Presentes na vida muitas pessoas ao redor do mundo, as redes sociais hoje, são um importante meio para comunicação, informação, relacionamentos e, claro, para o marketing digital.

Você tem noção que passamos uma média diária de quase quatro horas plugado nas redes sociais? O Brasil ficou em segundo no ranking de tempo gasto nesse tipo de entretenimento online, perdendo somente para Filipinas.

E que os brasileiros amam as redes sociais, isso ninguém mais duvida. No último ano, tivemos pelo menos 8 milhões de novos inscritos em redes sociais, segundo o relatório Digital in 2018 do site We Are Social, um aumento de 7% em relação ao período anterior.

No conteúdo de hoje vamos mostrar quais são as mídias sociais preferidas dos brasileiros. Confira!

Baixe nosso infográfico gratuitamente e descubra quanto tempo dura a vida útil de um post nas redes sociais

1. A primeira rede social, Facebook:

São mais de 2 bilhões de usuários — sendo que 130 milhões estão no Brasil —, o Facebook conquistou o posto de rede social mais popular do mundo em por volta de 2008 e começou a ser destaque no Brasil em 2012.

O Facebook é uma rede social versátil e abrangente, pois engloba muitas funcionalidades no mesmo lugar. Funciona tanto para gerar novos negócios, quanto para conhecer outras pessoas do mundo, relacionar-se com amigos e família, informar-se, entre outras funções.

É por isso que, para empresas que investem em Marketing Digital, é praticamente impossível não estar no Facebook.

A rede social estourou no mercado interno com a possibilidade de transição tanto para perfis pessoais quanto para empresariais, além de uma maior comodidade de interação para qualquer nicho apresentado, valorizando o conteúdo e performance independente do meio pela qual se conecta.

2. WhatsApp:

Já parou para pensar que mais da metade da população brasileira está presente no WhatsApp?

São 120 milhões de usuários no país. O WhatsApp é a rede social de mensagens instantâneas mais popular entre os brasileiros.

Já foi até apelidada de “Zap Zap” pelos brasileiros e, diferente do que muitos pensam hoje ela tem representatividade comercial também.

De acordo com a empresa, 55 bilhões de mensagens são enviadas por dia no aplicativo. O WhatsApp já tem 1 bilhão de usuários ativos por dia no mundo todo, comenta o site G1, da Globo.

O aplicativo esteve no centro de muitos debates nas eleições de 2018, já que é muito usado para compartilhamento de informações em conversas pessoais ou em grupos. Essa característica, aliás, faz com o “Whats” seja considerado uma rede social.

3. Youtube:

Quem nunca assistiu um vídeo qualquer no Youtube, seja para procurar uma receita, ou para ver algum clipe de música?

De acordo com o a imprensa do próprio YouTube, essa rede social que hoje já possui um alcance global com mais de 1,9 bilhão de usuários conectados ao YouTube acessam a plataforma todos os meses. Diariamente, as pessoas assistem mais de um bilhão de horas de vídeo e geram bilhões de visualizações.

Hoje, é a maior plataforma de vídeos do mundo é usada para acompanhar programas dos mais variados segmentos, escutar músicas, acompanhar os YouTubers e, claro, fazer marketing!

O site foi fundado em 2005 por Chad Hurley, Steve Chen e Jawed Karim. O sucesso meteórico fez com que a plataforma fosse adquirida pelo Google no ano seguinte, em 2006, por 1,65 bilhões de dólares.

Como o YouTube está cada vez mais consolidado pelo público, vale muito a pena pensar em investir nesta ferramenta.

4. Instagram:

Chegamos a rede social mais queridinha do momento, o Instagram. Essa rede já possui mais de 1 bilhão de usuários ativos por mês.

O Instagram foi uma das primeiras redes sociais exclusivas de acesso por meio do celular e, por mais que hoje seja possível visualizar publicações no desktop, seu formato continua sendo voltado para dispositivos móveis.

É uma rede social de compartilhamento de fotos e vídeos entre usuários, com a possibilidade de aplicação de filtros e outras edições.

Além disso, apresenta desde sua criação em 2012 várias alterações e melhorias foram elaboradas, como a proporção das fotos, formato das publicações em vídeos, os amados stories, filtros e, entre outros.

Falando em stories, o formato tem se tornado uma grande aposta de empresas, marcas e profissionais, como uso no marketing, já que é possível realizar vários posts por ali,  com diversas interações como: perguntas, enquetes, vídeos em sequência e o uso de GIFS.

O uso do Instagram está cada vez mais frequente, por ser algo mais “íntimo”, para mostrar os conteúdos em forma visual, de bastidores e, humanizar a marca.

