4 dicas para medir melhor suas ações de marketing digital

4 dicas para medir melhor suas ações de marketing digital

Empresas que se interessam pelo crescimento promovido por meio das ações de marketing digital, podem se frustrar quando os primeiros resultados são negativos.

Mas, afinal de contas, você sabe o que não rendeu o esperado, no seu plano de ação, e quais métricas apresentaram um retorno relevante?

Ou seja: muita gente não desenvolve um planejamento focado nas suas características e necessidades e, por conta disso, não obtém o crescimento esperado. É por isso que, ao longo deste post, vamos apresentar 4 dicas que podem contribuir com uma resposta qualitativa de suas ações de marketing digital.

Boa leitura!

[e-book] As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar grátis | Agência Labra

1. Defina as metas esperadas com as ações de marketing digital

Não basta planejar diversas ações de marketing digital sem, antes, saber quais são as suas metas. Afinal de contas, a quantidade de tráfego gerada em um só minuto, na internet, é imensa!

É fundamental, portanto, saber por onde começar definindo as suas metas. Dessa maneira, a filtragem de dados vai ocorrer com facilidade a partir do uso de técnicas e tecnologias focadas exclusivamente nos seus objetivos.

Quer uma dica para saber quais ações de marketing digital você vai empreender? Então, faça uma rápida desenhada no método SMART. Uma ideia que pode ser estabelecida assim:

  • Specific (ou especificidade), que é a definição do seu objetivo principal;
  • Mensurable (ou mensurável), que é a possibilidade de monitorar o desempenho da sua campanha;
  • Attainable (ou atingível), que se traduz na avaliação de plausibilidade do seu objetivo;
  • Relevant (ou relevância), que é a reflexão sobre a relevância do objetivo para o seu negócio;
  • Time-related (ou tempo), que é o prazo para alcançar essa meta estabelecida.

Assim, fica muito mais preciso o estabelecimento de metas e, posteriormente, saber quais ações de marketing digital empreender.

2. Avalie as melhores métricas e KPIs

Ao usarmos o termo “melhor”, estamos nos referindo às métricas relacionadas aos objetivos citados no tópico acima. Porque não existe métrica ruim, mas inadequada para monitorar o avanço das suas ações de marketing digital, apenas.

Esqueça, por exemplo, as métricas de vaidade — as curtidas em postagens, por exemplo. É importante compreender quais dados devem ser captados para que as suas campanhas quantifiquem essas informações para a constante avaliação em tempo ágil e com precisão.

Algumas métricas que as empresas têm usado, de maneira mais ampla, para avaliar o sucesso de suas estratégias de marketing!

Custo por lead

Ele significa o valor médio que a sua empresa investe para obter um novo lead. Ao acompanhá-la, você entende como quantificar o retorno obtido e como diminuir os gastos a fim de baratear o investimento para atrair novos clientes.

Para saber como anda o seu custo por lead, faça a seguinte fórmula: investimento / quantidade de leads.

Taxa de rejeição

Outra métrica importante, para medir as suas ações de marketing digital, e que tem a ver com a relevância dos seus conteúdos de inbound marketing.

Para isso, basta conferir atentamente o tempo investido em suas páginas, por um usuário, bem como o engajamento dele com os seus artigos e postagens.

Especialistas apontam que a média aceitável gira em torno de 30 a 45%. Vale, portanto, ficar de olho nessa métrica para mensurar o impacto das suas ações de marketing digital.

ROI

O retorno sobre investimento é calculado da seguinte maneira: [(receita – custo) / custo] x 100.

A importância disso: você entende o quanto o seu investimento tem agregado em resultados. Do contrário, como saber se você está investindo ou, apenas, desperdiçando boa parte do seu orçamento?

3. Use as ferramentas certas

Com base nos seus objetivos e métricas, entenda que existem ferramentas mais relevantes para cada um deles. E, no geral, as empresas têm investido assertivamente no Google Analytics, uma das principais ferramentas, e também os Analytics das redes sociais onde você mais concentra as suas ações de marketing digital.

4. Conte com o auxílio de empresas especializadas

Por fim, pode ser uma excelente oportunidade para você aprender como obter retornos mais rápidos a partir da terceirização das ações de marketing digital na sua empresa.

Com o auxílio de uma empresa especializada no seu mercado de atuação, é possível adquirir, em curto prazo, uma equipe qualificada com a expertise precisa a respeito do seu setor. Sem falar na infraestrutura para colocar em ação as suas campanhas com todo o aparato tecnológico necessário para isso.

Dessa maneira seus investimentos podem ser mais precisos ainda, bem como os resultados surgem de maneira mais orgânica e prática. Diferentemente, por exemplo, de começar um planejamento do zero para internalizar todo o processo.

E, agora que você já tem algumas boas ideias para mensurar as suas ações de marketing digital, que tal ir além e conhecer algumas boas estratégias de marketing integrado.

