagram foi uma das primeiras redes sociais exclusivas de acesso por meio do celular e, por mais que hoje seja possível visualizar publicações no desktop, seu formato continua sendo voltado para dispositivos móveis.

É uma rede social de compartilhamento de fotos e vídeos entre usuários, com a possibilidade de aplicação de filtros e outras edições.

Além disso, apresenta desde sua criação em 2012 várias alterações e melhorias foram elaboradas, como a proporção das fotos, formato das publicações em vídeos, os amados stories, filtros e, entre outros.

Falando em stories, o formato tem se tornado uma grande aposta de empresas, marcas e profissionais, como uso no marketing, já que é possível realizar vários posts por ali,  com diversas interações como: perguntas, enquetes, vídeos em sequência e o uso de GIFS.

O uso do Instagram está cada vez mais frequente, por ser algo mais “íntimo”, para mostrar os conteúdos em forma visual, de bastidores e, humanizar a marca.

5. Linkedin:

Uma rede social focada no seu profissional. Isso é o Linkedin. Com  mais de 500 milhões de usuários pelo mundo, sendo  45 milhões brasileiros, a plataforma possibilita contatos profissionais — ou seja, em vez de amigos, temos conexões, e em vez de páginas, temos companhias.

Outro grande diferencial são as comunidades, que reúnem interessados em algum tema, profissão ou mercado específicos.

E diferente dos que muitos acham, faz todo sentido posicionar sua marca por lá, principalmente quando falamos em marcas B2B, focadas em um aspecto mais business.

O LinkedIn possui um grande diferencial  e potencial estratégico no posicionamento de empresas nas redes sociais, no networking entre profissionais de diversas áreas e, no employer branding, atraindo mais potenciais colaboradores para a empresa.

6. Twitter:

O Twitter foi criado em 2006 mas, atingiu seu auge em 2009 e, de lá para cá, está em declínio, mas isso não quer dizer que não temos público nesta rede social. Atualmente, são 500 milhões de usuários ativos em todo o mundo.

A rede social fez, e ainda faz barulho por conta do seu uso por políticos, que divulgam informações em primeira mão por ali.

Para quem gosta de ficar antenado nas notícias e quem saber tudo com antecedência, o Twitter é a rede social mais indicada. Além disso, o Twitter pode ser fonte de Leads e vendas para o seu negócio.

O Twitter ainda pode ser valioso para ações de marketing digital e, quando bem usado, pode ser um canal extra de aquisição e branding para sua marca.

7. Facebook Messenger:

O Messenger é a ferramenta de mensagens instantâneas do Facebook. Foi incorporada ao Facebook em 2011 e separada da plataforma em 2016.

Atingiu o número de 1,3 bilhão de usuários mensais, comparando-se ao WhatsApp, o aplicativo só deslanchou quando o Facebook mobile passou a exigir o download do Messenger para usar o chat.

Para empresas, o Messenger possui alguns recursos interessantes, como bots e respostas inteligentes, além da integração como canal de comunicação para marcas.

8. Pinterest:

Com mais de 200 milhões de usuários no mundo todo, o Pinterest vem crescendo no Brasil.  É a rede social de fotos que traz o conceito de “mural de referências”.

Os temas mais populares são: moda, maquiagem, casamento, gastronomia, arquitetura, faça você mesmo, gadgets, viagem e design. Seu público é majoritariamente feminino em todo o mundo.

Entretanto, apenas 8,5% das empresas do país estão ativas por lá. Utilizar os benefícios dessa rede social pode se tornar um grande diferencial para sua empresa, especialmente para aquelas que tem um negócio voltado para o visual, como moda ou arquitetura.

Em sua empresa, você não precisa criar pastas somente com conteúdo próprio. Selecione imagens que tenham a alma da sua marca, ajudem na construção dela e possam ser uma porta de entrada para o usuário chegar até você. Que tal dar uma chance a essa rede social?

9. Google +

A rede social do Google acabou não se popularizando como o planejado.  O Google vincula contas do Gmail no momento e faz algumas exigências que demandam o uso do Google+. Porém, 90% das pessoas nunca chegou a utilizar essa ferramenta, nem com apenas um post.

Alguns segmentos são mais populares dentro do Google Plus+. A dica é procurar uma comunidade do seu interesse que esteja ativa, e a partir daí, montar o seu círculo de amizade focado nos usuários participantes.

10. Snapchat:

O Snapchat é um aplicativo de compartilhamento de fotos, vídeos e texto para mobile. Traz como proposta  conteúdos instantâneos conhecidos como snaps, que desaparecem algumas horas após a publicação.

Apesar de contar hoje com 200 milhões de usuários em todo o mundo e ter sido uma das redes  sociais de maior destaque dos últimos tempos, o Snapchat vem perdendo sua popularidade para o Instagram Stories. O que não era de se esperar, não é mesmo?