5. Linkedin:

Uma rede social focada no seu profissional. Isso é o Linkedin. Com  mais de 500 milhões de usuários pelo mundo, sendo  45 milhões brasileiros, a plataforma possibilita contatos profissionais — ou seja, em vez de amigos, temos conexões, e em vez de páginas, temos companhias.

Outro grande diferencial são as comunidades, que reúnem interessados em algum tema, profissão ou mercado específicos.

E diferente dos que muitos acham, faz todo sentido posicionar sua marca por lá, principalmente quando falamos em marcas B2B, focadas em um aspecto mais business.

O LinkedIn possui um grande diferencial  e potencial estratégico no posicionamento de empresas nas redes sociais, no networking entre profissionais de diversas áreas e, no employer branding, atraindo mais potenciais colaboradores para a empresa.

6. Twitter:

O Twitter foi criado em 2006 mas, atingiu seu auge em 2009 e, de lá para cá, está em declínio, mas isso não quer dizer que não temos público nesta rede social. Atualmente, são 500 milhões de usuários ativos em todo o mundo.

A rede social fez, e ainda faz barulho por conta do seu uso por políticos, que divulgam informações em primeira mão por ali.

Para quem gosta de ficar antenado nas notícias e quem saber tudo com antecedência, o Twitter é a rede social mais indicada. Além disso, o Twitter pode ser fonte de Leads e vendas para o seu negócio.

O Twitter ainda pode ser valioso para ações de marketing digital e, quando bem usado, pode ser um canal extra de aquisição e branding para sua marca.

7. Facebook Messenger:

O Messenger é a ferramenta de mensagens instantâneas do Facebook. Foi incorporada ao Facebook em 2011 e separada da plataforma em 2016.

Atingiu o número de 1,3 bilhão de usuários mensais, comparando-se ao WhatsApp, o aplicativo só deslanchou quando o Facebook mobile passou a exigir o download do Messenger para usar o chat.

Para empresas, o Messenger possui alguns recursos interessantes, como bots e respostas inteligentes, além da integração como canal de comunicação para marcas.

8. Pinterest:

Com mais de 200 milhões de usuários no mundo todo, o Pinterest vem crescendo no Brasil.  É a rede social de fotos que traz o conceito de “mural de referências”.

Os temas mais populares são: moda, maquiagem, casamento, gastronomia, arquitetura, faça você mesmo, gadgets, viagem e design. Seu público é majoritariamente feminino em todo o mundo.

Entretanto, apenas 8,5% das empresas do país estão ativas por lá. Utilizar os benefícios dessa rede social pode se tornar um grande diferencial para sua empresa, especialmente para aquelas que tem um negócio voltado para o visual, como moda ou arquitetura.

Em sua empresa, você não precisa criar pastas somente com conteúdo próprio. Selecione imagens que tenham a alma da sua marca, ajudem na construção dela e possam ser uma porta de entrada para o usuário chegar até você. Que tal dar uma chance a essa rede social?

9. Google +

A rede social do Google acabou não se popularizando como o planejado.  O Google vincula contas do Gmail no momento e faz algumas exigências que demandam o uso do Google+. Porém, 90% das pessoas nunca chegou a utilizar essa ferramenta, nem com apenas um post.

Alguns segmentos são mais populares dentro do Google Plus+. A dica é procurar uma comunidade do seu interesse que esteja ativa, e a partir daí, montar o seu círculo de amizade focado nos usuários participantes.

10. Snapchat:

O Snapchat é um aplicativo de compartilhamento de fotos, vídeos e texto para mobile. Traz como proposta  conteúdos instantâneos conhecidos como snaps, que desaparecem algumas horas após a publicação.

Apesar de contar hoje com 200 milhões de usuários em todo o mundo e ter sido uma das redes  sociais de maior destaque dos últimos tempos, o Snapchat vem perdendo sua popularidade para o Instagram Stories. O que não era de se esperar, não é mesmo?

O Snap não é uma rede nichada, tem um público bem específico, formado por jovens bem conectados. Por isso, analise o perfil do seu público-alvo e o comportamento dele, pois pode ser que o Snapchat seja uma ótima alternativa para sua estratégia de marketing. Vai depender muito do que você faz e o que você buscar dentro da sua empresa.

Gostou deste conteúdo? então não deixe de conferir nosso infográfico sobre a durabilidade das postagens nas mídias sociais

Baixe nosso e-book exclusivo de Marketing Digital para Pequenas e Médias Empresas

Pin It on Pinterest

Share This