Marketing de conteúdo para indústria: um diferencial na suas vendas

Marketing de conteúdo para indústria: um diferencial na suas vendas

O marketing de conteúdo para a indústria tem as suas peculiaridades — especialmente, quando comparada com o comércio — porque tende a dialogar com um perfil diferente: diretamente com o empreendedor.

Em inglês, o termo é conhecido como B2B — business to business —, que se refere às ações estratégicas planejadas não para o consumidor final, mas para outras organizações.

Isso significa que as estratégias de marketing de conteúdo não são similares às utilizadas por empresas que entregam um produto ou serviço ao consumidor. E, neste post, vamos avaliar a importância em saber essa diferenciação, bem como as melhores ações para impactar o seu público. Boa leitura!

O que é o marketing de conteúdo para indústrias?

Em resumo, é o planejamento de ações digitais que focam nas necessidades de outros empreendedores para atraí-los, negociar as melhores condições e gerar uma experiência impactante, capaz de retê-lo como um fiel cliente.

É um objetivo muito próximo ao que traçam as empresas que lidam com o consumidor final (conhecido também como business to client — ou B2C). A diferença está na maneira de abordar, despertar interesse e mantê-lo atento às suas novidades.

O que é o marketing de conteúdo para indústrias?

E é aí que o marketing de conteúdo para indústria mais se diferencia do B2C. Pois, diferentemente da tradicional abordagem comercial, o perfil do empreendedor industrial é diferente. Se você comercializa um maquinário com ele, por exemplo, ele não está pensando só no preço praticado, mas na produtividade que ele pode agregar ao seu fluxo de trabalho.

Além disso, esse perfil, em geral, é composto por pessoas que conhecem o mercado onde estão situados. Eles, normalmente, são os especialistas e geram autoridade. Quando falamos em B2C, por exemplo, queremos transformar as marcas em autoridades.

E isso influencia demais na maneira de interagir e se relacionar com o perfil do industrial.

Quais são os benefícios do marketing de conteúdo para indústrias?

Em comum com o marketing de conteúdo para startups ou pequenas e médias empresas, a sua variação para a indústria tem como objetivos:

  • Atrair novos consumidores;
  • Reter os clientes atuais;
  • Compreender as “dores” do consumidor para solucioná-las;
  • Gerar mais presença digital;
  • Consolidar-se no seu ramo de atuação como uma das principais referências.

Quais são os benefícios do marketing de conteúdo para indústrias?

Claro que, como consequência, o planejamento bem feito se traduz em mais lucratividade para as empresas. Só que, como a elaboração de conteúdo é mais pautada na verificação de resultados para o empreendedor da indústria, é importante avaliar benefícios específicos desse tipo de ação, como:

​​​​​​​Autoridade

O seu cliente, em geral, tende a ser muito bem informado, pois a sua tomada de decisão influencia diretamente nos resultados da sua indústria.

Por isso, o marketing de conteúdo para indústrias também serve para mostrar que a sua empresa compreende, exclusivamente, a realidade daquele cliente em particular. Ele é uma autoridade, sim, mas você está consolidando a sua marca como uma referência na solução que esse cliente em potencial mais precisa.

Mas, como não basta apenas se portar como uma autoridade, é importante considerar que os seus conteúdos devem vir acompanhados de boa dose factual de resultados.

De que maneira? A partir de resultados, cases de sucessos, depoimentos de clientes… Tudo aquilo que comprove o que o seu público-alvo já ouviu falar em outros lugares, mas não se convenceu disso.

​​​​​​​Conversão de vendas

Em uma sociedade tão digital quanto a nossa, a conversão de vendas está entre os principais objetivos de quem usa o marketing digital. Ao explorar as suas ferramentas para o meio industrial, a ideia é fazer com que mais usuários anônimos interajam com os seus conteúdos.

Mais que isso: a partir do funil de vendas deles, torná-los clientes de sua empresa. Uma vez que a maioria das pessoas faz pesquisas on-line, em busca de soluções para os seus problemas, apresentar-se como uma empresa disponível e interessada em resolvê-los é um diferencial.

Com uma boa estratégia de conteúdo, portanto, você fortalece duas áreas que, até então, eram pouco integradas: marketing e vendas. Com o marketing industrial e qualquer uma de suas ações do marketing digital, ambas passam a caminhar lado a lado, na mesma direção e ao mesmo tempo.

Sabe por quê? Com o funil de vendas definido, tanto o setor de marketing quanto os vendedores vão saber identificar a etapa em que o prospecto se encontra da sua jornada de compra.

De nada vai adiantar, portanto, um vendedor abordar e insistir na venda com um usuário apenas interessado em saber mais a respeito do seu problema.