O Snap não é uma rede nichada, tem um público bem específico, formado por jovens bem conectados. Por isso, analise o perfil do seu público-alvo e o comportamento dele, pois pode ser que o Snapchat seja uma ótima alternativa para sua estratégia de marketing. Vai depender muito do que você faz e o que você buscar dentro da sua empresa.

Gostou deste conteúdo? então não deixe de conferir nosso infográfico sobre a durabilidade das postagens nas mídias sociais

Baixe nosso e-book exclusivo de Marketing Digital para Pequenas e Médias Empresas

Marketing digital para indústrias: o verdadeiro valor do conteúdo para empresas industriais

Marketing digital para indústrias: o verdadeiro valor do conteúdo para empresas industriais

O marketing digital para indústrias conserva algumas características distintas quando associado às técnicas convencionais de marketing.

Isso porque, em vez de um amplo consumidor final, o marketing industrial permite que a sua empresa dialogue especificamente com outras organizações. Logo, mudam a abordagem, as estratégias e o apelo argumentativo para converter uma oportunidade em vendas.

Mas, na prática, como isso acontece? Para que você se aproxime das principais tendências e identifique o real valor das campanhas de marketing de conteúdo, neste post vamos explorar em detalhes os motivos pelos quais você deveria investir em marketing digital para indústrias. Boa leitura!

eBook As melhores estratégias de Inbound Marketing para aumentar as vendas na indústria

Quais são os princípios do marketing de conteúdo?

Diferentemente do marketing tradicional, o marketing digital para indústrias visa alcançar um número menor de pessoas, mas mais qualificadas. Por que investir em mídias caras, como anúncios na TV para milhões de espectadores, se poucas milhares de pessoas vão se interessar pelos seus produtos ou serviços?

Além disso, as ações digitais visam estruturar uma estratégia orgânica, em que o consumidor seja atraído até o seu negócio, e não o contrário. Assim, você produz conteúdos relevantes, que gerem naturalmente o relacionamento com os clientes em potencial.

Para isso, no entanto, o marketing de conteúdo segue alguns preceitos básicos para que suas ações gerem real valor ao seu consumidor. São eles:

  • necessidade inicial de identificar o perfil do seu público-alvo, entendendo as suas necessidades, objetivos, desafios e as conveniências que os seus produtos ou serviços têm a oferecer;
  • alinhamento dos pilares institucionais da empresa com a sua identidade visual, abordagem e tom de voz da sua comunicação. Isso facilita a aproximação e a familiarização da audiência com a sua marca;
  • mapear toda a jornada de compra do consumidor, facilitando a construção de estratégias personalizadas e que acompanhem o usuário em todas as etapas desse processo;
  • mantenha a frequência e relevância nos conteúdos produzidos. Não empurre soluções para o cliente, deixe que a tomada de decisão parta dele mesmo;
  • diversifique os canais de comunicação, indo do site ao blog e redes sociais aos vídeos, e-books e infográficos, entre outros.

Quais são os princípios do marketing de conteúdo?

Não à toa, o marketing de conteúdo é também conhecido como o marketing de atração. O que nos leva, agora, a mostrar o quanto o marketing digital para indústrias tem tudo para impulsionar a sua marca no seu nicho de atuação.

Por que usar o marketing digital para indústrias?

No geral, o marketing industrial carrega em sua essência, as mesmas vantagens do que o marketing para qualquer outro setor de atuação, como:

  • custo acessível, com elevado retorno do seu investimento, tendo em vista que as campanhas podem ser ajustadas em tempo real, potencializando os resultados;
  • a precisão de suas ações estratégicas também deve ser mencionada. Como havíamos mencionado, ao conhecer o perfil do seu consumidor, você personaliza o conteúdo e atende, especificamente, à demanda do seu público;
  • presença digital, que é o fundamento básico do marketing digital para indústrias. Assim, o consumidor — que, com certeza, usa a internet no dia a dia — pode se deparar com a sua empresa pelos meios de comunicação mais usados, atualmente;
  • mensurável. Isso significa que o marketing industrial pode ser monitorado continuamente. Você sabe o que foi investido, o seu retorno e a performance de cada campanha, gerando insights valiosos para as futuras campanhas.

Portanto, ao usar o marketing digital para indústrias você está, primeiramente, atendendo a uma demanda irrefreável do mercado. O importante, então, é antecipar as ações mais relevantes para diferenciar-se da sua concorrência.

Como o marketing de conteúdo impacta o consumidor?

Muitas vezes, um cliente em potencial que visita o seu site ou blog não está pronto, ainda, para adquirir os seus serviços ou produtos. É aí que o marketing de conteúdo se mostra diferenciado.

