Como está o crescimento do e-commerce no Brasil em 2018

Como está o crescimento do e-commerce no Brasil em 2018

Se existem dúvidas ainda a respeito da influência do e-commerce no desenvolvimento econômico do país, este post vai acabar com qualquer suspeita. Tudo porque o setor tem absorvido crescimentos exponenciais — e, detalhe: em um período de crise política e financeira alardeadas por todo o país.

Para avaliarmos então com qualidade as perspectivas dos últimos anos e a projeção para 2018, fizemos este post. Nos próximos tópicos vamos evidenciar alguns dos principais índices acumulados pelo e-commerce brasileiro e, os rumos do segmento de negócios digitais. Confira!

Um contraste com o momento do país

Enquanto a crise vinha sendo repercutida nos noticiários, um fato contrastante era sentido: o Brasil estava em sétimo lugar entre os países que mais fazem compras on-line — segundo o The Rankings For Online Markets. A expectativa, até 2021, é de que fiquemos entre os 5 primeiros colocados desse ranking.

Isso significa que existem possibilidades múltiplas de aproveitar o desenvolvimento do seu negócio, driblando, assim, qualquer eco de crise econômica que faça sombra à sua empresa.

A evolução do e-commerce no Brasil

Vale analisar o quanto o e-commerce foi expandindo nos últimos anos, veja só:

  • R$ 22,5 bilhões foi o faturamento anual do setor, no país, em 2012;
  • no ano seguinte, registrou-se um aumento de 24% em relação à 2012, com R$ 28 bilhões de faturamento.

Em 2017, mais um recorde: faturamento de R$ 43 bilhões, — um aumento de 7,5% em relação ao ano de 2016. Essa crescente, então, faz amimar os empreendedores comerciais e industriais, que podem investir em soluções práticas, ágeis e, que estão de acordo com os hábitos de consumo do brasileiro.

Projeções para 2018

O momento é de expansão, ainda: para 2018, a ABComm tem previsto um crescimento de 15%, o que daria um faturamento de mais de R$ 69 bilhões para o setor de e-commerce no Brasil.

Vale destacar que, com isso, não apenas os gestores de e-commerces faturam alto. A logística também é um mercado que deve lucrar alto com o aumento de pedidos. Isso significa que existem oportunidades para quem consegue desenvolver efeitos focados nesse mercado.

As tendências de uso para o e-commerce

Abaixo, reunimos algumas tendências tecnológicas que têm proporcionado uma projeção ainda mais otimista para o e-commerce brasileiro. São elas:

  • Tecnologia mobile: as pessoas estão usando os smartphones para acessar a internet. Cada vez mais! Assim, é fundamental que você pense em um modelo de e-commerce adaptável a esse tipo de tecnologia, caso pense em investir no setor;
  • Inteligência artificial: bastante usada para o atendimento ao cliente por meio de bots, a tecnologia tem contribuído para tornar o serviço digital mais ágil, personalizado e otimizado;
  • Forma de pagamento: flexibilidade, versatilidade e condições especiais. O comércio eletrônico tem menos custos e, por isso, pode aproveitar para oferecer atrativos diversos ao seu público-alvo;
  • Fidelização: a experiência do cliente vale ouro — para o mercado físico ou digital. Por isso, descubra como você pode sempre criar um atrativo diferente à experiência do seu consumidor e, assim, fidelizá-lo.

E então, deu para entender o sucesso do e-commerce e como se aproveitar dessa crescente demanda mercadológica? Agora, para ampliar o seu conhecimento a respeito do assunto, conheça também o que é o inbound commerce e os seus benefícios!

7 benefícios do Inbound Marketing para e-commerce

7 benefícios do Inbound Marketing para e-commerce

O inbound marketing é um conjunto de ações e técnicas aplicadas para atrair e, dialogar eficientemente com o público-alvo do seu negócio. Por que, então, ele não agregaria diversos benefícios quando aplicados em um e-commerce?

Esta é a grande influência para a realização deste artigo, e convidamos você a nos acompanhar ao longo desta leitura. Por meio delas vamos explorar os 7 benefícios do inbound marketing para e-commerce e compreender como essas estratégias de conteúdo são utilizadas para o desenvolvimento de sua marca no mercado. Confira!

1. O inbound marketing ajuda a aumentar a conversão

Indiscutível a relevância de uma loja virtual em atrair novos consumidores pelo meio digital. Afinal de contas, é todo o mote e o DNA da empresa. Por isso, são as ações do inbound marketing que fortalecem o planejamento digital de sua empresa e ajudam a atrair usuários, orientá-los ao longo de sua jornada de compra até que eles sejam convertidos em clientes.

2. Promove a presença digital do seu e-commerce

Empresas digitais dependem ainda mais de uma consolidada presença na internet do que empresas físicas. Não à toa, o inbound marketing é o caminho mais frutífero para atingir esse resultado e construir uma relação de qualidade com o seu público-alvo.

3. Disponibiliza conteúdo de qualidade para relacionar-se

O inbound marketing faz uso de uma produção consistente e relevante de conteúdo para atrair os clientes e, resolver as suas principais dúvidas. É assim que é gerada a presença digital, o fortalecimento de marca no mercado e a popularização da mesma na mente do consumidor.

Quanto mais conteúdos forem produzidos — e, que atendam à demanda gerada pelo público nos mecanismos de busca —, mais as suas estratégias vão surtir efeito para gerar tráfego em seu e-commerce e favorecer o processo de conversão em vendas.