Confira, então, as etapas da jornada de compra e veja como a integração entre marketing e vendas ocorre por meio dela:

  • Topo do funil, é o momento em que a descoberta ocorre. O usuário dá nome ao seu problema;
  • Meio do funil, quando as dicas são mais aprofundadas na questão problematizada na etapa anterior;
  • Fundo do funil, que consiste em compreender, por fim, quais são as soluções para resolver o problema.

Entenda, então, que o trabalho do marketing é definido no afunilamento de opções para que o seu consumidor em potencial tome a melhor decisão de acordo com as suas necessidades e objetivos.

E, para o setor de vendas, isso se converte em informações de qualidade para uma abordagem especializada, personalizada e objetiva. E, assim, sua conversão de vendas aumenta com o marketing de conteúdo.

Alinhamento de informações

Ainda em complemento ao tópico anterior, o marketing de conteúdo para indústria cria um discurso uniforme para toda a empresa. O consumidor vai saber, exatamente, com quem ele está interagindo, independentemente de ser o setor de marketing, o vendedor ou o gerente da organização.

Possibilidade de monitoramento

Um dos grandes trunfos do marketing de conteúdo para indústrias (e também para o mercado B2C) é a facilidade com a qual se monitora as performances de suas estratégias.

Não à toa, eventuais imprevistos são rapidamente solucionados, o que aumenta o ROI de marketing e, consequentemente, aumenta a sua lucratividade.

​​​​​​​Como criar uma estratégia de marketing industrial?

Vamos, agora, à questão prática do marketing de conteúdo para indústrias: como fazê-lo? E, para responder à pergunta, selecionamos uma série de etapas que devem ser consideradas antes de produzir conteúdos aleatoriamente em publicá-los on-line. São elas:

  • Identifique o seu público-alvo;
  • Descubra quais são os seus objetivos, frustrações, desafios e necessidades. Em seguida, avalie o quanto os seus produtos ou serviços se relacionam como uma solução para essas características;
  • Explore as ferramentas do marketing de conteúdo — como o blog, as redes sociais que o seu público mais utiliza, o e-mail marketing e as landing pages, entre outras — para apresentar as soluções aos respectivos problemas de sua audiência, com base nos termos mais pesquisados por eles na internet (as palavras-chave que vão direcionar para as suas páginas);
  • Invista também em mídia paga para ampliar o alcance de suas estratégias digitais;
  • Integre os setores de marketing e de vendas. Crucial estratégia que vai ajudar a qualificar ainda mais os vendedores ao abordarem os empreendedores industriais;
  • Mensure todos os resultados de cada campanha. Isso ajuda a otimizar as ações em tempo real e, ainda, faz com que você evite as ações que renderam poucos resultados.

Vale destacar que os resultados desse tipo de estratégia podem ser potencializados por meio da contratação de agências especializadas em marketing de conteúdo para indústria. Assim, toda a expertise, construção de estratégias e conhecimento do mercado são aplicados em curto prazo à sua demanda por resultados.

Como resolver o conflito entre marketing e vendas

Vale reforçar, aqui, a importância em integrar toda a empresa por meio das estratégias de conteúdo. Isso inclui marketing e vendas, que são tradicionalmente áreas complementares, mas díspares.

Vimos, entretanto, que o marketing de conteúdo para indústria é uma ação que une todos os departamentos. Todos na mesma direção, em prol dos mesmos objetivos previamente alinhados. E isso tende a reduzir, por si só, o conflito entre os setores.

Como resolver o conflito entre marketing e vendas?

Isso agrega às vendas mais visão estratégica, ao passo que o feedback do setor municia o setor de marketing com novas perspectivas para abordar, relacionar-se e aproximar-se do consumidor.

A contínua troca de informações, portanto, é definitivamente a melhor solução para findar esse conflito. Reúnam-se, exponham as barreiras entre as áreas e construam, juntos, uma estratégia de conteúdo que aproxime os setores e, principalmente, solucione as demandas do seu público-alvo.

Com o tempo, é fácil perceber que isso é uma solução completa, já que os resultados beneficiam a todos os envolvidos.

​​​​​​​Como explorar os benefícios do marketing de conteúdo para indústria?

Ao longo desate post, nós apresentamos o conceito de marketing de conteúdo para indústrias (B2B) e o quanto ele se diferencia das tradicionais ações para B2C.

Além disso, destacamos quais são os benefícios em investir nesse tipo de ação estratégica e também as principais ações para colocar em prática as suas ideias empreendedoras.

Agora, para complementarmos tudo o que vimos ao longo deste post, que tal conferir também nossas dicas e recomendações sobre a importância das estratégias de SEO na indústria? Assim, caso você já esteja rabiscando ideias para impactar o seu público-alvo, não vão faltar métodos, técnicas e ferramentas para colocar o seu plano em ação e gerar ótimos resultados para o seu negócio!

