Sair da internet 1.0 e ingressar na indústria 4.0, em seu dia a dia, é um desafio e tanto. Afinal de contas, as grandes transformações exigem investimento e boa dose de conhecimento para que a tomada de decisão seja uma certeza, e não apostas.

Até por isso, é importante saber, exatamente, quais são as soluções que melhor podem atender à sua demanda, gerando diferenciais competitivos. Como consequência disso, a sua indústria dá um salto qualitativo para oferecer produtos ou serviços diferenciados ao seu público-alvo.

É por isso que, ao longo deste post, gostaríamos de apontar como a realidade aumentada e a inteligência artificial podem transformar o seu negócio em um grande representante da indústria 4.0!

Confira, e descubra como a tecnologia está presente no marketing industrial e em todas as etapas do seu fluxo de produção!

[e-book] Indústria 4.0 e os desafios do setor | Baixar Gratuitamente | Agência Labra

A inteligência artificial e a indústria 4.0

Breve contextualização: a indústria 4.0 é tida como a quarta grande revolução industrial, e toda a sua essência está pautada nas soluções digitais que invadiram os processos do setor — que vai desde a própria produção, logística e, inclusive, as técnicas de marketing industrial.

Entre as grandes tecnologias usadas, nesse contexto, podemos apontar a inteligência artificial, um modelo de fazer com que as máquinas “aprendam” a lidar com a quantidade elevada de dados gerados.

Ou seja: o Big Data, responsável por compilar as informações relevantes para a tomada de decisão da sua empresa, necessita de outra solução para analisar, estrategicamente, essas informações a fim de que a sua equipe possa assumir uma posição analítica e avaliar esses dados para orientar os rumos da empresa.

Um exemplo de onde podemos ver a inteligência artificial em atividade, na indústria, é na automatização de processos. O marketing industrial, por exemplo, automatiza uma série de processos que permitem o monitoramento próximo e preciso de toda a jornada de compra do seu público-alvo.

Na produção, as atividades automatizadas garantem mais eficácia, agilidade e minimização de erros durante todo o expediente. Outras aplicações bastante usuais da inteligência artificial no setor de indústrias:

  • Integração de sistemas de chão. Isso facilita que ocorram menos erros e aumentando a produtividade — tudo isso monitorado por meio de sensores inteligentes, que são pré-programados e aprendem, continuamente, como melhorar o processo do fluxo pelo qual são responsáveis;
  • Sistemas de eficiência, tendo em vista que a inteligência artificial permite a integração de um ou mais sistemas. Com isso, a informação transita com facilidade, identificando erros e promovendo uma otimização completa dos processos. Mais produtividade com menos recursos e em menos tempo;
  • Na manutenção de equipamentos, pois os sistemas pré-programados identificam o momento exato para a substituição de peças ou a realização de manutenções preventivas. Assim, seu maquinário sofre menos com as paradas imprevistas, prejudiciais e desnecessárias, e ainda reduz os custos com as suas máquinas em bom estado de conservação e uso;
  • Na avaliação de métricas que são compiladas, pelo Big Data, e avaliadas pelas suas soluções munidas de inteligência artificial. Com os indicadores em mãos, seus profissionais (devidamente inseridos na indústria 4.0) vão saber, exatamente, quais decisões tomar diante de todo tipo de situação;
  • Treinamentos e também na capacitação dos seus recursos humanos, uma vez que as soluções podem ser usadas para garantir que os seus profissionais faça bom uso desse tipo de tecnologia. Além disso, a inteligência artificial tem que estar devidamente absorvida nas responsabilidades dos seus profissionais, e aí o treinamento se faz não apenas importante, mas necessário.

Ou seja: a inteligência artificial é um auxílio tecnológico primoroso para colocar o seu negócio, definitivamente, na indústria 4.0!

A realidade aumentada e os seus caminhos na indústria 4.0

Há uma confusão grande, no mercado, sobre as aplicações da inteligência artificial e da realidade aumentada. Embora complementares — e muito desejadas, na indústria 4.0 —, elas são distintas.

Por isso, vamos começar entendendo qual é a diferença entre ambas. A realidade aumentada (ou RA) é um tipo de tecnologia que permite aos usuários a transformação de volumes de dados em imagens ou animações.

Para ficar mais claro: simuladores são soluções de realidade aumentada. Assim, dentro da indústria 4.0, tratam-se de produtos que nos permitem observar esses dados e informações como imagens sobrepostas sobre o mundo como o conhecemos.

Aqui, inclusive, entra a inteligência artificial, cuja tecnologia garante que a realidade aumentada seja permanentemente melhor e em evolução. Não à toa, vemos ambas lado a lado em diversas soluções. Alguns exemplos:

  • Celulares;
  • Tablets
  • Wearables, como os smartglasses, entre outros produtos.

O Snapchat é outro exemplo bastante prático, para compreender a realidade aumentada, com os filtros que sobrepõe imagens sobre e ao redor dos usuários — como figuras animadas.

No contexto da indústria 4.0, a realidade aumentada tem sido mais e mais considerada. Até 2020, por exemplo, existe a previsão de que  os investimentos no setor alcancem os bilhões de dólares aplicados na sua utilização. 

Para tanto, os empreendedores ainda estão aprendendo a lidar com as possibilidades desse tipo de tecnologia dentro da indústria. Imagine, por exemplo, o quanto um profissional pode se beneficiar ao receber uma série de informações, através do óculos usado, somente ao olhar para um objeto.

Isso vai dar um salto de qualidade no que conhecemos como a Era da Informação. Nada de acessar os conteúdos: eles aparecem, diretamente, diante dos nossos olhos. Como resultado disso, empresas já estão fazendo uso desse tipo de solução para melhorar a produtividade e a qualidade dos serviços prestados.

Algumas possibilidades de uso desse tipo de solução você confere logo a seguir:

  • Revela características dos produtos em tempo real, permitindo análises imediatas. Isso agrega mais ao tempo de resposta dos profissionais para eventuais problemas;
  • Pode servir como um guia de instrução para os colaboradores — servindo, inclusive, para treinamentos;
  • Passo a passo de determinados processos, evitando que erros sejam cometidos;
  • Manuais que misturem as visualizações em 2D e em 3D.

Só que essas são apenas algumas das grandes características que têm colocado a realidade aumentada — a inteligência artificial — como dois protagonistas da indústria 4.0. Inclusive, com aplicações para o marketing industrial.

Quer saber o que mais pode ser feito com essa tecnologia diferenciada para impulsionar o seu negócio? Então, confira também nosso artigo que explora o valor da realidade aumentada no desempenho industrial

[e-book] As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar grátis | Agência Labra

Pin It on Pinterest

Share This