4. Apresenta dados estratégicos para desenvolver sua marca

Mais um trunfo das ações de marketing digital: a possibilidade de mensurar uma série de métricas que podem ajudar no desenvolvimento de seu e-commerce. Por exemplo, você descobre de onde vem a maioria dos usuários, — permitindo uma concentração maior de esforços nesse canal — ou mesmo as preferências de compra e hábitos de consumo no site.

Assim, você pode ajudar em tempo real as ações para impactar continuamente o seu consumidor e clientes em potencial!

5. Otimiza o investimento em comunicação e marketing

Ao comparar com ações tradicionais de marketing, o inbound marketing é mais eficiente e econômico. Como resultado, a sua empresa cresce e produz mais com um investimento menor e, mais preciso em influenciar a decisão de compra do seu consumidor.

6. Melhorar o ranqueamento do e-commerce em buscas orgânicas

Já falamos sobre isso, mas vale o tópico próprio para isso: o marketing digital se fortaleceu por meio da possibilidade em ranquear as suas páginas entre os principais resultados em pesquisas realizadas nos mecanismos de busca, como o Google.

Dessa maneira, uma boa ação de marketing integrado faz com que mais pessoas sejam atraídas para o seu e-commerce, unindo o melhor de um site responsivo, o blog de sua empresa, as redes sociais e outros canais.

7. Gera visitas mais qualificadas ao seu e-commerce

Complementando o último tópico, ao gerar mais visitas para o seu e-commerce, você também está atraindo pessoas mais qualificadas em conhecer e, usufruir dos seus produtos ou serviços oferecidos.

São esses apenas alguns dos benefícios em investir no inbound marketing para o desenvolvimento do seu e-commerce. Mas saiba que, para isso, é fundamental ter uma ação estratégica na produção de conteúdos.

Por isso, não deixe de conferir também a importância do copywriting na produção de conteúdos para blog!

Conheça o inbound commerce e os benefícios para sua loja virtual

Conheça o inbound commerce e os benefícios para sua loja virtual

O inbound marketing deve ser já um bom conhecido em seu dia a dia. No entanto, o inbound commerce é um termo relativamente novo e que faz uso do mesmo conjunto de técnicas e estratégias, mas com um diferencial: são planejadas para impactar especialmente o público-alvo de sua loja virtual.

A questão, aqui, está no ajuste das estratégias para que o seu ecommerce obtenha uma performance muito melhor. É aquela velha história: desenvolver a mensagem certa, para a pessoa certa e no momento certo. Como consequência, aquele visitante anônimo tem mais chance de se tornar um fiel cliente de seus produtos ou serviços.

Vamos entender, então, o que é e como aplicar o inbound commerce na rotina do seu empreendimento? Basta seguir com a leitura deste post!

O que é inbound commerce?

Como explicado, o conceito é uma simples — e aprofundada — personalização das estratégias de inbound marketing que já rendem resultados para as empresas. Para isso, o modelo inicial de negócio é pautado em 3 pilares do inbound marketing:

  • Atração;
  • Conversão;
  • Fidelização.

Para esclarecer quais são as ações mais eficazes em cada um desses pilares, vamos detalhá-las logo abaixo:

Atração

O fundamento do inbound marketing é o mesmo das estratégias que ele busca inspiração: atrair um público qualificado para o seu negócio. Para tanto, o primeiro ponto de sua estratégia deve consistir na identificação da audiência certa para o seu negócio.

Com base nessas informações você pode utilizar as ações que mais rendem resultados nesta etapa do inbound commerce, que são:

Além disso, você pode trabalhar o SEO de sua loja virtual por meio das descrições de produtos ou serviços e de cada categoria do seu ecommerce. Isso ajuda a potencializar as suas páginas entre os melhores resultados nas buscas orgânicas, gerando mais autoridade ao seu site.

Conversão

Nesta etapa, o inbound commerce se diferencia um pouco dos convencionalismos do inbound marketing. Isso porque a conversão, para as lojas virtuais, mais diz respeito à conversão de um usuário anônimo em clientes. Ou seja: vendas.

De nada adianta, portanto, a disponibilização de um e-book para converter em leads. O processo é mais dinâmico e, por isso, é válido apostar em outras soluções digitais, como:

O CTA, no inbound commerce, é uma chamada mais direcionada ao produto que um artigo ou o seu email marketing estão se referindo. Isso ajuda a converter o leitor e já guia-o para a etapa de venda. Mesmo que ele não compre, isso já ajuda na captura de dados do cliente em potencial para fisgá-lo em uma oportunidade futura.

Fidelização

Por fim, assim que chegada a etapa de fidelização o inbound commerce trabalha de maneira personalizada no contínuo encantamento de quem já adquiriu os seus produtos ou serviços. Nesse aspecto, você pode adotar as seguintes estratégias:

  • Email marketing e automação;
  • Mídias sociais;
  • Blog.

A segmentação de sua base de emails é fundamental em todas as etapas em que essa ação é utilizada. Isso permite que você analise com muito mais eficácia as preferências, hábitos e comportamentos de cada usuário, para disponibilizar um conteúdo muito bem personalizado.

Basta ter em mente que isso tudo permite que você conheça cada vez mais a sua audiência. Consequentemente, a produção de conteúdo se torna tão direcionada, a ponto de parecer um franco diálogo com cada leitor em particular.

E é por isso que gostaríamos que você desse uma conferida, também, em nosso artigo que aponta os 5 fatores que podem fazer seu site institucional fracassar em vendas!

Pin It on Pinterest