[e-book] As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar grátis | Agência Labra

Inbound Marketing x Outbound Marketing: diferenças à parte, junte as forças para otimizar as vendas

Inbound Marketing x Outbound Marketing: diferenças à parte, junte as forças para otimizar as vendas

Enquanto você visa promover ações estratégicas para otimizar as vendas, surgem questões diversas sobre os melhores caminhos a serem trilhados. E, para atrair um público qualificado que tenha real interesse em suas soluções, muitas perguntas se acumulam a respeito da melhor estratégia para isso, entre Inbound Marketing e Outbound Marketing.

Sabe qual é a verdade nisso tudo? Você não precisa optar por um ou o outro e, sim, aprender como unir as diferenças de cada um e usá-las de maneira combinada e eficiente — como veremos neste post. Confira!

[e-book] As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar grátis | Agência Labra

O que é inbound marketing?

Essa estratégia digital surgiu como uma resposta à transformação tecnológica que impactou o mundo inteiro, na virada do último século.

E, a partir do advento do marketing digital, o inbound marketing apareceu como uma tendência consolidada para atrair, converter e fidelizar consumidores na sua empresa. Tudo isso por meio da elaboração de conteúdos valiosos para o perfil do seu cliente ideal.

Para tanto, o inbound marketing se vale de resultados impressionantes quando a sua empresa mapeia a sua persona (a sua audiência em potencial), os hábitos de consumo dela e toda a sua jornada de compra dentro do funil de vendas da sua empresa.

Isso agrega mais precisão, assertividade e identificação com o seu público. Quanto melhor for essa relação, mais usuários você vai atrair para o seu site, blog e redes sociais — o que aumenta, por consequência, o seu poder de conversão em novos clientes.

O que é outbound marketing?

Por sua vez, o outbound marketing é tudo aquilo que já conhecíamos de estratégias de atração — só que fora do ambiente on-line. Isso inclui:

  • Mídias televisivas;
  • Mídias impressas;
  • Telemarketing.

E, embora isso pareça terrivelmente dispendioso para o crescimento da sua empresa — especialmente, por conta da acessibilidade do marketing digital e do inbound marketing —, o tempo tem mostrado que a exclusão das ações analógicas não deve ser considerada como um imperativo para o seu negócio.

As estratégias de outbound marketing podem ajudar sua empresa a crescer!

Isso se dá por um motivo muito simples: é possível fazer uso de ambas as estratégias. E é fácil compreender que o uso combinado dessas ações tem tudo para agregar mais valor às suas campanhas.

Quais são as diferenças entre Inbound Marketing e Outbound Marketing?

Com o que falamos acima, deve ter ficado claro que existem distinções. No entanto, vale reforçar: você sabe quais são as diferenças entre Inbound Marketing e Outbound Marketing?

A maneira de abordar e se comunicar

O Outbound Marketing é aquele cuja comunicação é direta. Ou seja: um anúncio na revista, TV ou rádio — e até mesmo na internet, com o popular pop-up. O Inbound Marketing, por sua vez, trabalha gradativamente a noção de necessidade no público-alvo, até que ele entenda que a sua empresa é uma autoridade no setor e pode oferecer a solução desejada para ele.

A forma com a qual são mensurados os resultados

No Inbound Marketing já ficou marcada a ideia de que todas as ações podem ser mensuradas em tempo real, facilitando a adequação de estratégias para que rendam sempre mais.

No Outbound Marketing — principalmente, na televisão —, os dados demoravam a chegar às agências especializadas que cuidam do marketing, tornando a adaptação mais longa e custosa.

O custo de cada estratégia

Convenhamos: um espaço publicitário na TV, em horário nobre, era tarefa apenas para grandes empresas. No entanto, o Inbound Marketing ajudou a popularizar as ações de atração e fidelização digital, mantendo-as a custo baixo.

Assim, empresas de pequeno e grande porte, e de qualquer setor, podem se destacar em seus respectivos ramos. Contudo, é notório que o alto custo dessas ações de Outbound Marketing também trazem resultados mais imediatos, ao passo que o Inbound Marketing é uma construção gradativa da solidez de sua marca, para se fazer perceptível e atrativa para o seu consumidor ideal.

Isso tudo nos leva à grande sacada e propósito deste artigo: os benefícios em conciliar suas estratégias de Outbound Marketing e de Inbound Marketing para otimizar as vendas!

Como aliar as estratégias e aumentar as vendas em sua empresa

A internet se tornou a grande plataforma para atrair e interagir com o seu público-alvo, isso é verdade. No entanto, isso não exclui a necessidade em usar abordagens diretas em outras ocasiões.

É a velha história: a chegada do Inbound Marketing não inviabilizou a importância do Outbound Marketing, como havíamos destacado anteriormente.

Principalmente, quando você está acostumado a participar e realizar eventos no seu setor de atuação. Em tais locais, uma comunicação direta é essencial! Mas, para informar o seu público-alvo, ao longo das semanas ou meses que antecedem o evento, você pode instigar a curiosidade do público por meio de ações digitais de Inbound Marketing.

