Quem trabalha com marketing digital já deve ter ouvido que o email marketing está entre as ações mais eficazes — para gerar ou nutrir os leads. E não estamos falando isso da boca para fora, não: um estudo conduzido pela Direct Marketing Association (DMA) destaca que o ROI do email marketing gira em torno de 4.300%.

No entanto, de nada adianta almejar resultados tão promissores quanto esses avaliados pela DMA sem, antes, dispor de um planejamento detalhado. E é o que vamos propor para você, neste post, com 9 dicas para não errar na criação do email marketing.

Confira, e inspire-se em nossas sugestões para criar campanhas realmente direcionadas e otimizadas para impactar o seu público-alvo!

1. Atenção especial ao título

Indispensável conhecer o seu público-alvo para que, ao ler o título do seu email, o seu interesse seja estimulado e ele abra a mensagem. Isso parece até óbvio demais, mas muitos ainda dão pouco valor à criação de um título realmente impactante.

Atenção, apenas, para o equilíbrio entre o funcional e o apelativo. Lembre-se que tudo aquilo que o seu título prometer a mensagem deve cumprir. Então, nada de fazer falsas promessas ao seu público, certo?

2. Faça testes A/B

Como um complemento à primeira dica você deve estar se perguntando como saber qual título de email é o mais funcional ou qual mensagem utilizar, certo? Pois então, a taxa de abertura de e-mails é um ótimo indicativo, mas para ter certeza de que suas campanhas podem obter uma performance melhor, nós indicamos o teste A/B.

Ele funciona assim: você segmenta a sua base de e-mails e encaminha para cada uma delas um título diferente. As que obtiverem a melhor taxa de abertura você mantém, mas também permanece experimentando novas alternativas, como abordagem, imagem, cor, fontes etc..

3. Segmente sua base de emails

A segmentação importa não apenas para o teste A/B, mas para otimizar ainda mais suas campanhas de marketing digital. Tome como exemplo as estratégias de marketing industrial: elas podem focar em atingir um público específico, um consumidor em outra etapa de sua jornada de compra… Isso tudo deve ser devidamente segmentado.

Como resultado, suas campanhas de email marketing serão enviadas para quem realmente deseja receber aquele tipo de mensagem.

4. Planeje estrategicamente a quantidade de emails

Embora você acredite que o email marketing seja exatamente aquilo que o consumidor necessita, a quantidade pode ser tanto um diferencial quanto um impeditivo.

Por isso, atenção à periodicidade e frequência de envio para não cansar os leitores. Assim, em vez de atraí-los você corre o risco de espantá-los. Esse número, entretanto, é uma média que você deve avaliar por meio de experiências. Analise os indicadores e crie uma rotina em seu calendário editorial para manter-se relevante para o seu público.

5. Personalize as mensagens

A experiência do consumidor é um valioso ativo, hoje em dia, para um bom relacionamento com o público. Por isso, trate cada cliente pelo nome e use um e-mail que contenha também o seu nome. Essa relação mais pessoal ajuda na construção e manutenção de uma boa relação.

6. Ofereça um conhecimento amplo em suas mensagens

A diversificação — e integração — de estratégias é um dos grandes trunfos do marketing digital. Por meio do email marketing você consegue usar uma ou mais delas ao mesmo tempo e encantar o seu público.

Por exemplo: em um disparo você pode mostrar que entende os problemas do consumidor e oferecer o download gratuito de um material rico que ajude-o a esclarecer um problema.

7. Pense em simplicidade com objetividade

 

Mensagens curtas, mas poderosas, são essenciais para melhorar a taxa de abertura e engajamento dos usuários com as campanhas de email. Pense que ele não tem tanto tempo disponível e que, por isso, você deve ser relevante e cativante em poucas palavras.

8. Atenção ao momento certo do usuário em sua jornada

Da mesma maneira que a frequência pode espantar o cliente, um email enviado no momento errado também é bastante prejudicial. Por isso, o alinhamento à jornada de compra do consumidor é tão importante.

 

Daí veio a dica anterior de segmentar a sua lista: de nada adianta enviar um email conclusivo para a compra de um consumidor que sequer sabe ter um problema que você pode solucionar.

O timing é considerável para o sucesso do seu email marketing. Conheça a fundo o seu público e você saberá qual tipo de mensagem enviar — e quando.

9. Não compre listas de emails

Por fim, uma dica fundamental para o sucesso do seu email marketing: nunca compre uma lista de emails. E sabe por quê? Porque estamos falando de estratégias personalizadas. Ao comprar uma lista, quem garante que são emails de pessoas interessadas em seus serviços ou produtos?

Esse tipo de estratégia é muito negativo, no mercado, e não deve fazer parte de sua rotina. O marketing digital é um conjunto de estratégias que promove um relacionamento de qualidade com o seu público-alvo. Invista nisso, que os resultados serão melhores do que a aquisição de qualquer lista de emails.

Agora que você já entendeu como planejar campanhas assertivas, que tal complementar o que vimos até aqui e aprender a criar um email marketing que renda resultados para a sua empresa?

Pin It on Pinterest

Share This