Sem “empurrar” soluções à sua audiência, você disponibiliza conteúdos que respondam às principais dúvidas dela, e relacionadas ao que a sua empresa pode fazer para suprir esse problema em potencial.

Com o tempo, novas ações são dispostas para você coletar informações desse usuário especificamente. Assim, o setor de vendas assume a dianteira com base em todos os dados compilados pelas ações de marketing digital para indústrias.

Deu para entender o impacto disso? O vendedor aborda esse cliente com o máximo de informações para tracejar a melhor proposta, já minimizando as resistências do cliente e com uma ação personalizada, gerando uma experiência de compra exclusiva e memorável.

Assim, além do aumento de vendas, o marketing de conteúdo é um importante instrumento de fidelização de clientes.

Por onde começar o uso do marketing digital para indústrias?

Iniciar a sua estratégia de marketing de conteúdo contempla o profundo conhecimento no seu consumidor. A partir daí, você se inteira a respeito de todos os desafios que compreendem o seu ramo de atuação, e as dificuldades do consumidor em resolver os seus problemas.

Em seguida, você deve identificar as melhores tecnologias e estratégias para aproximar-se desse perfil com elevado potencial de compra, e manter a produção de conteúdo do marketing industrial a todo vapor.

Marketing para indústria: Por onde começar o uso do marketing digital para indústrias? | Agência LABRA

Com o tempo, suas ações rendem resultados, com um relacionamento mais próximo e frutífero com a sua audiência. Lembrando que, diferentemente do marketing par ao consumidor final, o marketing industrial está conversando com pessoas que não precisam alimentar os desejos de consumo, mas avaliar a eficácia das suas soluções.

Até por isso, o marketing digital para indústrias é bastante composto por números, gráficos, depoimentos de clientes e performances identificáveis para o crescimento da empresa desse consumidor em potencial.

Por isso, é fundamental que o seu marketing de conteúdo se apresente como referência e autoridade no assunto. Afinal de contas, você está abordando pessoas que também são especialistas no tema em questão.

Ou seja: a hora de investir em marketing digital para indústrias é agora. Vivemos o período da indústria 4.0, em que as soluções digitais e os seus desdobramentos guiaram o setor para uma nova revolução. E, aí, perguntamos: onde a sua empresa se encontra nessa época de transformações?

Para responder a essa questão, e identificar algumas soluções relevantes para iniciar a sua estratégia de marketing industrial, confira também nosso artigo que aponta algumas das principais tendências de marketing digital para 2019!

E se quer conhecer um pouco mais desse universo digital para indústrias, entre em contato com a gente!

A importância do Marketing de Conteúdo para todos os tipos de empresa

A importância do Marketing de Conteúdo para todos os tipos de empresa

O marketing de conteúdo tem sido amplamente divulgado como uma estratégia fundamental no desenvolvimento de empresas. A questão é: ele é realmente tão relevante assim?

Nós acreditamos, definitivamente, que sim! A importância do marketing de conteúdo é de se destacar, compondo o planejamento de sua empresa com mais precisão em sua busca por novos clientes, no relacionamento com eles e na propagação de sua marca.

E, para provarmos que o marketing de conteúdo não é uma aposta, mas sim um investimento, nós vamos mostrar para você, neste post, porque ele é importante para sua empresa — e como evitar erros na condução de sua estratégia. Confira!

O que é e qual é a importância do marketing de conteúdo?

Em resumo, o marketing de conteúdo é um planejamento estratégico que compreende a produção de um conteúdo relevante e direcionado a uma audiência qualificada — o seu público-alvo. Além disso, também é composto pelas etapas de distribuição desse conteúdo e de amplificação do alcance dos materiais elaborados.

Dessa maneira, esses conteúdos se convertem em mais visitas às suas páginas e, consequentemente, mais possibilidades de vendas. Isso porque o seu cliente em potencial vai reconhecer você, ao longo do tempo, como uma referência em seu campo de atuação.

Isso significa que, diante de uma eventual necessidade pelos seus produtos ou serviços, a sua marca estará na superfície de suas lembranças.

Sem falar que a importância do marketing de conteúdo também se dá pela possibilidade de conhecer melhor o seu consumidor, facilitando a elaboração de estratégias personalizadas e mais eficientes para impactá-los. Uma dica é você procurar uma agência de marketing digital para facilitar seus resultados.

Vale apontar que o marketing de conteúdo também é relevante por outras razões, como:

  • ajuda a gerar ou promover mais reconhecimento à sua marca;
  • incentivar mais lealdade do consumidor à sua empresa;
  • atrai e possibilita a interação com leads qualificados;
  • educa, informa e entretém os seus clientes em potencial;
  • cria um relacionamento e engaja os clientes;
  • torna o investimento em marketing mais acessível.

Ou seja: é uma ação que envolve diversos canais digitais — como o seu site, blog e redes sociais — e tem um grande impacto positivo no desenvolvimento de sua marca. Sem falar que é uma estratégia conveniente a empresas de todos os ramos de atuação e porte.