O mesmo vale para situações opostas: em eventos ou reuniões nas quais você está se comunicando diretamente com os clientes em potencial, estratégias digitais podem ser determinantes para que eles procurem saber mais a respeito de sua empresa posteriormente.

Daí, inclusive, a importância do marketing de conteúdo, que elabora informações relevantes para esse consumidor, mantendo-o atento a qualquer tipo de novidade, dica e conteúdo que você gerar.

Confira, a seguir, outras dicas de como você pode fazer uso combinado do inbound marketing e do outbound marketing!

Parcerias e indicações

Imagine que você forma uma parceria com empresas que complementem — antes ou depois de suas soluções — a experiência de compra dos clientes. É o caso, por exemplo, de academias de musculação e nutricionistas. No seu meio, esse tipo de parceria pode ocorrer e acontece, inicialmente, offline.

Em seguida, você pode fazer uso das ações digitais do inbound marketing e, com isso, adquirir novos índices de conversão positivos para a sua empresa.

Ação estratégica com a loja física e o seu e-commerce

Por mais que você não tenha um e-commece, propriamente, o seu site pode assumir as vezes de uma loja virtual. Especialmente, se os novos clientes chegam pelos meios aplicados nas suas estratégias de inbound marketing.

É importante considerar, portanto, alguns meios de captação (como pesquisas com o consumidor) para entender as origens desses novos clientes. Com isso, você sabe se é importante fortalecer as ações de outbound marketing ou de inbound marketing.

Consequentemente, suas campanhas são melhor direcionadas, agregam mais resultados e valorizam mais cada centavo do seu investimento em marketing.

Por isso, caso esteja em busca de ampliar o alcance de sua marca, interagir com mais qualidade com o perfil ideal dos seus clientes e garantir uma comunicação funcional nos âmbitos virtuais e presenciais, pode ser uma boa ideia a aplicação conjunta do inbound marketing e do outbound marketing.

Só que não vamos nos limitar somente a essas ações para desenvolver a sua marca. Que tal dar uma conferida, também, em outro artigo nosso que explica detalhadamente quais são as estratégias de marketing industrial que contribuem com a prospecção de clientes para o seu negócio?

Entenda o que é Customer Success e qual a sua importância para a indústria

Entenda o que é Customer Success e qual a sua importância para a indústria

O objetivo de todo negócio é crescer e obter sucesso, independente do ramo de atuação ou tempo no mercado. Para conseguir isso, existe a ideologia Customer Success, que vai além de uma área específica da empresa ou um apenas um termo para definir um setor.

Em essência de Customer Success é uma filosofia que deve acompanhar a empresa, visando alcançar os seus objetivos e cumprir tarefas com esse foco.

Para exemplificar, imagine que seu negócio é um marketplace b2b, que oferece um espaço virtual para que empresas do ramo de tecnologia possam divulgar seus produtos.

O seu objetivo vai além de apenas fornecer essa vitrine virtual. Significa oferecer uma solução para o cliente que pretende utilizar o seu serviço. Para ter uma definição mais nítida e detalhada a respeito dessa ideologia, vamos exemplificar e nos aprofundar a seguir. Acompanhe!

O que é Customer Success?

Aplicando a ideologia Customer Success, desde o momento da captação de um lead (cliente em potencial) até o término das negociações, o foco é que o seu cliente fique totalmente satisfeito com o atendimento.

Por isso, os pilares do Customer Success são o sucesso do cliente para alcançar os resultados desejados durante a interação. Ou seja, o serviço que sua empresa prestar aos clientes deve ser abrangente e oferecer todo o suporte necessário.

Além disso, deve apresentar soluções para o seu cliente, mostrando ser um recurso importante e que valha a pena o custo durante um longo período.

Embora sejam parecidos, Customer Success não é o mesmo que ter um atendimento de sucesso. Mais que apenas despertar o interesse do cliente para o momento da venda, ela visa cuidar de todo o sucesso do cliente. Esse é o seu maior diferencial.

Ter um cliente de sucesso se aplica a como ele é captado, nutrido e direcionado a venda, antes e depois de acontecer, chegando ao pós venda, retenção e renovações.

Como obter sucesso com Customer Success?

Para alcançar o sucesso do cliente, tudo começa pela captação e seleção dos potenciais clientes corretos. Para ter isso claro é necessário definir o que é um cliente ideal.

Isso significa que o foco não se mantém apenas para aquele que pode pagar pelo seu produto ou serviço, mas sim, fazer o que for possível para descobrir se o seu produto ou serviço irá de fato auxiliar a empresa a alcançar o sucesso.

O foco é entender a maneira que o seu produto pode ajudar o cliente além da venda. Por isso, é importante entender as necessidades exatas da persona (perfil de cliente ideal) do seu cliente.

Além disso, é necessário atender as empresas para que possam crescer e se desenvolver de maneira saudável. Isso significa, por vezes, ser menos um vendedor e mais consultor.

Por isso, é mais importante pensar e ter de maneira clara uma visão de sucesso que o seu cliente pode obter. Isso gera mais retenção e evita futuros cancelamentos, o que, além de fazer perder um cliente, pode prejudicar a imagem da sua empresa.

Encontre clientes de sucesso

O pensamento do Customer Success é possibilitar a atuação em todos os ramos do mercado, visando auxiliar no crescimento e progresso da empresa.

Geralmente, a ideologia Customer Success se sustenta em dois pontos, e são eles: o sucesso dos clientes e a possibilidade de todos os seus desejos serem realizados.

Para alcançar esse sucesso, é importante avaliar o potencial de crescimento do seu cliente. Com isso aliado a filosofia de fornecer soluções e consultoria acima de simplesmente vender, o Customer Success é mais efetivo.

Essa efetividade, além de garantir o progresso da empresa do seu cliente, elimina as possibilidades de cancelamentos futuros. Isso faz com que a reputação da sua empresa não seja afetada. 

Por isso, o Customer Success não se refere a fazer todo o possível para agradar o cliente, mas sim, mostrar o caminho a ser seguido.

Com isso, além de um ótimo suporte para o crescimento do cliente, também é possível alavancar os negócios da sua empresa, por essa preocupação não só em agradar, mas também com o crescimento do cliente.

Esse artigo foi escrito por André de Angelo, redator do Soluções Industriais

Estratégias de marketing integrado para sua empresa gerar resultados

Estratégias de marketing integrado para sua empresa gerar resultados

As estratégias de marketing integrado são consideradas uma evolução natural daquilo que já consideramos atualmente como resultados para atrair e relacionar-se com o público-alvo — e vender mais a partir dessas ações. Só que de maneira harmônica e complementar.

Em parte, isso se deve ao advento da transformação digital que se desenvolve a cada dia. Mas é também uma resposta natural do mercado: quanto mais aprendemos sobre o consumidor e clientes em potencial, mais necessitamos de uma ação de marketing integrado.

E, ao longo deste post, nós vamos trabalhar o conceito e apontar algumas estratégias de marketing integrado para sua empresa gerar resultados. Acompanhe!

[e-book] As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar grátis | Agência Labra

1. O que é o marketing integrado?

Atualmente, muito se diz a respeito da importância em integrar os setores de sua empresa, certo? Afinal de contas, essa atividade permite que o fluxo de trabalho funcione harmoniosamente, em que cada parte do processo compreende o todo do negócio.

Assim, o marketing integrado é uma simples transposição desse conceito: a possibilidade de integrar as ações de marketing para que dialoguem entre si, e todas elas com mais eficácia ao interagir com o seu consumidor.

O que é o marketing integrado?

Para tanto, a ideia é o envio de mensagens por meio de diversas plataformas. Isso enriquece a experiência do usuário e fortalece a consolidação e alcance de sua marca no meio digital. Para saber mais a respeito do marketing integrado, recomendamos a leitura de nosso artigo a respeito!

Por que usar?

No geral, trata-se de uma maneira de enriquecer as suas estratégias de marketing a partir de um diálogo produtivo. Por exemplo: aquilo feito nas redes sociais está intrinsecamente relacionado à produção de conteúdos no blog da sua empresa e também do seu site, visando o topo do Google — assim como os materiais ricos disponíveis para download.

Isso faz com que a sua organização esteja sempre por perto das demandas do seu público-alvo, independentemente de onde ele esteja na sua jornada de compra. Sem falar que fideliza os usuários a buscarem, sempre, pela sua organização diante de uma nova dúvida ou problema.

As estratégias de marketing integrado, portanto, colocam a sua empresa em um novo patamar de atuação — algo que a sua concorrência pode ainda não estar explorando devidamente, perdendo usuários continuamente para quem já tenha identificado o valor dessa ação conjunta.

Quais são as vantagens do marketing integrado?

Investir em uma ação integrada concentra diversas vantagens para o seu negócio. Entre as principais destacamos as seguintes:

  • Integra as estratégias, bem como a execução do trabalho;
  • Aproxima ainda mais os setores de marketing e de vendas;
  • Facilita a mensuração de métricas, uma vez que as ferramentas de marketing estão também integradas;
  • Torna o envio de mensagens ainda mais preciso e alinhado ao perfil do seu consumidor;
  • O planejamento é visto na mesma direção para todos os setores. Isso significa menos obstáculos, entre objetivos distintos entre as áreas da empresa, por exemplo;
  • Mais assertividade na execução de estratégias de marketing integrado, considerando que a busca pelas mesmas metas faz com que os resultados impacte a todos, internamente, motivando-os continuamente;
  • Consequentemente, a sua marca é fortalecida — como havíamos antecipado — por estar mais próxima de sua audiência e oferecendo soluções cada vez mais impactantes.