Vamos ver, então, como você pode usufruir do marketing de conteúdo em sua empresa?

Como começar uma estratégia de marketing de conteúdo?

Agora que já entendemos um pouco mais a respeito dos diferenciais do marketing de conteúdo, vamos colocar em ação alguns dos conhecimentos adquiridos?

Para isso, tenha em mente que os primeiros passos, para o planejamento de sua estratégia de atração de clientes, consistem em:

  • identificar o perfil do seu público-alvo, compreendendo as suas dores, desafios, objetivos e necessidades;
  • costurar os seus produtos e serviços a essa demanda gerada pelo seu consumidor e clientes em potencial (que, no marketing digital, são conhecidos como personas).

Com tais informações devidamente mapeadas, é hora de fazer o uso combinado de tecnologia e boas práticas para que suas campanhas de marketing de conteúdo permaneçam alcançando resultados cada vez melhores, como:

Tenha em mente quais são os seus objetivos

Você pode, a princípio, querer aumentar a sua base de e-mails cadastrados ou aumentar as vendas. Independentemente do objetivo, saiba onde você deseja chegar com eles.

O motivo para isso é facilmente explicado: suas metas definem as métricas a serem acompanhadas e, também, as principais ações que vão orientar o seu cliente em potencial ao longo de toda a sua jornada de compra.

Planeje o DNA da sua marca

Seja pelas redes sociais, na abordagem via telefone dos vendedores, na linguagem adotada nos posts do seu blog ou mesmo em contatos presenciais, é importante que toda a sua equipe tenha um discurso padronizado.

Sabe por quê? Isso facilita a absorção de uma linguagem única, gerando a personalidade de sua empresa, mas também aproxima-se do público-alvo por meio da identificação.

Afinal de contas, sua empresa carrega essências similares à de sua audiência. Assim, com o tempo o público vai reconhecer rapidamente alguma ação de sua autoria, o que contribui para a construção de uma imagem de referência e autoridade no assunto.

Avalie os canais a serem utilizados

No marketing de conteúdo, você pode diversificar a produção entre diversos canais e meios de comunicação. Só que nem todos podem fazer a diferença para os seus objetivos.

Por exemplo: dentro do seu nicho, as redes sociais mais utilizadas pelo consumidor são o Facebook, o Instagram e o YouTube. Com isso, o Twitter talvez não seja a ferramenta ideal para as suas primeiras campanhas.

Isso não exclui a sua utilização, é claro, mas ajuda a orientar a sua equipe a focar em ações onde o seu público-alvo mais esteja concentrado para obter resultados melhores.

Monitore os resultados

Por fim, não se esqueça de ter devidamente monitoradas as métricas relacionadas aos seus objetivos. Assim, eventuais ajustes são realizados em tempo hábil, valorizando ainda mais o seu investimento.

eBook As melhores estratégias de Inbound Marketing para aumentar as vendas na indústria

Esse gerenciamento deve ser contínuo, para que as metas alcancem com facilidade as projeções estipuladas. Além, é claro, de agregar resultados confiáveis com rapidez.

Quais são os erros a serem evitados ao usar o marketing de conteúdo?

Como já vimos a importância do marketing de conteúdo, achamos que pode ser tão relevante quanto explorar os seus diferenciais.

No entanto, faremos isso apontando os erros que muitos empreendedores cometem, prejudicando o alcance de resultados ainda melhores. Entre eles, destacamos os seguintes:

  • desatenção à persona de sua empresa, o que torna a produção de conteúdo menos relevante. Conhecer sua persona é fundamental, portanto;
  • falta de planejamento de um calendário editorial, pois a constância na produção de conteúdo é o que realmente ajuda a fisgar o interesse e atenção do seu público;
  • pouco planejamento no monitoramento de palavras-chave, o que condiz com o primeiro erro que apontamos neste tópico. O SEO é uma das principais sacadas para que você entenda o seu público e crie um conteúdo relevante e do interesse do seu consumidor em potencial;
  • superficialidade nos conteúdos é um erro grave. Pense que a sua produção deve ser consistente, mas resolver dúvidas e problemas do seu público. Do contrário, por que eles procurariam as suas postagens?
  • foco em um canal e formato de conteúdos, engessando o seu planejamento. O ideal é entender quais são os tipos de conteúdo que a sua persona consome, para focar em diversidade e amplitude na distribuição de informações relevantes.

E aí, o que achou da importância do marketing de conteúdo? Ficou com alguma dúvida sobre como essa estratégia pode se moldar aos seus objetivos e necessidades? Então, confira também nosso artigo que explora, detalhadamente, as maiores dificuldades em implementar o marketing de conteúdo nas indústrias!

Pin It on Pinterest