Dessa maneira, o planejamento digital de sua empresa é favorecido com ações que nunca “ficam sobrando”: todas têm um propósito e objetivo, integrada ao grande objetivo de suas estratégias de marketing digital.

Como fazer uma estratégia de marketing integrado?

Para iniciar a sua estratégia de marketing integrado, nós recomendamos que você desenhe o seguinte planejamento:

Como fazer uma estratégia de marketing integrado?

  • Conheça a sua persona: quanto mais você conhecer o seu público, melhor direcionadas serão as suas estratégias e ações;
  • Consequentemente, explore as questões acima na construção — e na manutenção —da identidade da sua organização. Afinal, isso tudo vai impactar a maneira com a qual você vai abordar e interagir com os clientes e consumidores em potencial, além de posicionar-se no mercado de maneira a gerar identificação com o seu público-alvo;
  • Analise os melhores canais de comunicação: o blog e as redes sociais são apenas uma parte, mas entenda também quais outros métodos podem ser usados para impactar a sua audiência, como o e-mail marketing, links patrocinados e outras estratégias de conteúdo;
  • Identifique o orçamento disponível: comece ao seu ritmo e tempo. Assim, sua estratégia pode ser evoluída gradativamente;
  • Explore o termo omnichannel internamente, promovendo uma verdadeira integração de ações e canais de comunicação. Com base nisso, todas as métricas apontam para um mesmo objetivo, e você consegue avaliar rapidamente quais estão obtendo uma performance singular, e quais ajustes podem ser feitos;
  • Participe de eventos de marketing digital, para entender os rumos do setor, quais são as tendências e as estratégias mais eficazes que podem ser usadas pela sua empresa;
  • Avalie o investimento em novas tecnologias para explorar as estratégias de marketing integrado efetivamente. Um bom exemplo disso são as automações em marketing, facilitando o trabalho de sua equipe no planejamento, execução e monitoramento de campanhas realizadas.
  • Lembre-se que todas as ações devem dialogar e traçar um caminho de A a B, de maneira que o seu consumidor passe por todas essas etapas. E, o melhor: que todos os resultados obtidos sejam mensuráveis e possam compor um perfil mais detalhado do comportamento de seu público-alvo.

Com o tempo, suas ações vão render melhor, a sua audiência vai se relacionar melhor com a sua marca e os resultados projetados poderão começar a aparecer.

Vale destacar, contudo, que as estratégias de marketing integrado só surtem o efeito esperado se há um alinhamento interno, também reúna as equipes, aponte os benefícios dessa prática e gere um planejamento que apresente como a empresa pode desenvolver-se, de maneira sustentável, para que todos os setores possam compreender que eles só têm a se beneficiar disso, igualmente.

Claro que isso não se implementa da noite para o dia. As estratégias de marketing integrado são exercitadas constantemente. Muda-se a maneira de pensar, agir e de se comportar — interna e externamente. Analise métricas, planeje, estude e teste, mas sempre em cima dos resultados para garantir mais assertividade nas ações planejadas.

Agora, quer dar um passo relevante na organização das suas estratégias de marketing integrado? Então, aproveite para complementar tudo o que você aprendeu, ao longo deste post, e leia um artigo nosso que explora a importância do SEO na consolidação das suas ações de marketing industrial!

Lições que Game Of Thrones ensina sobre marketing e liderança para sua empresa

Lições que Game Of Thrones ensina sobre marketing e liderança para sua empresa

Esqueça os corvos, para transmitir as suas mensagens e os “passarinhos” de Lord Varys para saber o que acontece na sua empresa e no ramo de atuação da sua empresa: Game of Thrones consegue nos ensinar algumas dicas muito mais práticas para você valorizar as estratégias de marketing para a sua empresa!

E, neste post, vamos atuar como um verdadeiro Mão do seu trono, expondo algumas dessas lições valiosas de marketing que vieram diretamente de Westeros. Boa leitura!

Cumpra as suas promessas

O lema da família Lannister cabe, perfeitamente, nas estratégias de marketing que você planeja para a sua empresa. Afinal de contas, as promessas são compromissos firmados e que a sua gestão deve trabalhar, incansavelmente, para cumpri-las.

Do contrário, a credibilidade da sua empresa é colocada à prova. E, em Game of Thrones, descobrimos que essa é a tênue linha entre os motins e a fidelização de outros lordes e reinos à sua empreitada!

Por isso, ao menos nesse aspecto, seja como um Lannister.

Não espere o inverno chegar

A Casa Stark apontou, ao longo de toda a série, que o inverno estava chegando e poucas — pouquíssimas — pessoas deram atenção ao fato.

Que tal levar essa sentença para o dia a dia da sua empresa ao lidar com as estratégias de marketing? Isso significa, em outras palavras, que você deve se planejar em curto, médio e longo prazo para evitar imprevistos e antecipar qualquer tipo de demanda.

Conheça, portanto, o seu público-alvo, entenda as flutuações do mercado e mantenha o seu reino em um invejável nível de estabilidade e prosperidade.

Construa uma boa relação com os seus aliados

Uma andorinha não faz verão e nenhuma majestade governa sem o apoio de outros líderes e pessoas. É o apoio que a sua empresa tem, que a faz dar passos significativos na consolidação de sua marca no mercado.

Participe de eventos do seu setor, faça parcerias e consolide a sua presença digital. Comparando com Game of Thrones, que tal observar toda a trajetória de Daenerys Targarien? Em todas as temporadas, acompanhamos as ações da Mãe dos Dragões em construir um reino próspero, sem correntes e livre.

O mesmo pode ser feito internamente: mostre o que as pessoas têm a ganhar, em trabalhar com a sua empresa. E isso inclui tanto os seus clientes quanto os fornecedores e os seus próprios colaboradores.

Conheça os seus competidores

Nenhum reino entra no campo de batalha sem, antes, conhecer o seu adversário. No mercado, a competição é acirrada e vem de todos os lados. Demarque o seu território, explore as carências do setor e avance o seu exército em todo o terreno digital da internet para angariar, gradualmente, mais espaço.

Sem as estratégias de marketing alinhadas a esses objetivos, é difícil consolidar a sua presença e evitar que os concorrentes assumam um lugar seu — que pode não ser de direito, mas deve ser feito por merecimento.

Evite a impulsividade

Não seja como o rei Joffrey: liderar a ferro e fogo, por muito tempo, desgasta as boas relações — interna e externamente. Um bom líder acompanha as tendências de marketing, ouve os seus conselheiros e não toma nenhuma decisão à base da impulsividade, mas a partir de argumentos e muita ponderação.

Ainda que a ousadia seja apreciada, para desenvolver suas estratégias de marketing é necessário contar com boas alianças e um bom briefing para que as suas ações sejam certeiras, e não meros palpites baseados em instintos.

Mais importante do que o destino é a caminhada

Você pode ter uma série de objetivos, ao considerar as suas estratégias de marketing, como:

  • Aumentar a sua presença digital;
  • Qualificar a relação com o seu consumidor;
  • Colocar o seu site no topo do Google;
  • Atrair mais clientes;
  • Melhorar as vendas;
  • Angariar mais seguidores nas suas redes sociais.

Independentemente dos motivos que guiem a sua empresa a desbravar novos territórios, lembre-se que a caminhada até o seu destino importa, em muito!

Acompanhe as métricas, alinhe-se ao perfil do seu público-alvo, conheça as melhores tecnologias para alcançá-los e qualifique-se continuamente. Dessa maneira, sua empresa não atua como uma simples exploradora e aventureira, mas como se portam os verdadeiros líderes.

Sem esse tipo de postura, pense: por que as pessoas deveriam seguir a sua marca? Não pense que os resultados podem ser obtidos a qualquer custo. Por exemplo: organizações que mentem a respeito de suas histórias para compor um storytelling emocionante podem perder muita popularidade quando a mentira é desmascarada.

Daí, a importância em reconhecer o marketing como um “mapa de Westeros” e usá-lo para nortear-se em torno dos seus objetivos, mas preocupando-se com cada passo dado ao longo dessa jornada.

Pense “fora da caixa”

Aqui vai um bom ensinamento promovido pela intrépida e corajosa Arya Stark: não limite-se às estratégias de marketing que todos usam. Invista em diferenciais (não podemos contar com o apoio do povo de Bravos, mas…) que ainda não foram explorados e surja sorrateiramente para abocanhar a sua fatia de mercado.

Bom exemplo disso é o monitoramento das tendências em marketing digital. Quando você é pioneiro em algo, todo o mercado é pego desprevenido. E, com isso, você constrói uma imagem impecável de líder, no seu setor de atuação, inspirando os outros a ouvirem o que você tem a dizer e, inclusive, a seguir a sua empresa.

Por meio da transformação digital, todos podem assumir o trono de ferro: é importante, apenas, ter em mente o que pode ser feito a partir das ações dos seus competidores, o perfil do seu consumidor e as grandes tendências tecnológicas.

Com essas alianças devidamente equilibradas, uma nova majestade dos sete reinos pode surgir, no horizonte, visando grande prosperidade no mercadológico mundo de Westeros!

Que tal, agora, sairmos um pouco do universo de Game of Thrones, idealizado por George R. R. Martin, e explorar as ações práticas que vão culminar no desenvolvimento sustentável da sua empresa? Para isso, aproveite para dar uma conferida, também, em outro artigo nosso, que explica como gerar um bom planejamento e a implementação de ações de marketing na sua organização!

[e-book] As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar grátis | Agência Labra